Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Eles conheceram o menino pé-de-vento

Auditório da Cesma lotado. Eram cerca de 130 pessoas em pé, sentadas, no mezanino ou nos corredores. “Vou deixar as portas abertas para que caiba mais gente!” avisava um dos organizadores ao ver que havia pessoas até do lado de fora do auditório.

 

Após as devidas apresentações dos responsáveis e promotores do evento, Cineclube Lanterninha Aurélio, Paulo Teixeira, e Cineclube Unifra, Carlos Alberto Badke, a atenção era total para o tão esperado Leonel.
Assim começava a pré-estréia do curta-metragem animação Leonel, pé-de-vento, às 20h da ultima segunda-feira. Foram 15 minutos de duração, mas suficientes para aprovação do público e emoção da equipe produtora. “Foi uma das apresentações mais emocionantes que já fizemos”, afirmava o jornalista e diretor do animação, Jair Giacomini, 34 anos. Logo após a exibição do curta, Giacomini dialogou com o público sobre a sua produção acompanhado do assistente de produção e direção, José Arlei Cardoso, do diretor de arte, Elias Monteiro, do responsável pela trilha sonora, Gerson Rios Leme.
 A animação foi produzida em quatro núcleos em diferentes cidades: em Santa Maria e Santa Cruz do Sul, a idéia e criação, em Porto Alegre, a animação e, em Vale Vêneto, a dublagem. A equipe exibiu imagens e sonoras da produção do curta, falou da criação do filme e a participação de cada um no processo de criação. Logo em seguida, o público pôde questionar e dar opiniões sobre Leonel.

Eles se emocionaram com Leonel:

"Lindo! E de uma temática emoconante, todos os outros se preocupam tantoem falar de problemas atuais como guerra e esquecem que a base de tudo é o amor, que é a temática do filme!"                                       Luciene de Paula, 45 anos, Professora Primária


Uma animação fantástica! Um grupo do interior do Rio Grande do Sul que conseguiu conquistar seu espaço em um concurso de nível nacional, merecido! Uma história encantador.”
Sérgio Corrêa, 30 anos acadêmico de Comunicação Social

“Simples, humano e emocionante, por que fala das coisas simples da vida.”
Edemo Belinaso, 59 anos, Professor aposentado.

“Tem a ternura como referência. É uma metáfora bem situada, envolve os sentimentos, é tocante!”
 Orlando Fonseca, 50 anos, Professor acadêmico.

“Trata de amor, sem ser clichê, é emocionante.”
Renata Celidonio, 19 anos, acadêmica de jornalismo.



“A pureza do projeto foi o que me atraiu!”
Gerson Rios Leme, criador da trilha sonora do curta.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Auditório da Cesma lotado. Eram cerca de 130 pessoas em pé, sentadas, no mezanino ou nos corredores. “Vou deixar as portas abertas para que caiba mais gente!” avisava um dos organizadores ao ver que havia pessoas até do lado de fora do auditório.

 

Após as devidas apresentações dos responsáveis e promotores do evento, Cineclube Lanterninha Aurélio, Paulo Teixeira, e Cineclube Unifra, Carlos Alberto Badke, a atenção era total para o tão esperado Leonel.
Assim começava a pré-estréia do curta-metragem animação Leonel, pé-de-vento, às 20h da ultima segunda-feira. Foram 15 minutos de duração, mas suficientes para aprovação do público e emoção da equipe produtora. “Foi uma das apresentações mais emocionantes que já fizemos”, afirmava o jornalista e diretor do animação, Jair Giacomini, 34 anos. Logo após a exibição do curta, Giacomini dialogou com o público sobre a sua produção acompanhado do assistente de produção e direção, José Arlei Cardoso, do diretor de arte, Elias Monteiro, do responsável pela trilha sonora, Gerson Rios Leme.
 A animação foi produzida em quatro núcleos em diferentes cidades: em Santa Maria e Santa Cruz do Sul, a idéia e criação, em Porto Alegre, a animação e, em Vale Vêneto, a dublagem. A equipe exibiu imagens e sonoras da produção do curta, falou da criação do filme e a participação de cada um no processo de criação. Logo em seguida, o público pôde questionar e dar opiniões sobre Leonel.

Eles se emocionaram com Leonel:

"Lindo! E de uma temática emoconante, todos os outros se preocupam tantoem falar de problemas atuais como guerra e esquecem que a base de tudo é o amor, que é a temática do filme!"                                       Luciene de Paula, 45 anos, Professora Primária


Uma animação fantástica! Um grupo do interior do Rio Grande do Sul que conseguiu conquistar seu espaço em um concurso de nível nacional, merecido! Uma história encantador.”
Sérgio Corrêa, 30 anos acadêmico de Comunicação Social

“Simples, humano e emocionante, por que fala das coisas simples da vida.”
Edemo Belinaso, 59 anos, Professor aposentado.

“Tem a ternura como referência. É uma metáfora bem situada, envolve os sentimentos, é tocante!”
 Orlando Fonseca, 50 anos, Professor acadêmico.

“Trata de amor, sem ser clichê, é emocionante.”
Renata Celidonio, 19 anos, acadêmica de jornalismo.



“A pureza do projeto foi o que me atraiu!”
Gerson Rios Leme, criador da trilha sonora do curta.