Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

A palavra de Deus através do Rock’n Roll

Muitas são as pessoas que por saberem que o Gospel se trata de um estilo musical que fala da palavra de Deus acreditam que ele não possue relações com o Rock’n Roll. Entretanto, o que muitos não sabem é que o Rock surgiu da fusão do Blues com o Jazz, e que o Blues deu origem ao gospel, pois após ser dada a liberdade aos escravos americanos (criadores do blues), estes passaram a cantar suas canções utilizando textos bíblicos.

Bandas de Rock e música Gospel têm muitas relações. Foi o que comprovou o festival The Way, realizado no último sábado na praça Saldanha Marinho. No evento, participaram bandas de Santa Maria e de Porto Alegre. O festival faz parte do projeto O caminho da Igreja Batista Filadélfia, que incentiva os jovens a várias atividades, entre elas a música.

A banda Tanlan de Porto Alegre, que marcou presença no evento, é um exemplo de que se pode fazer música Gospel através do Rock. “Só tocamos música própia, fazemos um ou dois covers, mas é pouca coisa e temos bastante influência das bandas de Rock britânicas”, diz o baixista da banda, Tiago Garros.

Sobre as letras das músicas, Tiago diz que a banda tenta fazer com que aquilo que eles acreditam se torne relevante para as outras pessoas. “Apesar de crermos em tudo aquilo que as outras bandas evangélicas crêem, tentamos em nossas letras falar de um jeito que não provoque espanto nem bloqueio nas pessoas. Então, as letras giram em torno de temas que falam de Deus, mas não tão explicitamente como alguns cristãos gostariam. Elas falam de um jeito em que conseguimos entrar em lugares nos quais uma banda gospel não conseguiria”, explica.

As músicas de trabalho da banda são duas: É mais e Marionetes. “É mais, fala de amor, que existe algo que é mais do que as coisas que atua mãe te disse, do que tudo que tu pensa e imagina e mais que todas as coisas é o amor”, diz o baixista. Já a música Marionetes é a música da banda que chama mais atenção. “É uma letra bem interessante, as pessoas sempre perguntam porque não entendem direito. Ela na verdade fala que quando achamos que somos independentes e vivemos a vida do nosso jeito, na verdade não passamos de marionetes de alguém que nem sabemos que existe. Seja um canal de televisão, uma ideologia, qualquer coisa. Cremos que quem não conhece verdadeiramente a Deus, acaba sendo marionete de qualquer um”, afirma Tiago.

A banda The Way, que é fruto do projeto O caminho e leva o nome do festival, também possui suas músicas próprias que são de composição do guitarrista Álvaro Mendes de Melo. “As músicas são para aquele público que não conhece a palavra de Deus, que não conhece esse estilo de vida. Elas falam de coisas que essas pessoas vivem, como angústia, dor no coração, vão abordar problemas que elas enfrentam e uma solução para eles”, diz Álvaro.

A principal música da banda é Na hora da angústia. “Fiz ela quando tinha 17 para 18 anos. A inspiração foi o momento, quem escutar ela vai ver que a letra fala das dificuldades da vida, e que, muitas vezes, queremos trocar de caminho e na hora da angústia justamente aparece Deus e ele pode nos dar uma direção”, ressalta Álvaro. Crystiano Ribeiro, baixista da banda, diz que a música tema do evento The Way fala que só Jesus é o caminho. “É esse tipo de coisa que queremos mostrar para o público que não conhece esse tipo de vida, a idéia é apresentar a essas pessoas um novo estilo de vida, diferente do qual elas vivem e que nós acreditamos ser bem melhor”, diz o baixista.

O vocalista da banda Baluarte, Thiago Flores, acredita que eventos como este festival que dão oportunidades para as bandas Gospel são difíceis de acontecer. “Acredito que essa abertura que a prefeitura de Santa Maria está dando juntamente com o projeto O caminho vem só trabalhar para que coisas boas no âmbito de Deus possam acontecer, já que oportunidades assim são difíceis”, destaca. Sobre as composições da banda Thiago diz que trata de reflexões e experiências com a palavra de Deus. “São várias as direções que nos levam a fazer as músicas.

Problemas às vezes que um integrante da banda passou e resolveu fazer uma música e a gente em cima trabalha uma mensagem legal. A idéia da Baluarte hoje é falar pra essa galera jovem que curte álcool, drogas e sexo desenfreado que isso não é tudo e que existe algo diferente, existe um Deus que pode te dar paz.Temos prazer em levar o nome de Deus através do Rock’n Roll que é o nosso estilo de música”, finaliza.

Fotos: Núcleo de Fotografia e Memória ( Romulo Tondo )

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Muitas são as pessoas que por saberem que o Gospel se trata de um estilo musical que fala da palavra de Deus acreditam que ele não possue relações com o Rock’n Roll. Entretanto, o que muitos não sabem é que o Rock surgiu da fusão do Blues com o Jazz, e que o Blues deu origem ao gospel, pois após ser dada a liberdade aos escravos americanos (criadores do blues), estes passaram a cantar suas canções utilizando textos bíblicos.

Bandas de Rock e música Gospel têm muitas relações. Foi o que comprovou o festival The Way, realizado no último sábado na praça Saldanha Marinho. No evento, participaram bandas de Santa Maria e de Porto Alegre. O festival faz parte do projeto O caminho da Igreja Batista Filadélfia, que incentiva os jovens a várias atividades, entre elas a música.

A banda Tanlan de Porto Alegre, que marcou presença no evento, é um exemplo de que se pode fazer música Gospel através do Rock. “Só tocamos música própia, fazemos um ou dois covers, mas é pouca coisa e temos bastante influência das bandas de Rock britânicas”, diz o baixista da banda, Tiago Garros.

Sobre as letras das músicas, Tiago diz que a banda tenta fazer com que aquilo que eles acreditam se torne relevante para as outras pessoas. “Apesar de crermos em tudo aquilo que as outras bandas evangélicas crêem, tentamos em nossas letras falar de um jeito que não provoque espanto nem bloqueio nas pessoas. Então, as letras giram em torno de temas que falam de Deus, mas não tão explicitamente como alguns cristãos gostariam. Elas falam de um jeito em que conseguimos entrar em lugares nos quais uma banda gospel não conseguiria”, explica.

As músicas de trabalho da banda são duas: É mais e Marionetes. “É mais, fala de amor, que existe algo que é mais do que as coisas que atua mãe te disse, do que tudo que tu pensa e imagina e mais que todas as coisas é o amor”, diz o baixista. Já a música Marionetes é a música da banda que chama mais atenção. “É uma letra bem interessante, as pessoas sempre perguntam porque não entendem direito. Ela na verdade fala que quando achamos que somos independentes e vivemos a vida do nosso jeito, na verdade não passamos de marionetes de alguém que nem sabemos que existe. Seja um canal de televisão, uma ideologia, qualquer coisa. Cremos que quem não conhece verdadeiramente a Deus, acaba sendo marionete de qualquer um”, afirma Tiago.

A banda The Way, que é fruto do projeto O caminho e leva o nome do festival, também possui suas músicas próprias que são de composição do guitarrista Álvaro Mendes de Melo. “As músicas são para aquele público que não conhece a palavra de Deus, que não conhece esse estilo de vida. Elas falam de coisas que essas pessoas vivem, como angústia, dor no coração, vão abordar problemas que elas enfrentam e uma solução para eles”, diz Álvaro.

A principal música da banda é Na hora da angústia. “Fiz ela quando tinha 17 para 18 anos. A inspiração foi o momento, quem escutar ela vai ver que a letra fala das dificuldades da vida, e que, muitas vezes, queremos trocar de caminho e na hora da angústia justamente aparece Deus e ele pode nos dar uma direção”, ressalta Álvaro. Crystiano Ribeiro, baixista da banda, diz que a música tema do evento The Way fala que só Jesus é o caminho. “É esse tipo de coisa que queremos mostrar para o público que não conhece esse tipo de vida, a idéia é apresentar a essas pessoas um novo estilo de vida, diferente do qual elas vivem e que nós acreditamos ser bem melhor”, diz o baixista.

O vocalista da banda Baluarte, Thiago Flores, acredita que eventos como este festival que dão oportunidades para as bandas Gospel são difíceis de acontecer. “Acredito que essa abertura que a prefeitura de Santa Maria está dando juntamente com o projeto O caminho vem só trabalhar para que coisas boas no âmbito de Deus possam acontecer, já que oportunidades assim são difíceis”, destaca. Sobre as composições da banda Thiago diz que trata de reflexões e experiências com a palavra de Deus. “São várias as direções que nos levam a fazer as músicas.

Problemas às vezes que um integrante da banda passou e resolveu fazer uma música e a gente em cima trabalha uma mensagem legal. A idéia da Baluarte hoje é falar pra essa galera jovem que curte álcool, drogas e sexo desenfreado que isso não é tudo e que existe algo diferente, existe um Deus que pode te dar paz.Temos prazer em levar o nome de Deus através do Rock’n Roll que é o nosso estilo de música”, finaliza.

Fotos: Núcleo de Fotografia e Memória ( Romulo Tondo )