Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Imóveis: quanto maior a procura, maior o preço

O início do ano e a demanda por imóveis provoca um aumento que chega a 35% nos aluguéis.

O mês de janeiro tem sido, há anos, época de elevar o preço dos aluguéis em Santa Maria. O movimento ocasionado pelos vestibulares, especialmente o da universidade federal, aumenta a demanda por moradia devido ao grande fluxo de novos universitários.

 

A cidade não oferece locações suficientes para suprir a necessidade estudantil, o que faz com que os valores sejam altos. A saída de estudantes que se formam e vão embora não movimentam as imobiliárias, segundo Rosane Abreu, da Predial Imóveis. Afirma também que normalmente os apartamentos só renovam os contratos através da indicação do antigo morador.

 

Ceros Luiz Salasar, da Imobiliária Nova Era afirma que a cidade tem um movimento constante, uma rotatividade gerada pelos próprios santamarienses, mas o vestibular sem dúvida aumenta a procura, o que faz  os proprietários subirem os valores dos imóveis. “Eles preferem não alugar do que baixar o preço” comenta Rosane.

 

Em dois ou três, os novos universitários já vêm juntos da mesma cidade e têm preferência por apartamentos de um ou dois dormitórios, sempre no centro, ficando os kit-nets para estudantes de baixa renda. Já existem prédios sendo construídos por particulares somente para esse fim.

 

Outro fator que aumenta o custo da moradia é o condomínio, que depende de fatores como luz e água, que aumentam todos os anos. O custo do condomínio é o responsável por muitos apartamentos não serem alugados.

 

Na imobiliária Itaimbé e  na Gonzaga e Borin Ltda., ambas na Rua Floriano Peixoto, entre Andradas e Venâncio Aires, o valor dos imóveis de um e dois dormitórios gira em torno de 300 e 500 reais. Na Predial Imóveis os valores oscilam para um dormitório de 300 a 380 reais, e entre 450 e 550 para dois. Na Imobiliária Nova Era os preços estão por volta de 250 para um e 400 para dois dormitórios.

Agora é só esperar o listão e ver quantos dos 8.464 estudantes de fora de Santa Maria, ficarão por aqui.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O início do ano e a demanda por imóveis provoca um aumento que chega a 35% nos aluguéis.

O mês de janeiro tem sido, há anos, época de elevar o preço dos aluguéis em Santa Maria. O movimento ocasionado pelos vestibulares, especialmente o da universidade federal, aumenta a demanda por moradia devido ao grande fluxo de novos universitários.

 

A cidade não oferece locações suficientes para suprir a necessidade estudantil, o que faz com que os valores sejam altos. A saída de estudantes que se formam e vão embora não movimentam as imobiliárias, segundo Rosane Abreu, da Predial Imóveis. Afirma também que normalmente os apartamentos só renovam os contratos através da indicação do antigo morador.

 

Ceros Luiz Salasar, da Imobiliária Nova Era afirma que a cidade tem um movimento constante, uma rotatividade gerada pelos próprios santamarienses, mas o vestibular sem dúvida aumenta a procura, o que faz  os proprietários subirem os valores dos imóveis. “Eles preferem não alugar do que baixar o preço” comenta Rosane.

 

Em dois ou três, os novos universitários já vêm juntos da mesma cidade e têm preferência por apartamentos de um ou dois dormitórios, sempre no centro, ficando os kit-nets para estudantes de baixa renda. Já existem prédios sendo construídos por particulares somente para esse fim.

 

Outro fator que aumenta o custo da moradia é o condomínio, que depende de fatores como luz e água, que aumentam todos os anos. O custo do condomínio é o responsável por muitos apartamentos não serem alugados.

 

Na imobiliária Itaimbé e  na Gonzaga e Borin Ltda., ambas na Rua Floriano Peixoto, entre Andradas e Venâncio Aires, o valor dos imóveis de um e dois dormitórios gira em torno de 300 e 500 reais. Na Predial Imóveis os valores oscilam para um dormitório de 300 a 380 reais, e entre 450 e 550 para dois. Na Imobiliária Nova Era os preços estão por volta de 250 para um e 400 para dois dormitórios.

Agora é só esperar o listão e ver quantos dos 8.464 estudantes de fora de Santa Maria, ficarão por aqui.