Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Manifestação a favor da valorização do trabalho

Comerciários de todo Estado reúnem-se em Santa Maria no lançamento da Campanha Salarial Unificada 2006

Representantes da FECOSUL (Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Serviços do Estado do Rio Grande do Sul) e dos Sindicatos dos Empregadores no Comércio e Serviços do RS reuniram-se nesta sexta-feira, a favor da Campanha Salarial 2006.  Suas reivindicações vão desde o término do banco de horas, a fim de evitar acúmulo de trabalho, passa pelo descanso aos domingos e feriados e redução da jornada para 40 horas semanais, chegando a um aumento salarial.

 Considerada um pólo importante por ser uma cidade em que há muita circulação de dinheiro, porém pouco aproveitada em termos salariais, Santa Maria foi escolhida para ser sede desta manifestação. O início deste ato foi marcado por uma passeata pelas principais ruas do centro e terminou no calçadão, onde puderam expor suas principais reclamações.  

O comerciário do Sindicato de Ijuí, Antônio Rodrigues Machado, aponta que nos últimos três anos houve perda do salário devido à baixa do PIB e do piso nacional, resultando em prejuízo para os trabalhadores. “Estamos em luta pelo desenvolvimento de todas as categorias, não só a dos comerciários. Esta luta é constante e a cada ano se renova e toma mais força. Temos confiança de que dê resultados positivos”, diz Antônio.

Jairo Barbosa Pinheiro, um dos manifestantes de Santa Maria, quer apenas poder contar com o apoio da população. “Queremos que o nosso trabalho também seja valorizado, assim como as demais profissões. Só se conseguirá isso com a mobilização das pessoas”. O reajuste dos comerciários, neste ano, sairá em abril com uma elevação de 12% do aumento real.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comerciários de todo Estado reúnem-se em Santa Maria no lançamento da Campanha Salarial Unificada 2006

Representantes da FECOSUL (Federação dos Empregados no Comércio de Bens e Serviços do Estado do Rio Grande do Sul) e dos Sindicatos dos Empregadores no Comércio e Serviços do RS reuniram-se nesta sexta-feira, a favor da Campanha Salarial 2006.  Suas reivindicações vão desde o término do banco de horas, a fim de evitar acúmulo de trabalho, passa pelo descanso aos domingos e feriados e redução da jornada para 40 horas semanais, chegando a um aumento salarial.

 Considerada um pólo importante por ser uma cidade em que há muita circulação de dinheiro, porém pouco aproveitada em termos salariais, Santa Maria foi escolhida para ser sede desta manifestação. O início deste ato foi marcado por uma passeata pelas principais ruas do centro e terminou no calçadão, onde puderam expor suas principais reclamações.  

O comerciário do Sindicato de Ijuí, Antônio Rodrigues Machado, aponta que nos últimos três anos houve perda do salário devido à baixa do PIB e do piso nacional, resultando em prejuízo para os trabalhadores. “Estamos em luta pelo desenvolvimento de todas as categorias, não só a dos comerciários. Esta luta é constante e a cada ano se renova e toma mais força. Temos confiança de que dê resultados positivos”, diz Antônio.

Jairo Barbosa Pinheiro, um dos manifestantes de Santa Maria, quer apenas poder contar com o apoio da população. “Queremos que o nosso trabalho também seja valorizado, assim como as demais profissões. Só se conseguirá isso com a mobilização das pessoas”. O reajuste dos comerciários, neste ano, sairá em abril com uma elevação de 12% do aumento real.