Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Bulimia nervosa é mais comum em adolescentes

 Ainda sem pesquisas aprofundadas no Brasil, a Bulimia nervosa ataca principalmente mulheres jovens.

     A Bulimia é um transtorno alimentar que acontece entre adolescentes, sendo mulheres em sua maioria. Segundo relatos de GJ Ballone, psiquiatra e pesquisador, a prevalência da bulimia nervosa entre mulheres adolescentes e adultas jovens é de aproximadamente 1-3%. Já a taxa de ocorrência deste transtorno em homens é de aproximadamente um décimo da que ocorre em mulheres. Ela acontece com freqüência na maioria dos países industrializados, incluindo os Estados Unidos, Europa, Canadá, Austrália, Japão, Nova Zelândia e África do Sul. 

       As portadoras apresentam como principais sintomas a ingestão exagerada de alimentos acompanhado do vômito induzido e um enorme medo de engordar, o que as levam a fazer uso de laxantes e praticar exercícios físicos continuamente. Muitas delas não são gordas e possuem um corpo bonito, entretanto, não se vêem assim devido à baixa auto-estima que apresentam.

       De acordo com a psicóloga Roberta Georg, durante o desencadeamento da doença existe inconscientemente uma regressão a infância, onde não se consegue identificar os objetos como um todo, tendo como exemplo a criança que durante a amamentação vê como bom o seio que o alimenta e mau o que assim não o faz. A bulêmica quer o resultado imediato ao sentir fome, ou seja, comer compulsivamente e vomitar logo em seguida, do mesmo modo que a criança ao chorar de fome quer ser amamentada no mesmo instante. A paciente ao buscar o gozo perfeito se sentirá melhor ao vomitar, entretanto essa conduta repetitiva causará muita angústia e, com o tempo, será automática.

          As causas da bulimia ainda não são totalmente conhecidas, já que a pessoa esconde de todos que é portadora. Entretanto Roberta destaca como principais motivadores ao desenvolvimento da doença o ambiente familiar, a questão social, a particularidade do desenvolvimento feminino e o momento evolutivo relacionado à adolescência já que a questão da sexualidade está muito aflorada e a adolescente não consegue lidar com isso de forma correta. A psicóloga acrescenta ainda que a adolescente passa a ter uma relação difícil tanto com amigos, namorado e família, já que suas energias estão todas voltadas para os atos bulêmicos.

          O tratamento para essas pessoas, apesar de ser um distúrbio alimentar, necessita não somente de um profissional de nutrição, mas também de um acompanhamento psicológico já que a origem do problema será detectada por esse profissional e toda uma equipe médica.

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 Ainda sem pesquisas aprofundadas no Brasil, a Bulimia nervosa ataca principalmente mulheres jovens.

     A Bulimia é um transtorno alimentar que acontece entre adolescentes, sendo mulheres em sua maioria. Segundo relatos de GJ Ballone, psiquiatra e pesquisador, a prevalência da bulimia nervosa entre mulheres adolescentes e adultas jovens é de aproximadamente 1-3%. Já a taxa de ocorrência deste transtorno em homens é de aproximadamente um décimo da que ocorre em mulheres. Ela acontece com freqüência na maioria dos países industrializados, incluindo os Estados Unidos, Europa, Canadá, Austrália, Japão, Nova Zelândia e África do Sul. 

       As portadoras apresentam como principais sintomas a ingestão exagerada de alimentos acompanhado do vômito induzido e um enorme medo de engordar, o que as levam a fazer uso de laxantes e praticar exercícios físicos continuamente. Muitas delas não são gordas e possuem um corpo bonito, entretanto, não se vêem assim devido à baixa auto-estima que apresentam.

       De acordo com a psicóloga Roberta Georg, durante o desencadeamento da doença existe inconscientemente uma regressão a infância, onde não se consegue identificar os objetos como um todo, tendo como exemplo a criança que durante a amamentação vê como bom o seio que o alimenta e mau o que assim não o faz. A bulêmica quer o resultado imediato ao sentir fome, ou seja, comer compulsivamente e vomitar logo em seguida, do mesmo modo que a criança ao chorar de fome quer ser amamentada no mesmo instante. A paciente ao buscar o gozo perfeito se sentirá melhor ao vomitar, entretanto essa conduta repetitiva causará muita angústia e, com o tempo, será automática.

          As causas da bulimia ainda não são totalmente conhecidas, já que a pessoa esconde de todos que é portadora. Entretanto Roberta destaca como principais motivadores ao desenvolvimento da doença o ambiente familiar, a questão social, a particularidade do desenvolvimento feminino e o momento evolutivo relacionado à adolescência já que a questão da sexualidade está muito aflorada e a adolescente não consegue lidar com isso de forma correta. A psicóloga acrescenta ainda que a adolescente passa a ter uma relação difícil tanto com amigos, namorado e família, já que suas energias estão todas voltadas para os atos bulêmicos.

          O tratamento para essas pessoas, apesar de ser um distúrbio alimentar, necessita não somente de um profissional de nutrição, mas também de um acompanhamento psicológico já que a origem do problema será detectada por esse profissional e toda uma equipe médica.