Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Construção de embalagens na Semana Acadêmica do Design

A semana Acadêmica do Design continuou na tarde desta quinta-feira, com uma palestra voltada para a área de quem pretender trabalhar com embalagens. Os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer e trocar informações com representantes da Box Print. A Box Print é uma importante empresa no mercado da produção de embalagens, que presta serviço para agências de Design e outros clientes.  Abrangendo a mais completa assessoria na área de cartões diversos, microondulados e ondulados, para os setores de calçados, eletrodomésticos, farmacêuticos, gêneros alimentícios, congelados, auto-peças, cutelaria, cosméticos, perfumaria e outros. É responsavel pela criação de embalagens para produtos de marcas como Natura e O Boticário.

Os palestrantes contaram como funciona a empresa, dando uma idéia do que os futuros profissionais do Design irão vivenciar. As embalagens são feitas com o maior cuidado possível, e com respeito máximo as normas estabelecidas.  Esclareceram também dúvidas, como por exemplo, a de que alguns trabalhos são terceirizados. Um exemplo, são os papéis produzidos por outras empresas e usados por eles. Também esclareceram que diversos acordos são feitos com empresas de outro tipos, para atender a todos os pedidos e manter a qualidade.

Há muita renovação na área das embalagens. E os profissionais deram dicas de como, por exemplo, saber se certo produto está "girando": basta-se olhar a data de fabricação, se for uma data mais distante, significa que o produto não está girando. Para não cair nesse tipo de problema, é preciso sempre buscar novidades.

Outro fator a que se deve estar atento, é cuidar muito bem de suas idéias. Não existem leis que protejam a "Integridade Intelectual". Na hora de desenvolver um projeto é importante, antes de entregá-lo, que já se tenha alguma ligação com o cliente, que certifique-se que ele não passará o projeto a outra empresa ou profissional.

Marcos Rosenstengel é engenheiro mecânico, técnico em eletrônica e arquiteto. Há 19 anos, começou a trabalhar com embalagens, área em que atua até hoje. Há seis anos trabalha na empresa Box Print, que tem uma equipe composta por designers. Segundo ele, a função da empresa é dar apoio às agencias de Design. Ou seja, fazer a estrutura, de acordo com o layout criado pelas agências: "É a parte mais criativa. É preciso ser criativo com responsabilidade, respeitando as normas e regras, principalmente para medicamentos e alimentos."

Rosenstengel explica que a empresa trabalha com todos os tipos de embalagens em papel carta, micro ondulado e ondulado. Devido a  grande preocupação ambiental e o compromentimento em relação ao cliente e fornecedor, a matéria deve ser de fonte renovável. Deste modo, eles conseguiram o selo FSC. Além disso, utilizam o acabamento Ecobox que é biodegradável. Para o sucesso da empresa, eles garantem que é preciso estar sempre atento ao mercado "É preciso estar atento ao mercado, ao que ele sugere. E às mudanças que ocorrem’’, explica ele.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A semana Acadêmica do Design continuou na tarde desta quinta-feira, com uma palestra voltada para a área de quem pretender trabalhar com embalagens. Os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer e trocar informações com representantes da Box Print. A Box Print é uma importante empresa no mercado da produção de embalagens, que presta serviço para agências de Design e outros clientes.  Abrangendo a mais completa assessoria na área de cartões diversos, microondulados e ondulados, para os setores de calçados, eletrodomésticos, farmacêuticos, gêneros alimentícios, congelados, auto-peças, cutelaria, cosméticos, perfumaria e outros. É responsavel pela criação de embalagens para produtos de marcas como Natura e O Boticário.

Os palestrantes contaram como funciona a empresa, dando uma idéia do que os futuros profissionais do Design irão vivenciar. As embalagens são feitas com o maior cuidado possível, e com respeito máximo as normas estabelecidas.  Esclareceram também dúvidas, como por exemplo, a de que alguns trabalhos são terceirizados. Um exemplo, são os papéis produzidos por outras empresas e usados por eles. Também esclareceram que diversos acordos são feitos com empresas de outro tipos, para atender a todos os pedidos e manter a qualidade.

Há muita renovação na área das embalagens. E os profissionais deram dicas de como, por exemplo, saber se certo produto está "girando": basta-se olhar a data de fabricação, se for uma data mais distante, significa que o produto não está girando. Para não cair nesse tipo de problema, é preciso sempre buscar novidades.

Outro fator a que se deve estar atento, é cuidar muito bem de suas idéias. Não existem leis que protejam a "Integridade Intelectual". Na hora de desenvolver um projeto é importante, antes de entregá-lo, que já se tenha alguma ligação com o cliente, que certifique-se que ele não passará o projeto a outra empresa ou profissional.

Marcos Rosenstengel é engenheiro mecânico, técnico em eletrônica e arquiteto. Há 19 anos, começou a trabalhar com embalagens, área em que atua até hoje. Há seis anos trabalha na empresa Box Print, que tem uma equipe composta por designers. Segundo ele, a função da empresa é dar apoio às agencias de Design. Ou seja, fazer a estrutura, de acordo com o layout criado pelas agências: "É a parte mais criativa. É preciso ser criativo com responsabilidade, respeitando as normas e regras, principalmente para medicamentos e alimentos."

Rosenstengel explica que a empresa trabalha com todos os tipos de embalagens em papel carta, micro ondulado e ondulado. Devido a  grande preocupação ambiental e o compromentimento em relação ao cliente e fornecedor, a matéria deve ser de fonte renovável. Deste modo, eles conseguiram o selo FSC. Além disso, utilizam o acabamento Ecobox que é biodegradável. Para o sucesso da empresa, eles garantem que é preciso estar sempre atento ao mercado "É preciso estar atento ao mercado, ao que ele sugere. E às mudanças que ocorrem’’, explica ele.