Aos 86 anos, Alberto Dines morre em São Paulo


Por Gabriela Gabbi

 

Alberto Dines. Arquivo: Observatório da Imprensa/ TVE

Alberto Dines faleceu hoje dia 22 de maio, no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, Zona Sul da capital paulista e, segundo nota do Observatório da Imprensa, a causa da morte foi pneumonia. O jornalista  deixa a mulher e quatro filhos. O sepultamento está marcado para quarta (23), às 13h30, no cemitério de Embu das Artes.

Em 1952, Dines iniciou sua carreira no jornalismo na revista A Cena Muda. Logo após, na revista Visão começou fazendo reportagens políticas.

Em 1963, o professor criou as carreiras de Jornalismo Comparado e Teoria da Comunicação na PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro). O jornalista foi paraninfo da primeira turma formada pela universidade, em 1968, quando fez um discurso criticando a censura imposta aos jornais pela ditadura. A cerimônia ocorreu uma semana após a edição do AI-5 (Ato Institucional nº 5), que intensificou as perseguições e repressão do regime militar e estabeleceu um sistema de censura dentro das redações de jornalismo. Seu discurso o levou à prisão por alguns dias. No início da década de 1990, ele foi um dos fundadores do Labjor (Laboratório de Estudos Avançados de Jornalismo) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde lançou em 1996 a revista eletrônica Observatório da Imprensa. O projeto ganhou versão para a televisão em 1998, sempre sob o comando de Dines. O Observatório foi ao ar entre 1998 e 2016, ano da sua última edição inédita. O programa foi cancelado e saiu da grade da TV Brasil, da EBC, em 2016, já sob a gestão do presidente Michel Temer.Em 2002, Dines fundou o Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo), organização não-governamental que atualmente mantém o Observatório da Imprensa.

Como escritor, Dines lançou mais de 15 livros, dentre eles Vínculos de Fogo, ganhador do Jabuti de Estudos Literários em 1993. Sua influência e importância fez com que a notícia de sua morte levasse seu nome à primeira posição dos assuntos mais comentados no Twitter no Brasil na manhã desta terça.

“A sociedade que aceita qualquer jornalismo não merece jornalismo melhor.”

Alberto Dines 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *