Nem passado, nem futuro


Por Agência CentralSul de Notícias

 

face-66946_640

imagem free/pixabay.com

Como o ser humano vive em função do passado e do futuro. É difícil estar no presente. E como estar se, a cada segundo, o presente vira passado?

Agora já passam das dez e vinte da noite. A essa altura mil coisas devem ter vindo a sua cabeça. Um milhão de conexões no cérebro fizeram você lembrar coisas que estavam esquecidas, perdidas, amontoadas e até deixadas de lado.

Uma fração de segundo vira eternidade quando até hoje, você se lembra de um momento que vem à tona na forma de uma foto congelada. Um cheiro de café, de chá, pão ou das flores da primavera e você se lembra da infância.

Esquecer é um problema da memória, não do coração. Perdoar é problema do coração. O problema é que nem memória, nem coração vem com manual de instrução. Somos seres humanos, esqueceu?

Não. Não esqueceu aquele sonho que quer realizar. Mas, agora já estou falando do futuro. O presente já faz parte do passado.

Lembranças fazem parte do passado. Sonhos são do futuro. E do presente?

O presente precisa ser suficiente. Atitude certa tomada na hora certa. Alguém estava chorando e você desejou, mesmo em pensamento, que ela ficasse melhor. Uma ambulância passou e você torceu, rezou ou acendeu velas para que tudo desse certo. O presente só pode ser feito agora, nem um segundo antes ou depois.

Agora são dez e quarenta e dois e eu me dei conta que vou ter que trocar o título porque tudo que eu escrevi agora, já é passado.

Patrese Lehnhart Rabenschlag, acadêmico de jornalismo.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *