Café com Leite


Por Agência CentralSul de Notícias

 

Por Thais Ribeiro

Estranho pensar que uma das primeiras coisas que me lembro quando penso em você seja o famoso café com leite, aquele que você preparava pra mim, pai, e depois se tornou aquele que eu prepararia pra você. Nossa história vem de outras vidas, você me resgatou, literalmente, me adotando, mas essa história nós conhecemos muito bem. Quando nossas posições se inverteram. Quando ficaou debilitado por conta de um AVC hemorrágico, te adotei pela segunda vez (a primeira foi quando você me adotou), preparava seu café com leite, cuidava de você e te ajudava a se exercitar, caminhar naquela área linda que você sempre gostou.
A história do café com leite… Você preparava pra mim quando eu era pequenina, quando a mãe não podia, eu reclamava dizendo que estava muito quente, mas não pra você, tinha medo de te magoar, era tanto amor envolvido na nossa convivência que eu não queria arriscar. A vida é uma caixinha de surpresas, você sempre foi um homem sábio, que pensava longe, a mãe sempre me dizia isso, quando a doença chegou e tivemos que trocar de lugares ficava pensando se você gostava do meu café com leite, às vezes você dizia que não tinha tomado ainda (quando já tinha) ou às vezes dizia que estava frio (quando estava bem quente), mas nunca me dizia que não estava bom, será que também pensava em não me magoar?! Sequelas que durante 10 anos nos acostumamos a lidar, nossa família sempre foi unida e continuamos a aprender contigo até o último minuto.
Foram muitos momentos, muitos cafés, a mãe e a mana sabem bem disso, a mana lembra com muito amor as vezes que você contava as moedas para ela ir para o cursinho, hoje ela é advogada, acredita?! Tuas moedas valeram ouro e serviram para me inspirar. Você sempre cuidou tanto da gente, fazendo tudo que estava ao seu alcance, pensamos por várias vezes não estar aptas a cuidar de você, mas sabíamos que você sempre merecia o melhor, era o que você merecia, tínhamos o exemplo de amor e cuidado bem ali na nossa frente, não podíamos te decepcionar e deu muito certo, por que o nosso amor ficou ainda mais forte.
Lembro-me do dia lindo de sol, quando a mãe e mana chegaram do hospital pra me dizer que você já não estava mais ali, de repete eu vi o nosso café aquele, esfriar ou até mesmo congelar, por tamanho baque que havia tomado, vi as coisas perderem as cores. Acho que o nosso café nunca mais será o mesmo sabe?! Talvez o nosso café com leite seja uma das formas mais bonitas de contar nossa história, café é sinônimo de aconchego, amor, carinho, coisas que sempre tivemos na nossa família, valores que você sempre passou pra mim e pra mana. Se eu pudesse te ter por mais um dia te convidaria pra tomar aquele café, quente pra você e não tão quente pra mim, te contar de como a vida é fria sem você, de como é difícil crescer e da falta que você nos faz. Uma xícara de café pode sempre me lembrar de você, deve ser por isso que eu gosto tanto, nunca te disse um adeus por que pra mim sempre será um até logo.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *