Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Tatuagem: arte, moda ou rebeldia?

Com a chegada da estação mais quente do ano, as roupas diminuem, ficam mais leves e coloridas. E com o corpo em evidência, a tatuagem ressurge como um adorno no incremento do visual.

Segundo Lelo, tatuador a mais de oito anos, a procura pelo estúdio de tatuagem aumenta significativamente no verão. “De uma média de três trabalhos por dia passamos para seis”, diz ele.

Mas afinal o que é tatuagem? Muitos a relacionam com um ato de modernidade, mas o que poucos sabem é que a tatuagem surgiu no mundo há mais ou menos 4.000 a 2.000 anos a.C. E isto é comprovado por achados arqueológicos, como a múmia encontrada na Itália em 1991, que se conservou em um bloco de gelo. Em seu corpo foram encontradas certas marcas que acompanhavam toda a espinha dorsal, uma cruz numa das coxas e desenhos que lembram tribais em toda a perna.

O local exato de sua origem permanece oculto. O que se sabe é que a tatuagem está encravada na história humana, em diversos povos, nas mais diferentes culturas e com um mar de significados.

Para certos nativos da Polinésia, Filipinas e Indonésia, a tatuagem tinha ligação com rituais religiosos. No Taiti, segundo a tradição, a prática da tatuagem seria de origem divina. Os chineses acreditavam que o mal não se apossaria da pessoa que possuísse em seu corpo uma tatuagem. Até mesmo em presídios, as tatuagens funcionam como uma espécie de código, que normalmente demonstra o tipo de crime e personalidade que a pessoa tem. Se o detento possuir uma cobra significa que ele é um traidor. O desenho de uma sereia, flor ou borboleta indica homossexualismo. A imagem de Nossa Senhora, um punhal ou três sepulturas declaram que o portador é digno de confiança. Nestes casos, as tatuagens são feitas, na maioria das vezes, à força, com materiais precários como pregos ou pontas de canetas.

Hoje esta arte evoluiu, tanto na técnica do profissional tatuador, como no perfil dos que a buscam. No início, tatuagem era privilégio de jovens roqueiros. Hoje, a clientela ampliou-se para médicos, engenheiros e senhoras. Um exemplo disso é Betina Pinheiro, 53 anos, ela conta que com o fim de um casamento de 30 anos viu na tatuagem uma forma de emancipação. “Resolvi tatuar meu corpo para declarar-me dona de mim”, diz ela. Betina tem uma borboleta de 10 centímetros na nuca.

Outra mudança foi nos tipos de desenhos, a principal diferença está nas garotas que resolveram investir pesado, saíram daquele perfil de flores pequeninas em locais determinados, como pés.  Hoje as garotas querem dragões, desenhos grandes nas costas e nas pernas.

Luciano Preuss, 30 anos, fez sua tatuagem há 13. Conta que naquela época existia uma ligação entre tatuados e marginalização, mas que apesar disso, nunca passou por preconceito, no máximo alguns olhares. “Resolvi me tatuar apenas para provar para a sociedade que eu era dono de mim mesmo. E isso, de uma certa forma, é rebeldia”, diz Luciano. Situação diferente viveu Helena Santarém, 46 anos: “um dia eu era uma ótima vizinha, no outro com uma tatuagem na pele, passei a ser um mau exemplo na vizinhança. Como se uma tatuagem fosse capaz de mudar minha personalidade”. Helena fez a primeira tatuagem quanto tinha 30 anos. Hoje ela já tem nove espalhadas pelo corpo.

            Para quem pretende se tatuar, o primeiro passo é o planejamento. Uma vez feita a tatuagem, ela se torna presente em uma parte do corpo e a partir daí  qualquer arrependimento é sinal de muito gasto, tanto na questão de tempo quanto na financeira. “Tatuagem é eterna, não é efêmera, não é moda, tatuagem é arte”, ressalta Lelo.

 

CUIDADOS PARA QUEM PENSA EM SE TATUAR

ANTES

         Primeiramente, deves ter consciência que tatuagem é para sempre. Há a possibilidade de remoção, mas é um tanto difícil e não assegura 100 %.

         Procure um profissional. Faça visitas e busque conhecer o trabalho dele.

         Observe os cuidados que o estúdio tem com relação à higiene. Preste atenção nas agulhas e recipientes das tintas, bem como na utilização de luvas e no ambiente. O material deve ser todo descartável e o que não for, como a máquina, deve ser esterilizado, pois existem doenças que são transmitidas, como Hepatite C e AIDS.

         Escolha bem e sem pressa o desenho e a parte do corpo que queres tatuar. Se tiveres dúvidas, converse com seu tatuador. Lembre-se que entre vocês deve haver uma relação de muita confiança.

         Se após esta analise ainda estiveres com dúvidas, talvez não seja o momento de tatuar-te, espere até ter a certeza do que queres e onde.

 

DEPOIS

         Ao término da sessão, o tatuador passará uma pomada cicatrizante e a cobrirá. Após duas horas, esta bandagem deve ser retirada. E o local deve ser lavado com água corrente e sabonete neutro.

         A pomada cicatrizante deve ser passada pelo menos três vezes ao dia, sempre antecedida de uma lavagem com água corrente e sabonete neutro.

         Durante o processo de cicatrização, não deves de maneira alguma coçar ou arrancar as crostas.

         Não usar roupas que apertem ou irritem a pele.

         Não expor a tatuagem ao sol, cloro ou água salgada pelo período de 20 dias.

 

CURIOSIDADES

O termo tatuagem e originário do Taiti, onde costumava ser chamada de TATAU. Tatau nada mais é, do que o som que resultava da técnica de tatuagem da época, feita com agulhas (normalmente feitas de dentes de porcos afiados) encaixadas em uma vara que após serem mergulhadas em tinta preta eram “martelados” com outra vara, que originava o som “Tat-tat-tattoo-tat”. Mas, coube ao capitão inglês James Cook, que chegou no Taiti no ano de 1.700, a incumbência de espalhar a palavra que, na versão inglesa, transformou-se em TATOO.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com a chegada da estação mais quente do ano, as roupas diminuem, ficam mais leves e coloridas. E com o corpo em evidência, a tatuagem ressurge como um adorno no incremento do visual.

Segundo Lelo, tatuador a mais de oito anos, a procura pelo estúdio de tatuagem aumenta significativamente no verão. “De uma média de três trabalhos por dia passamos para seis”, diz ele.

Mas afinal o que é tatuagem? Muitos a relacionam com um ato de modernidade, mas o que poucos sabem é que a tatuagem surgiu no mundo há mais ou menos 4.000 a 2.000 anos a.C. E isto é comprovado por achados arqueológicos, como a múmia encontrada na Itália em 1991, que se conservou em um bloco de gelo. Em seu corpo foram encontradas certas marcas que acompanhavam toda a espinha dorsal, uma cruz numa das coxas e desenhos que lembram tribais em toda a perna.

O local exato de sua origem permanece oculto. O que se sabe é que a tatuagem está encravada na história humana, em diversos povos, nas mais diferentes culturas e com um mar de significados.

Para certos nativos da Polinésia, Filipinas e Indonésia, a tatuagem tinha ligação com rituais religiosos. No Taiti, segundo a tradição, a prática da tatuagem seria de origem divina. Os chineses acreditavam que o mal não se apossaria da pessoa que possuísse em seu corpo uma tatuagem. Até mesmo em presídios, as tatuagens funcionam como uma espécie de código, que normalmente demonstra o tipo de crime e personalidade que a pessoa tem. Se o detento possuir uma cobra significa que ele é um traidor. O desenho de uma sereia, flor ou borboleta indica homossexualismo. A imagem de Nossa Senhora, um punhal ou três sepulturas declaram que o portador é digno de confiança. Nestes casos, as tatuagens são feitas, na maioria das vezes, à força, com materiais precários como pregos ou pontas de canetas.

Hoje esta arte evoluiu, tanto na técnica do profissional tatuador, como no perfil dos que a buscam. No início, tatuagem era privilégio de jovens roqueiros. Hoje, a clientela ampliou-se para médicos, engenheiros e senhoras. Um exemplo disso é Betina Pinheiro, 53 anos, ela conta que com o fim de um casamento de 30 anos viu na tatuagem uma forma de emancipação. “Resolvi tatuar meu corpo para declarar-me dona de mim”, diz ela. Betina tem uma borboleta de 10 centímetros na nuca.

Outra mudança foi nos tipos de desenhos, a principal diferença está nas garotas que resolveram investir pesado, saíram daquele perfil de flores pequeninas em locais determinados, como pés.  Hoje as garotas querem dragões, desenhos grandes nas costas e nas pernas.

Luciano Preuss, 30 anos, fez sua tatuagem há 13. Conta que naquela época existia uma ligação entre tatuados e marginalização, mas que apesar disso, nunca passou por preconceito, no máximo alguns olhares. “Resolvi me tatuar apenas para provar para a sociedade que eu era dono de mim mesmo. E isso, de uma certa forma, é rebeldia”, diz Luciano. Situação diferente viveu Helena Santarém, 46 anos: “um dia eu era uma ótima vizinha, no outro com uma tatuagem na pele, passei a ser um mau exemplo na vizinhança. Como se uma tatuagem fosse capaz de mudar minha personalidade”. Helena fez a primeira tatuagem quanto tinha 30 anos. Hoje ela já tem nove espalhadas pelo corpo.

            Para quem pretende se tatuar, o primeiro passo é o planejamento. Uma vez feita a tatuagem, ela se torna presente em uma parte do corpo e a partir daí  qualquer arrependimento é sinal de muito gasto, tanto na questão de tempo quanto na financeira. “Tatuagem é eterna, não é efêmera, não é moda, tatuagem é arte”, ressalta Lelo.

 

CUIDADOS PARA QUEM PENSA EM SE TATUAR

ANTES

         Primeiramente, deves ter consciência que tatuagem é para sempre. Há a possibilidade de remoção, mas é um tanto difícil e não assegura 100 %.

         Procure um profissional. Faça visitas e busque conhecer o trabalho dele.

         Observe os cuidados que o estúdio tem com relação à higiene. Preste atenção nas agulhas e recipientes das tintas, bem como na utilização de luvas e no ambiente. O material deve ser todo descartável e o que não for, como a máquina, deve ser esterilizado, pois existem doenças que são transmitidas, como Hepatite C e AIDS.

         Escolha bem e sem pressa o desenho e a parte do corpo que queres tatuar. Se tiveres dúvidas, converse com seu tatuador. Lembre-se que entre vocês deve haver uma relação de muita confiança.

         Se após esta analise ainda estiveres com dúvidas, talvez não seja o momento de tatuar-te, espere até ter a certeza do que queres e onde.

 

DEPOIS

         Ao término da sessão, o tatuador passará uma pomada cicatrizante e a cobrirá. Após duas horas, esta bandagem deve ser retirada. E o local deve ser lavado com água corrente e sabonete neutro.

         A pomada cicatrizante deve ser passada pelo menos três vezes ao dia, sempre antecedida de uma lavagem com água corrente e sabonete neutro.

         Durante o processo de cicatrização, não deves de maneira alguma coçar ou arrancar as crostas.

         Não usar roupas que apertem ou irritem a pele.

         Não expor a tatuagem ao sol, cloro ou água salgada pelo período de 20 dias.

 

CURIOSIDADES

O termo tatuagem e originário do Taiti, onde costumava ser chamada de TATAU. Tatau nada mais é, do que o som que resultava da técnica de tatuagem da época, feita com agulhas (normalmente feitas de dentes de porcos afiados) encaixadas em uma vara que após serem mergulhadas em tinta preta eram “martelados” com outra vara, que originava o som “Tat-tat-tattoo-tat”. Mas, coube ao capitão inglês James Cook, que chegou no Taiti no ano de 1.700, a incumbência de espalhar a palavra que, na versão inglesa, transformou-se em TATOO.