Cobertura da Rede Globo nas Olimpíadas


Por Multijor

 

Em relação à cobertura dos jogos 2016, por parte da mídia em geral e da Rede Globo em especial, em minha opinião, podia ter aproveitado mais os dias de Olimpíadas no Brasil para criar pautas diferentes. No começo da cobertura dos jogos, o foco se baseava apenas nas modalidades em que o Brasil era favorito ou tinha grande chance de medalha, como o futebol masculino, que buscava o ouro inédito, o vôlei feminino, que pleiteava o tricampeonato, a ginástica, que tinha o atual campeão olímpico nas argolas, Artur Zanetti, e o judô, que tem tradição e trouxe nos últimos anos medalhas para o Brasil.

As Olimpíadas desse ano serviram para que a cobertura nos próximos jogos não se resuma apenas a certos esportes. A atenção precisa ser compartilhada e dividida entre outras modalidades. Para se ter uma ideia da falta de atenção que Globo deu à cobertura dos jogos, lembro-me de dois atletas que ganharam destaque após a conquista de medalhas: Thiago Braz, do salto com vara, medalhista de ouro nos jogos, e o boxeador Robson Conceição, vencedor do primeiro ouro do Brasil nesta modalidade. Dois atletas que, após as conquistas, ganharam espaço e destaque na mídia. Esses são apenas dois exemplos de muitos que poderia citar, já que a mídia em geral, e a Rede Globo principalmente, costuma destacar os esportes coletivos com históricos de conquistas, como o futebol e o vôlei.

Diante disso, gostaria de ressaltar que a mesma atenção que a imprensa dá para o futebol, por exemplo, deveria dar a outros esportes, principalmente, durante as Olimpíadas, pois se trata do maior evento de esporte mundial. Para melhor cobertura, o ideal seria tratar todos os esportes com o mesmo interesse que os esportes mais conhecidos, para satisfazer o público, que, de quatro em quatro anos, tem a oportunidade de acompanhar um rol de modalidades. É importante trazer para o público o conhecimento de cada esporte, durante e antes do evento, resgatar a história e explicar as regras dos esportes olímpicos, já que muitos não costumam ou não têm oportunidade de acompanhar certas modalidades fora do período dos Jogos.

14269446_872722112857710_136072733_nMauricio Mello, 22 anos. É estudante de Jornalismo. Apaixonado por futebol. Gosta de praticar esportes e assistir a filmes e séries. Nos finais de semana, gosta de se reunir com a família e sair com os amigos. É torcedor fanático do Grêmio.

*Texto produzido para a disciplina de Legislação e Ética em Jornalismo

Sobre o autor:

Multijor

Multijor é o Laboratório de Jornalismo Multimídia do Curso de Jornalismo da Unifra. O laboratório é responsável pela produção de conteúdos digitais e pela gestão de mídias sociais.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *