Folheto para jornalistas sugere como abordar o suicídio


Por Gabriele Bordin

 

O Ministério da Saúde lançou um folheto indicando como jornalistas podem abordar o suicídio. Foi divulgado na última quinta-feira, 21, no Portal da Saúde (site da Agência de Saúde nacional), como um arquivo para realização de download.

O folheto dá informações importantes sobre como prevenir uma influência a suicídio. Também apresenta diversas dicas práticas sobre o que não deve ser divulgado (como o motivo que levou à morte, entrevistas de familiares e conteúdos de avisos que a pessoa tenha deixado antes do suicídio.)

O conteúdo também fala sobre a ideia errônea de que não se deve falar sobre o assunto nas mídias, desmistificando este pré-conceito.  Fica clara a importância de o jornalista informar sinais de alerta, formas de prevenção, contatos úteis, e como buscar ajuda, além de sensibilizar a sociedade quanto ao assunto.

Este é mais um dos conteúdos lançados neste mês, conforme a Setembro Amarelo, campanha de conscientização à prevenção do suicídio. Já foram lançados no site outros folhetos “Suicídio. Saber, agir e prevenir.”, inclusive um específico aos profissionais da área de saúde.

O arquivo se encontra neste link.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *