Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Segundo dia de vestibular começa tranqüilo

 

Com temperatura mais amena, inicia com tranqüilidade o segundo dia do vestibular da Unifra. Vestibulandos demonstram otimismo em relação ao concurso.

Thomas Teixeira, 20, que presta prova para Desing, diz que veio “preparado para ter um dia tranqüilo”, lembrando que não é a primeira vez que tenta ingressar na universidade. Mas, nem mesmo quem fez seu primeiro vestibular não parecia preocupado. Namize Roveder, 16, diz que não fez cursinho, mas se estudou bastante durante o ano pelo que aprendia no colégio. Quanto à data das provas ser neste ano em dezembro, a estudante considera “bem melhor” por não coincidir com o vestibular da UFSM. Namize, que crê que todas as particulares deveriam sempre fazer as provas neste mês, está tranqüila “se passar ótimo, se não passar tudo bem, é a recém meu primeiro vestibular”.

Já Caroline Cunha, 19, que tenta entrar em Turismo, diz que fez cursinho e considera que “certo que eu vou passar”! Ao lado dela, Andreio Porto, 19, que fez para História, conta que seus pais nem sabem que está fazendo vestibular e por isso ele não sente nenhuma pressão, se passar será uma surpresa. Andreio ainda deixa claro que será ele mesmo que pagará seus estudos. Diferente de Isabel Bilibio, 22, que quer Letras, “a minha família me pressiona para começar uma faculdade de uma vez”.

Cada vestibulando com suas histórias e expectativas, no entanto, todos entrevistados parecem ter vindo como Thomas, preparados “para ter um dia tranqüilo”!   

Foto: Melina Guterres

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Com temperatura mais amena, inicia com tranqüilidade o segundo dia do vestibular da Unifra. Vestibulandos demonstram otimismo em relação ao concurso.

Thomas Teixeira, 20, que presta prova para Desing, diz que veio “preparado para ter um dia tranqüilo”, lembrando que não é a primeira vez que tenta ingressar na universidade. Mas, nem mesmo quem fez seu primeiro vestibular não parecia preocupado. Namize Roveder, 16, diz que não fez cursinho, mas se estudou bastante durante o ano pelo que aprendia no colégio. Quanto à data das provas ser neste ano em dezembro, a estudante considera “bem melhor” por não coincidir com o vestibular da UFSM. Namize, que crê que todas as particulares deveriam sempre fazer as provas neste mês, está tranqüila “se passar ótimo, se não passar tudo bem, é a recém meu primeiro vestibular”.

Já Caroline Cunha, 19, que tenta entrar em Turismo, diz que fez cursinho e considera que “certo que eu vou passar”! Ao lado dela, Andreio Porto, 19, que fez para História, conta que seus pais nem sabem que está fazendo vestibular e por isso ele não sente nenhuma pressão, se passar será uma surpresa. Andreio ainda deixa claro que será ele mesmo que pagará seus estudos. Diferente de Isabel Bilibio, 22, que quer Letras, “a minha família me pressiona para começar uma faculdade de uma vez”.

Cada vestibulando com suas histórias e expectativas, no entanto, todos entrevistados parecem ter vindo como Thomas, preparados “para ter um dia tranqüilo”!   

Foto: Melina Guterres