Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Carlos Gerbase lança livro e bate um papo na Saldanha Marinho

O jornalista e diretor Carlos Gerbase marcou presença na Feira do Livro de Santa Maria, na tarde dessa segunda-feira

Por volta das 17h30min dessa segunda-feira, Gerbase lançou e autografou seu primeiro romance, Professores. Logo após, às 19h, o também músico e professor da Faculdade de Comunicação da Puc-RS (Famecos) participou de um bate-papo. Ele falou sobre a obra que lançou e seus filmes. Em Professores¸ Gerbase narra a história de Maximiliano e Eugênio, velhos conhecidos que se reencontram nos corredores do Centro Universitário Vera Cruz, em Sapucaia do Sul. Mas o envolvimento com uma aluna coloca em pauta o verdadeiro significado da palavra ética.

O escritor argumentou que no livro “os personagens estão falando o que eles pensam”. Não que no cinema isso não seja possível, porém é mais difícil. Ele pesquisou e leu Nietzsche, Spinoza, Aristóteles e Platão, entre outros pensadores, para entender melhor a ética e escrever a ficção.  Para Gerbase, a literatura permitiu que ele abordasse melhor alguns aspectos: “esta questão de ética na literatura é discutida com profundidade”.

Ainda relembrou o verão de 1983, quando ele e outros três amigos criaram os Replicantes, banda porto-alegrense de punk rock que ficou conhecida no país com músicas como Nicotina e Surfista Calhorda. Comentou também sobre as produções e a atual cena do cinema brasileiro. Gerbase dirigiu os longa- metragens Tolerância(2000) e Sal de Prata (2005). Para finalizar a participação de Gerbase na Feira do Livro de Santa Maria, o público pôde fazer algumas perguntas sobre sua trajetória e experiência.

Professores, 494 páginas
de Carlos Gerbase
Editora Record, R$ 55 em média

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O jornalista e diretor Carlos Gerbase marcou presença na Feira do Livro de Santa Maria, na tarde dessa segunda-feira

Por volta das 17h30min dessa segunda-feira, Gerbase lançou e autografou seu primeiro romance, Professores. Logo após, às 19h, o também músico e professor da Faculdade de Comunicação da Puc-RS (Famecos) participou de um bate-papo. Ele falou sobre a obra que lançou e seus filmes. Em Professores¸ Gerbase narra a história de Maximiliano e Eugênio, velhos conhecidos que se reencontram nos corredores do Centro Universitário Vera Cruz, em Sapucaia do Sul. Mas o envolvimento com uma aluna coloca em pauta o verdadeiro significado da palavra ética.

O escritor argumentou que no livro “os personagens estão falando o que eles pensam”. Não que no cinema isso não seja possível, porém é mais difícil. Ele pesquisou e leu Nietzsche, Spinoza, Aristóteles e Platão, entre outros pensadores, para entender melhor a ética e escrever a ficção.  Para Gerbase, a literatura permitiu que ele abordasse melhor alguns aspectos: “esta questão de ética na literatura é discutida com profundidade”.

Ainda relembrou o verão de 1983, quando ele e outros três amigos criaram os Replicantes, banda porto-alegrense de punk rock que ficou conhecida no país com músicas como Nicotina e Surfista Calhorda. Comentou também sobre as produções e a atual cena do cinema brasileiro. Gerbase dirigiu os longa- metragens Tolerância(2000) e Sal de Prata (2005). Para finalizar a participação de Gerbase na Feira do Livro de Santa Maria, o público pôde fazer algumas perguntas sobre sua trajetória e experiência.

Professores, 494 páginas
de Carlos Gerbase
Editora Record, R$ 55 em média