Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Barro contra a regularidade

Tempo úmido e trilhas escorregadias esperavam os competidores do Enduro de Regularidade Coração do Rio Grande, etapa válida para o campeonato estadual da modalidade. A prova teve largada na manhã do último domingo, dia 26, e cada um dos 100 pilotos inscritos tinha o tempo de 5h20 para cumprir os 133 quilômetros do percurso.

 A 9ª etapa do campeonato teve início na concessionária CarHouse, às 9h da manhã, e, a cada 30 segundos, os competidores tinham a permissão para iniciar a prova. Durante o circuito, 22 PCs (pontos de controle) coordenavam o horário de passagem de cada piloto. Quanto mais próximo do tempo ideal, menos pontos eram perdidos. Tudo isso era possível porque a organização do evento fornecia aos motoqueiros planilhas de orientação do percurso da trilha e o tempo que deveriam passar em cada um dos PCs.

O bicampeão estadual em 2001 e 2002, Sandro Tomasi, elogiou o circuito e a organização do evento, com PCs bem posicionados e trilhas bem escolhidas. “As maiores dificuldades foram as subidas e descidas escorregadias principalmente no segundo trecho, a partir de Ivorá. Porém, essa dificuldade é semelhante à que temos nas trilhas da região serrana, onde já estou habituado”, disse o atual líder do campeonato estadual.

As dificuldades encontradas pelos pilotos nas trilhas de Santa Maria e região ocorrem por causa da geografia. Por se localizar no final da Serra Geral, o terreno é acidentado, facilitando esse tipo de esporte. Um dos organizadores do Enduro, Sérgio Almeida, comentou sobre o nível técnico dos competidores. Ele acredita que os pilotos que participaram da competição são os melhores do estado. A etapa que aconteceu no domingo foi considerada pelo organizador a melhor prova já feita na cidade.

 Acidentes nesse tipo de esporte são bem comuns, principalmente nas estradas de chão que ligam as trilhas, onde transitam máquinas agrícolas e veículos. Os riscos pessoais são mínimos, pois cada piloto usa equipamentos para proteger o corpo. Segundo a organização, este ano não foi registrado nenhum incidente.

O Campeonato Gaúcho de Enduro de regularidade tem como supervisor e promotor a FGM (Federação Gaúcha de Motociclismo) e é organizado pela Associação Gaúcha de Pilotos de Enduro do Rio Grande do Sul (AGPE).
A cidade tem tradição de esportes com velocidade e motocicletas, e não é só Enduro de regularidade, mas outras categorias como Enduro F.I.M, Cross Country, Motocross, Veloterra e Arrancada.

Fotos: Maurício Barbosa (Núcleo de Fotografia e Memória)

Confira os vencedores da etapa santamariense:
Categoria Master
Alcindo Bortoncello
Caxias do Sul
Categoria Sênior
Marcelo Kiko Fabro
Caxias do Sul
Categoria Over
Martim Hahn
Lajeado
Categoria Junior
Claudemir Sandi
São Marcos
Categoria Novatos
Alexandre Zanol
Caxias do Sul
Categoria Estreantes
Maurício Veber
Faxinal do Soturno

     Mais sobre o Campeonato Gaúcho e as próximas etapas: http://www.agpe.com.br

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tempo úmido e trilhas escorregadias esperavam os competidores do Enduro de Regularidade Coração do Rio Grande, etapa válida para o campeonato estadual da modalidade. A prova teve largada na manhã do último domingo, dia 26, e cada um dos 100 pilotos inscritos tinha o tempo de 5h20 para cumprir os 133 quilômetros do percurso.

 A 9ª etapa do campeonato teve início na concessionária CarHouse, às 9h da manhã, e, a cada 30 segundos, os competidores tinham a permissão para iniciar a prova. Durante o circuito, 22 PCs (pontos de controle) coordenavam o horário de passagem de cada piloto. Quanto mais próximo do tempo ideal, menos pontos eram perdidos. Tudo isso era possível porque a organização do evento fornecia aos motoqueiros planilhas de orientação do percurso da trilha e o tempo que deveriam passar em cada um dos PCs.

O bicampeão estadual em 2001 e 2002, Sandro Tomasi, elogiou o circuito e a organização do evento, com PCs bem posicionados e trilhas bem escolhidas. “As maiores dificuldades foram as subidas e descidas escorregadias principalmente no segundo trecho, a partir de Ivorá. Porém, essa dificuldade é semelhante à que temos nas trilhas da região serrana, onde já estou habituado”, disse o atual líder do campeonato estadual.

As dificuldades encontradas pelos pilotos nas trilhas de Santa Maria e região ocorrem por causa da geografia. Por se localizar no final da Serra Geral, o terreno é acidentado, facilitando esse tipo de esporte. Um dos organizadores do Enduro, Sérgio Almeida, comentou sobre o nível técnico dos competidores. Ele acredita que os pilotos que participaram da competição são os melhores do estado. A etapa que aconteceu no domingo foi considerada pelo organizador a melhor prova já feita na cidade.

 Acidentes nesse tipo de esporte são bem comuns, principalmente nas estradas de chão que ligam as trilhas, onde transitam máquinas agrícolas e veículos. Os riscos pessoais são mínimos, pois cada piloto usa equipamentos para proteger o corpo. Segundo a organização, este ano não foi registrado nenhum incidente.

O Campeonato Gaúcho de Enduro de regularidade tem como supervisor e promotor a FGM (Federação Gaúcha de Motociclismo) e é organizado pela Associação Gaúcha de Pilotos de Enduro do Rio Grande do Sul (AGPE).
A cidade tem tradição de esportes com velocidade e motocicletas, e não é só Enduro de regularidade, mas outras categorias como Enduro F.I.M, Cross Country, Motocross, Veloterra e Arrancada.

Fotos: Maurício Barbosa (Núcleo de Fotografia e Memória)

Confira os vencedores da etapa santamariense:
Categoria Master
Alcindo Bortoncello
Caxias do Sul
Categoria Sênior
Marcelo Kiko Fabro
Caxias do Sul
Categoria Over
Martim Hahn
Lajeado
Categoria Junior
Claudemir Sandi
São Marcos
Categoria Novatos
Alexandre Zanol
Caxias do Sul
Categoria Estreantes
Maurício Veber
Faxinal do Soturno

     Mais sobre o Campeonato Gaúcho e as próximas etapas: http://www.agpe.com.br