Prêmio MPT de Jornalismo com inscrições abertas até 5 de maio


Por Agência CentralSul de Notícias

 

vencedor (2)

Na edição do ano passado, a reportagem Lilian Primi publicada na revista Caros Amigos foi a vencedora do prêmio especial Fraudes Trabalhistas. Foto: arquivo MPT

As inscrições para o prêmio MPT de Jornalismo, organizado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) , estão abertas até o dia 05 de maio.

O Prêmio MPT de Jornalismo foi criado em 2014 e se destina às melhores produções jornalísticas relacionadas ao direito do trabalho e violações da legislação trabalhista. Os temas devem estar voltados ao combate às fraudes nas relações de trabalho, ao trabalho escravo, ao trabalho infantil, à discriminação, às irregularidades trabalhistas na administração pública, e proteção ao meio ambiente do trabalho, à liberdade sindical, entre outros.

O Prêmio MPT de Jornalismo é dividido em duas etapas: regional e nacional. Na  primeira fase, durante o mês de junho, serão julgados todos os trabalhos inscritos. Profissionais das regiões Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul disputarão entre os concorrentes de sua região, o prêmio de R$ 5 mil em cada uma das categorias.

Em seguida, na fase nacional, os vencedores regionais enfrentam os melhores de cada região. Todos eles serão conhecidos na cerimônia de premiação, que acontecerá em  agosto em Brasília. A premiação que soma R$400.000 em prêmios dividida em oito categorias e dois prêmios especiais, Fraudes Trabalhistas e MPT de Jornalismo

As categorias são:

Telejornalismo premia as melhores reportagens exibidas em emissoras de televisão sediadas no Brasil.  O tempo máximo de duração das reportagens televisivas é de 60 (sessenta) minutos.

Webjornalismo,  concorrem reportagens veiculadas em portais ou sites nacionais, que respeitem as características do webjornalismo: multimidialidade/convergência (áudio, vídeo, texto e imagem), interatividade e customização de conteúdo.

Universitário, categoria válida para estudantes de jornalismo que tenham concluído o sexto semestre do curso ( ou terceiro ano) e publicaram trabalhos em veículos universitários, em qualquer uma das mídias como Jornal Impresso, Revista Impressa, Fotojornalismo, Telejornalismo, Radiojornalismo e Webjornalismo.

Edição do ano passado . Foto: Arquivo MPT

Foto de Ricardo Oliveira foi vencedora na categoria Fotojornalismo na edição2016 do prêmio. Foto: arquivo MPT

Fotojornalismo. Os fotojornalistas podem enviar imagens publicadas em qualquer veículo de comunicação sediado no Brasil, dentre as outras categorias concorrentes. É preciso fazer o upload do arquivo em PDF ou JPG da foto com a reportagem, exatamente como a versão publicada em jornal, revista ou web. Fotos publicadas originalmente sem matéria ou ensaios fotográficos veiculados sem texto também podem concorrer.

Repórter cinematográfico, a categoria reconhece o melhor repórter cinematográfico entre as reportagens inscritas nas categorias Webjornalismo e Telejornalismo.

Revista impressa, melhor reportagem publicada em língua portuguesa em revista instalada no Brasil, de periodicidade não superior a semestral.

Jornal impresso, a categoria premia a melhor reportagem publicada em língua portuguesa em jornal impresso instalado no Brasil, de periodicidade diária ou semanal.

Radiojornalismo, reportagens veiculadas em língua portuguesa em emissoras de rádio instaladas no Brasil.  O tempo máximo de duração dos trabalhos de rádio é de 45 minutos.

Os trabalhos devem ter sido veiculados entre 2 de maio de 2016 e 5 de maio de 2017 . As inscrições vão até 5 de maio. Mais informações no site  Prêmio MPT de Jornalismo2017

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *