Cursos de Medicina do RS realizam trote solidário


Por Jornalismo Digital

 

Estudantes de Medicina dos dois cursos de Santa Maria participam de trote solidário estadual (Fotos: Caroline Costa)

Estudantes de Medicina dos dois cursos de Santa Maria participam de trote solidário estadual (Fotos: Caroline Costa)

Cerca de 150 estudantes de Medicina da UFSM e da Unifra participaram, na manhã desta sexta-feira (24), do trote solidário desenvolvido pelo Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers). Calouros e veteranos de Medicina da UFSM doaram sangue no Hemocentro Regional de Santa Maria enquanto os do Centro Universitário Franciscano estiveram no Serviço de Hemoterapia de Santa Maria, que fica no Hospital de Caridade. O trote solidário existe desde 2008 e, além das doações de sangue, arrecada alimentos não perecíveis em parceria com supermercados das cidades participantes, que são: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Passo Fundo, Canoas, Pelotas, Rio Grande e, partir do próximo semestre, Uruguaiana.

Na edição de 2016, o trote solidário organizado pelo Simers contabilizou 832 bolsas de sangue, que beneficiaram mais de 3,3 mil pessoas – cada doação de sangue pode salvar até quatro vidas – e arrecadou 34,6 toneladas de alimentos não perecíveis, que foram encaminhados ao Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul. Em 2015, foram 713 bolsas de sangue e 34 toneladas de alimentos. As informações são do site do Simers.

Cassia Lutiane Schirmann, 19 anos, é estudante do 2º semestre e, neste ano, está entre as envolvidas na organização do projeto em Santa Maria. Segundo a universitária, a organização da atividade acontece da seguinte maneira: quem está no segundo semestre, se encarrega de promover o trote dos calouros. Ela explica que o objetivo principal da ação é fazer com que os alunos ingressem no curso já fazendo o bem. “Que médicos eles vão ser se eles não tiverem a noção de que eles precisam ajudar os outros?”, indaga.

Ainda, conforme Cassia, as atividades do trote, geralmente envolvem um dia de doação de sangue e outro de arrecadação de alimentos não perecíveis. E, para ela, o intuito da arrecadação de alimentos é tão importante e fundamental quanto a de doação de sangue, pois indiretamente ajuda muitas pessoas. “Parece ser pouco doar 1 kg de alimento, mas, no final, se torna muito”, acrescenta. A futura médica pondera que as pessoas não imaginam a importância desses gestos simples, como doar sangue e alimentos, e outros que podem ser praticados no dia-a-dia.

Gustavo Schuster, 20 anos, é um dos calouros que doaram pela primeira vez na manhã desta sexta-feira (24). Ele conta que antes da doação estava nervoso, porém na hora se sentiu muito tranquilo, principalmente pela recepção que recebeu das enfermeiras. “Não vale só doar agora, tem que seguir doando depois”, aconselha. O estudante diz ser apenas a porta de entrada já que pretende fazer da doação de sangue um hábito.

Projeto ajuda a repor estoque de sangue e a conquistar doadores

Carla Coelho, diretora do Hemocentro, acredita que o projeto é muito importante, por ser realizado no período em que o estoque de sangue está baixo, devido ao Carnaval e ao período de férias. Além disso, Carla considera um dos pontos mais positivo da iniciativa: “O trote reforça ainda mais sua importância por ser contínuo, já que os estudantes comparecem todos os anos, e pelos alunos que participam pela primeira vez virarem nossos doadores assíduos”.

William Stertz, 22 anos, faz Medicina e é um dos componentes do Núcleo Acadêmico do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (NAS-Simers). Ele explica que o NAS-Simers surgiu, em 2007, a partir da iniciativa de um grupo de estudantes que almejavam mais representatividade. Em 2008 se difunde a iniciativa do trote solidário, com o propósito de extinguir a imagem defasada, violenta, e de opressão e que, portanto, deprecia o momento que deveria ser um rito de mudança de vida. Ele ainda acrescenta que o trote vem se expandindo, sendo que já está sendo difundido em cerca de 96% das universidades gaúchas. “Outro intuito é incentivar os calouros a já começarem a ajudar as pessoas, e praticar o papel da profissão que eles escolheram, ou seja para incentivar o altruísmo dos calouros”, salienta.

foto2

Recepção dos novos alunos de Medicina está focada em atividades de caráter social

Ainda, de acordo com informações do Simers, o Trote Solidário continua neste sábado (25). Aqui na cidade, os estudantes estarão em três supermercados recolhendo donativos que serão repassados ao Banco de Alimentos do município. Os grupos se revezam das 9h às 18h no Big, no Carrefour e no Nacional. Os calouros e veteranos estarão identificados com camisetas e distribuirão material informativo à população.

Supermercados em que haverá recolhimento de doações neste sábado (25)

Big – Avenida Fernando Ferrari, 1483, Bairro Nossa Senhora de Lourdes

Carrefour – Avenida Rio Branco, 732, Centro

Nacional – Avenida Medianeira, 1321, Bairro Nossa Senhora Medianeira

Siga os passos para salvar vidas

foto6 (1)– Vá até Rua Alameda Santiago do Chile, nº 35, bairro Nossa Senhora de Lourdes.

– Apresente um documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho).

– Esteja com a saúde em dia.

– Tenha entre 16 e 69 anos de idade (desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos).

– Tenha o peso mínimo de 50 quilos.

– Tenha dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

– Tenha se alimentado bem (evitar gorduras nas quatro horas que antecedem a coleta).

– Não fume por pelo menos duas horas antes da doação;

– Não tenha feito tatuagem no último ano.

E você que é menor de idade também pode doar:

– Para doar, você precisa estar acompanhado por um responsável legal;

-Você e seu responsável devem levar documento oficial com foto;

Obs: homens podem fazer até quatro doações em um ano. Já as mulheres podem realizar até três doações por ano.

 

Caroline Costa

para a disciplina de Jornalismo Digital 1

 

 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *