Oficinas de qualificação para o mercado no 14° Fórum


Por Flora Quinhones

 

Tarde de aprender e colocar a mão no papel. A segunda tarde, dia 15 de agosto, do 14° Fórum de Comunicação contou com quatro oficinas de diferentes segmentos: tecnologia, construção de audiovisual, GoogleAds e assessoria de comunicação sindical.

Fritz Nunes, assessor da Sedufsm. Foto: Kauan Costa/LABFEM

Assessoria de Imprensa e Jornalismo Sindical. A oficina de duas horas, ministrada pelo jornalista Fritz Rivail Fernandes Nunes (Assessor de Imprensa da Seção Sindical dos Docentes da UFSM – SEDUFSM), pautou a atuação do assessor no campo dos sindicatos e qual o tipo de trabalho exercido. A atividade foi dinâmica, com troca de ideias e debate entre os participantes. O workshop discutiu a forma de se fazer jornalismo na área, o uso de novas tecnologias e a interferência da política no trabalho sindical. Fritz utilizou o trabalho desenvolvido na SEDUFSM, para exemplificar as temáticas.

Oficina de vídeo on fire com o vídeomaker Derik Borba. Foto: Vitor Cargnelutti /LABFEM

Video on Fire. A oficina de quatro horas ministrada por Derick Nabero Borba, videomaker e organizador de eventos para profissionais criativos, que atua em Maceió, foi uma aula de técnica e estética para produções audiovisuais.

A atividade trouxe questões relevantes no âmbito da técnicas de equipamento, luz, cor, cenário e roteiro. A oficina proporcionou a criação de vídeos e toda a produção foi realizada pelos alunos.   Temas atuais e de relevância na sociedade foram discutidos para a elaboração do roteiro, como bullying, preconceito, diversidade e inferioridade. Dessa forma, promoveu um ambiente de discussão e aprendizado para os alunos.

Capital social no futurismo: como resolver crises, mentiras e revanches na comunicação de amanhã. A oficina de 4 horas, ministrada por Marcelo Silva Barcellos, doutorando em Jornalismo na UFSC, esclareceu os conceitos de capital social e qual sua importância na relação com marcas.

Marcelos Barcellos e a oficina sobre capital social.Foto: Kauan Costa/LABFEM

Segundo Barcellos, capital  social é a “cola” que faz com que as interações aconteçam entre as marcas, produtos, pessoas e comunidades. Ou seja, é a troca dessa conversação através do conteúdo de qualidade que gera capital social para a rede. Assim, tornando a reputação de uma determinada empresa, positiva. A oficina propôs uma atividade prática, onde os participantes analisaram postagens de uma determinada empresa. Os alunos foram desafiados a propor uma resolução para um possível problema de falta de capital social da empresa.

Rafael Miranda explica como usar o Google Ads. Foto: Juliana Gonçalves/LABFEM

A oficina Google Ads: como anunciar de maneira correta. A oficina de 2 horas, ministrada por Rafael Miranda (egresso do curso de Jornalismo e certificado pelo Google em Fundamentos do AdWords e Publicidade em Pesquisa), apresentou noções básicas de funcionamento do serviço, seus aspectos gerais e onde é necessário focar para que os anúncios qualificados tenham um bom desempenho.
GoogleAds é o serviço de links patrocinados do Google e o  AdWords baseia-se no desempenho de anúncios pagos, portanto, quando a ferramenta de busca do Google é utilizada, a pessoa que efetua esta busca está declarando a intenção de comprá-la. Quem vende – e faz uso do serviço para impulsionar seu negócio –  pode ter seu anúncio listado nos links patrocinados (os quatro primeiros resultados que aparecem na página),  as outras informações que aparecem na página são resultados orgânicos, ou seja, gratuitos.
O workshop realizou um trabalho prático com os alunos, que testaram e visualizaram as informações debatidas na oficina.

Por Flora Borin e Bibiana Campos

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *