Câmara aprova empréstimo de R$ 78 milhões para reparo de vias e estradas


Por Matheus Jardim

 

Prefeitura fará empréstimo para reparar ruas e estradas esburacadas (Foto: Matheus Jardim)

A solução para resolver o problema dos buracos nas ruas de Santa Maria está encaminhada. Por mais que a maioria dos vereadores, por meses vetavam o empréstimo para o conserto das ruas do município, foram convencidos pela calamidade das ruas da cidade. A Câmara de Vereadores aprovou, por unanimidade, o projeto que autoriza a prefeitura a contratar o empréstimo que soma R$ 78 milhões para fazer melhorias nas ruas, paradas de ônibus e estradas rurais de Santa Maria.  

Como já existe uma licitação em aberto para a recuperação do asfalto, a projeção do Executivo é que quando a primeira parcela entre nos cofres do município, as máquinas já comecem a trabalhar. Apesar de ter sido aprovado por unanimidade, o projeto enfrentou muita resistência dentro da Câmara de Vereadores.

Os empréstimos foram feitos em duas partes: R$ 28 milhões do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal. Do total, 26 milhões devem ser investido nas piores ruas, R$ 1 milhão para fazer abrigos de ônibus e R$ 1 milhão para compra de maquinários e equipamentos. O prazo para pagamento do empréstimo é de dez anos.

Já, os outros R$ 50 milhões são do Programa Avançar Cidades, do Ministério das Cidades, se liberado, R$ 1,3 milhão do recurso será usado para contratação de uma empresa que vai fazer o estudo das necessidades para a recuperação de 64 ruas, que equivalem a 75 quilômetros. Os trâmites para este empréstimo são mais complexos. Assim, este recurso deve ter o primeiro repasse ao município em 2019, o prazo de pagamento é de 20 anos.

Produzido para a disciplina de Jornalismo Digital 1 sob a supervisão do professor Maurício Dias

 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *