Como escrever artigos científicos de alto impacto


Por Agência CentralSul de Notícias

 

Valtencir Zucolloto. Foto: Amanda Souza . Lab. Fotografia e Memória.

Prof. Valtencir Zucolotto. Foto: Amanda Souza . Lab. Fotografia e Memória.

Num mundo cada vez mais competitivo,  publicar artigos em revistas de alto impacto é imprescindível para quem quiser seguir a carreira científica.  A afirmação é de Valtencir Zucolotto,  em palestra realizada na tarde de hoje, 21, na Unifra. Doutor em Ciência e Engenharia de   Materiais pela USP, professor associado no Instituto de Física de São Carlos – IFSC, da Universidade de São Paulo (USP), onde coordena o Grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia GNano/IFSC/USP -, Zucolotto é membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (ABC),  presidente da comissão do Portal da Escrita Científica da USP São Carlos e membro titular do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Editores Científicos (ABEC). Também trabalha com foco em Técnicas de Escrita Científica em Inglês, e desenvolve DVDs e Cursos online sobre Escrita Científica.

Na Unifra, Zucolotto deu coordenadas sobre como escrever artigos científicos para revistas científicas de projeção, ressaltando a dinâmica do mundo da ciência em busca do impacto. Segundo ele, a recusa de artigos é algo comum nesse universo, o que faz com que o pesquisador precise desenvolver estratégias para tornar seu paper “aceitável” aos olhos do editor e ser encaminhado aos pareceristas. Para ele, o Brasil precisa investir na divulgação de sua produção de ciência, considerando o nível da concorrência da produção internacional. Nessa direção, ressaltou que mais vale um artigo publicado anualmente em  revista internacional de renome, com indexadores legitimados, do que muitos artigos em revistas que seguem o padrão qualis. E, sem descartar a importância e o esforço do sistema de pesquisa nacional,  explica que este padrão, válido do Brasil, não o é para outros países.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *