Site reúne 100 capas de livro em homenagem a Garcia Márquez


Por Agência CentralSul de Notícias

 

Ontem, 06 de março, o escritor Gabriel Garcia Márquez  faria 91 anos. Entre as muitas  e variadas homenagens  que circularam na internet, o site Literary Hub  prestou a ele um original tributo. Reuniu e publicou 100 capas de um dos seus clássicos mais conhecidos, o livro Cem anos de solidão. Em circulação pelo mundo desde 1967, ano de seu lançamento  quando teve a tiragem de apenas 8 mil exemplares, o livro foi traduzido em 37 línguas e já vendeu  dezenas de milhões de cópias.

Referência dentro do realismo mágico, o romance narra a história de sete gerações da família Buendía,  passadas na cidade ficcional de Macondo, fundada na floresta tropical colombiana por José Arcadio Buendía, o patriarca da família. É uma alusão à  Aracataca, cidade natal do escritor, situada próxima à costa norte da Colômbia. A invasão do mundo exterior destrói a utopia construída pelos Buendías.

A  capa da primeira edição  refere a uma das primeiras imagens do livro: “Quando acordaram, com o sol já alto no céu, eles ficaram sem palavras com fascínio. Diante deles, cercado por samambaias e palmeiras, brancas e pulverulentas na silenciosa luz da manhã, era um enorme galão espanhol. Inclinada ligeiramente para o estribo, pendia de seus mastros intactos os trapos sujos das suas velas no meio de seu equipamento, adornado com orquídeas. O casco, coberto com uma armadura de percevejos petrificados e musgo macio, estava firmemente preso em uma superfície de pedras. Toda a estrutura parecia ocupar seu próprio espaço, de solidão e de esquecimento, protegido dos vícios do tempo e dos hábitos dos pássaros. No interior, onde os expedicionários exploravam com cuidado intenção, não havia mais que uma espessa floresta de flores “.

Gabriel Garcia Márquez morreu em 17 abril de 2014, na cidade do México, vítima de pneumonia. Ele foi diagnosticado com demência dois anos antes.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *