Santa Maria recebe “Tambor que habita meu peito”


Por Gabriela Gabbi

 

Alunos do Programa de Extensão em Percussão, de Pelotas, se apresentam em Santa Maria neste final de semana. Foto: divulgação/PMSM

 Até domingo, 30, uma experiência sonora e performática vai reverberar por diversos espaços culturais de Santa Maria. É o “Tambor que habita meu peito”, realizado pelo Programa de Extensão em Percussão (Pepeu) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), sob coordenação do professor José Everton Rozzini. Atuante, o Pepeu já se apresentou em Uberlândia (MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS) e no Festival Internacional da Música de Londrina (PR), além de percorrer o interior do Rio Grande do Sul.

O ponto alto da programação é o “PsicoTambor”, que acontece no sábado (29), a partir das 10h, quando integrantes de escolas de samba e grupos de percussão vão percorrer o Calçadão Salvador Isaía, saindo da rua Floriano Peixoto até a Praça Saldanha Marinho. No local, o cortejo será recebido pelo Pepeu para uma grande apresentação no palco.

Na noite desta quinta-feira, 27 , o espetáculo é no Theatro Treze de Maio, onde acontece o concerto da Orquestra de Percussão da UFPel, às 20h. Na apresentação, além de alunos do Pepeu, se apresentam integrantes do grupo de percussão Cuica, criado em Camobi e fundado por Rozzini.

Os ingressos podem ser retirados no Sesc Santa Maria (Avenida Itaimbé, nº 66), mediante a entrega de 1kg de alimento não perecível ou, ainda, na bilheteria do Theatro Treze de Maio. A programação encerra no domingo, 30, com um encontro de baterias e apresentação da Orquestra Pepeu e convidados, com entrada franca, durante o Viva o Campus, na UFSM.

O projeto “Tambor que habita meu peito” faz parte das comemorações de cinco anos do Programa de Extensão em Percussão da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), formado por alunos da instituição de ensino e por pessoas da comunidade que se encontram, semanalmente, em torno da música percussiva, desenvolvendo ritmos como baião, maracatu, samba, batuque e outros estilos.

A realização é do Pepeu/UFPel, com apoio da Prefeitura de Santa Maria, por meio das secretarias de Cultura, Esporte e Lazer e de Educação, SESC/RS,  Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Associação das Escolas de Samba de Santa Maria, Minami Motors, EXP – Produtora – Startup de Arte, Cultura e Tecnologia e Due Design Propaganda.

Fonte: Superintendência de Comunicação – Prefeitura de Santa Maria

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *