Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Cultura e Doçuras da Feisma

                              

           A edição de 2007 da Feisma – Multifeira de Santa Maria, contou esse ano com um novo atrativo: a Mostra Museus, composta por 12 museus da cidade. A feira trouxe ainda os tradicionais Doces de Pelotas, que fizeram sucesso de boca em boca nos visitantes. 

A Mostra Museus teve a intenção de  “divulgar o sistema de museus, despertando o interesse e a curiosidade das pessoas”, conforme João Heitor, do Museu Treze de Maio.

 Dentre os diversos museus que se inseriram na exposição, destacaram-se o Museu Sacro de Santa Maria com o objeto Cânon Maior da Missa, que contêm orações e outras fórmulas que pertencem ao sacerdote celebrante da missa, de formato semelhante à Bíblia.  O Museu Sacro tem por objetivo preservar o patrimônio histórico-religioso para que seja possível um melhor entendimento da sociedade que tem base cultural na religião.

A Mostra Museus apresentou variados temas históricos, desde a pré-história com a paleontologia, até os primeiros meios de comunicação de massa, os rádios.   

Outra maravilha que a Feisma trouxe este ano foram as delícias de Pelotas.
Com uma grande variedade de doces, o estande Doces e Delícias,  que já é freqüentador da Feira há seis anos, arrancou suspiros do pessoal que visitou a praça de alimentação. Entre os doces mais vendidos, estavam os tradicionais quindins e as trouxinhas de morango, que é uma espécie de morango enrolado no brigadeiro. Além dos clássicos doces, havia também tortas, sucos naturais e sanduíches.

Não muito longe, encontramos o estande que há 12 anos traz seu exuberante cardápio à Santa Maria: o Krepito. De Júlio de Castilhos, o Krepito foi outra bela opção gastronômica que contava com crepes doces e salgados, vendendo cerca de 500 crepes por dia.

Valeu a pena dar uma conferida na Feisma 2007. Além de ter contribuido para a cultura da sociedade com a Mostra de Museus, os doces foram de “dar água na boca”!

Fotos: Vinícius Freitas (Núcleo de Fotografia e Memória) 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

                              

           A edição de 2007 da Feisma – Multifeira de Santa Maria, contou esse ano com um novo atrativo: a Mostra Museus, composta por 12 museus da cidade. A feira trouxe ainda os tradicionais Doces de Pelotas, que fizeram sucesso de boca em boca nos visitantes. 

A Mostra Museus teve a intenção de  “divulgar o sistema de museus, despertando o interesse e a curiosidade das pessoas”, conforme João Heitor, do Museu Treze de Maio.

 Dentre os diversos museus que se inseriram na exposição, destacaram-se o Museu Sacro de Santa Maria com o objeto Cânon Maior da Missa, que contêm orações e outras fórmulas que pertencem ao sacerdote celebrante da missa, de formato semelhante à Bíblia.  O Museu Sacro tem por objetivo preservar o patrimônio histórico-religioso para que seja possível um melhor entendimento da sociedade que tem base cultural na religião.

A Mostra Museus apresentou variados temas históricos, desde a pré-história com a paleontologia, até os primeiros meios de comunicação de massa, os rádios.   

Outra maravilha que a Feisma trouxe este ano foram as delícias de Pelotas.
Com uma grande variedade de doces, o estande Doces e Delícias,  que já é freqüentador da Feira há seis anos, arrancou suspiros do pessoal que visitou a praça de alimentação. Entre os doces mais vendidos, estavam os tradicionais quindins e as trouxinhas de morango, que é uma espécie de morango enrolado no brigadeiro. Além dos clássicos doces, havia também tortas, sucos naturais e sanduíches.

Não muito longe, encontramos o estande que há 12 anos traz seu exuberante cardápio à Santa Maria: o Krepito. De Júlio de Castilhos, o Krepito foi outra bela opção gastronômica que contava com crepes doces e salgados, vendendo cerca de 500 crepes por dia.

Valeu a pena dar uma conferida na Feisma 2007. Além de ter contribuido para a cultura da sociedade com a Mostra de Museus, os doces foram de “dar água na boca”!

Fotos: Vinícius Freitas (Núcleo de Fotografia e Memória)