Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Profissão que exige dedicação ao paciente

Ser um profissional da enfermagem exige que o acadêmico estude todas as partes do corpo humano. Ele se caracteriza por gostar de cuidar do próximo. É necessário ter dedicação e carinho no que faz. Podem atuar em hospitais, clínicas, na área preventiva, assistencial e administrativa. Também na pesquisa, consultoria, assessoramento e trabalhos desenvolvidos na educação.

A coordenadora do curso de Enfermagem do Centro Universitário Franciscano (Unifra), Mara Marinho, comentou que a faculdade tem duração de quatro anos, com tempo integral. Aulas e estágios são mesclados nos turnos da manhã e tarde. A matriz curricular atende todas as diretrizes do Ministério de Educação, e o aluno no curso tem conhecimento de tudo que acontece na área da saúde. Mais do que uma formação generalista, o profissional sai apto a trabalhar em todas as áreas e conta com professores atualizados.

Com 52 anos de mercado de trabalho, Mara explica que o curso possui uma demanda muito grande de profissionais. Acadêmicos recém formados já saem da instituição empregados, inclusive no exterior. “Diariamente fico sabendo de graduados que estão trabalhando fora do Rio Grande do sul. Temos um nome que é bastante conhecido em todas as regiões”, revela.
A enfermeira Maria Elizete Nunes da Silva, 47 anos, se sente realizada na profissão porque gosta de trabalhar na rede de saúde pública, no atendimento de pessoas com hipertensão e diabéticos. Além disso, atua na área de estomia.

Enfermagem: mercado em expansão
 O mercado de trabalho para o enfermeiro vem crescendo, pois o conselho Regional de Enfermagem atua nas instituições, tanto em hospitais quanto na saúde coletiva. É obrigatório nos hospitais enfermeiros trabalhando em todos os turnos. Com isso, contratam um número significativo de profissionais para atender a demanda de pacientes.

A acadêmica de Enfermagem, Janaina da Fontoura Pereira, 18 anos, queria seguir na área da saúde. Optou pelo curso porque tinha familiares doentes e curiosidade de descobrir o porquê das doenças, os riscos, benefícios e por gostar de cuidar das pessoas. Ela se sente realizada pois consegue descobrir respostas para as dúvidas que tinha. Como não trabalha, dedica todo o tempo aos estudos e pesquisas. Sua pretensão é atuar na pediatria.

Aos vestibulandos que tentarão ingressar na universidade, Maria Elizete orienta para que procurem mais informações sobre a função e as responsabilidades do enfermeiro. “Muitos que fazem o curso, pensam que vão estudar uma coisa, mas na verdade é outra”, explica.

 O curso é disponibilizado na Unifra, Fascla e UFSM.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ser um profissional da enfermagem exige que o acadêmico estude todas as partes do corpo humano. Ele se caracteriza por gostar de cuidar do próximo. É necessário ter dedicação e carinho no que faz. Podem atuar em hospitais, clínicas, na área preventiva, assistencial e administrativa. Também na pesquisa, consultoria, assessoramento e trabalhos desenvolvidos na educação.

A coordenadora do curso de Enfermagem do Centro Universitário Franciscano (Unifra), Mara Marinho, comentou que a faculdade tem duração de quatro anos, com tempo integral. Aulas e estágios são mesclados nos turnos da manhã e tarde. A matriz curricular atende todas as diretrizes do Ministério de Educação, e o aluno no curso tem conhecimento de tudo que acontece na área da saúde. Mais do que uma formação generalista, o profissional sai apto a trabalhar em todas as áreas e conta com professores atualizados.

Com 52 anos de mercado de trabalho, Mara explica que o curso possui uma demanda muito grande de profissionais. Acadêmicos recém formados já saem da instituição empregados, inclusive no exterior. “Diariamente fico sabendo de graduados que estão trabalhando fora do Rio Grande do sul. Temos um nome que é bastante conhecido em todas as regiões”, revela.
A enfermeira Maria Elizete Nunes da Silva, 47 anos, se sente realizada na profissão porque gosta de trabalhar na rede de saúde pública, no atendimento de pessoas com hipertensão e diabéticos. Além disso, atua na área de estomia.

Enfermagem: mercado em expansão
 O mercado de trabalho para o enfermeiro vem crescendo, pois o conselho Regional de Enfermagem atua nas instituições, tanto em hospitais quanto na saúde coletiva. É obrigatório nos hospitais enfermeiros trabalhando em todos os turnos. Com isso, contratam um número significativo de profissionais para atender a demanda de pacientes.

A acadêmica de Enfermagem, Janaina da Fontoura Pereira, 18 anos, queria seguir na área da saúde. Optou pelo curso porque tinha familiares doentes e curiosidade de descobrir o porquê das doenças, os riscos, benefícios e por gostar de cuidar das pessoas. Ela se sente realizada pois consegue descobrir respostas para as dúvidas que tinha. Como não trabalha, dedica todo o tempo aos estudos e pesquisas. Sua pretensão é atuar na pediatria.

Aos vestibulandos que tentarão ingressar na universidade, Maria Elizete orienta para que procurem mais informações sobre a função e as responsabilidades do enfermeiro. “Muitos que fazem o curso, pensam que vão estudar uma coisa, mas na verdade é outra”, explica.

 O curso é disponibilizado na Unifra, Fascla e UFSM.