Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Jornada Científica propõe troca de idéias

Produzir o Trabalho Final de Graduação (TFG) não é tarefa fácil. Em meio às expectativas sobre a vida profissional e o mercado de trabalho que se aproximam, estão ainda as preocupações em discorrer sobre um tema que corresponda aos interesses pessoais e acadêmicos de quem vai se formar. Com o objetivo de facilitar este processo começa, na próxima segunda-feira, dia 2 de junho, a II Jornada Científica do Curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra).
O projeto, que teve início no ano passado, surgiu a partir de uma reunião de professores do curso. A discussão sobre a riqueza das monografias e as temáticas interessantes que estavam sendo produzidas, levou à elaboração desta idéia que propõe uma nova forma de interação e de troca de conhecimento entre os alunos. “Esse exercício é importante porque busca outras possibilidades de diálogo e favorece tanto aqueles que devem concluir os trabalhos, quanto os que são ouvintes e já pensam em propostas futuras”, enfatiza a professora Viviane Borelli.
Diferente da edição anterior, a Jornada anual vai contar, desta vez, com a participação dos acadêmicos que cursam a disciplina de TFG I. De acordo com Viviane, a inclusão de quem está em processo de definição e delimitação do problema não sugere uma mostra de questões resolvidas, mas a oportunidade de trazer dúvidas, conseguir explicar o que se pretende construir e fazer uma reflexão disto. Já os alunos de TFG II, que estão concluindo os trabalhos, estarão expostos ao desafio de expor os projetos e sofrer críticas, de maneira que a apresentação sirva como uma pré-defesa da monografia.
Os trabalhos trazem grande diversidade de temas, dentro das práticas que o jornalismo possibilita. Apesar de se equilibrarem dentro do conceito de mídia, cada um constrói de forma diferente, conforme suas curiosidades, abordagens, metodologias, objetos e enfoques. O estudante do 7º semestre, Fabrício Carbonel, vai analisar de que maneira a mídia ajuda na construção dos ídolos ou na desconstrução, no caso do piloto Rubens Barrichello. Para ele, a Jornada é válida no sentido de entender melhor o processo, falando e visualizando os objetivos de forma mais clara. “A gente consegue encontrar alguns aspectos que faltam com a apresentação dos outros, mesmo que o assunto não esteja na mesma área”, aponta ele.
A acadêmica do 8º semestre, Kellen Hoehr, fez seu estudo com base na comunicação interacional dos apresentadores do Fantástico.  Através de uma pesquisa intencional, na qual Kellen não analisou determinados espaços de tempo, mas sim as edições em que encontrou formas de encenação, ela buscou encontrar respostas na maneira como as pessoas agem, os papéis que são desenvolvidos e no que tudo isso implica. “Pensei em um programa de entretenimento porque poderia observar melhor as estratégias e os indícios que são usados durante as falas dos apresentadores e assim, fui delineando meu tema”, explica Kellen. Ela ainda conta que a saída de Glória Maria e a substituição por Patrícia Poeta serviu de base para a comparação das duas. Com relação à Jornada, a acadêmica acredita que é uma boa hora para esclarecer o que está sendo finalizado, acrescentar novas idéias ou corrigir alguns pontos.
A Jornada ocorre no Salão Acústico, no térreo do prédio 14 até o dia 4 de junho. Os alunos que estão, pelo menos, no 3º semestre podem participar como ouvintes. As inscrições vão até amanhã e podem ser feitas na Secretaria do Curso, no 4º andar do prédio 14.
 
Confira a programação completa:
Dia 02/06/2008 – segunda-feira:
18h30 às 20h – Temáticas: Mídia impressa: jornal e revista
Mediação: profª Sione Gomes
“A Construção Jornalística Sobre a Mulher na Política: Estudo de Caso de Cristina Kirchner nos Jornais Zero Hora e O Sul” – Manuela Vasconcellos de Carvalho Nunes
“A abordagem dos jornais impressos de Santa Maria, no caso ‘esquartejadora’” – Luciane  Amaral
“Jornalismo de Fronteira: estudo comparativo da mídia impressa jornalística nas cidades de Sant’Ana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai)” – Bruna Postiglione Wetternick
“Critérios de Noticiabilidade da Editoria de Esportes de Zero Hora: Cobertura do Grêmio na Libertadores de 2007” – Luis Henrique Kittel
“A construção da imagem do jovem de Zero Hora em seus cadernos especiais: Zerou, Patrola e Kzuka”- Francisco Antonio Elias Junior
20h30 às 22h –  Temáticas: Novas tecnologias, televisão e rádio
Mediação: profª Liliane Dutra Brignol
“A ruptura do processo clássico da produção interferida pelas novas tecnologias: um estudo de caso das imagens nas capas do jornal Diário de Santa Maria” – Charles Willian Santos Guerra
“Jornalismo de Moda em Websites no Brasil” – Ana Marta Moreira Flores
“Tele Revista Fantástico: um estudo da comunicação interacional dos apresentadores” – Kellen Mendes Hoehr
“Televisão e Modos de Interação: Um Estudo do Quadro SOS” – Vivian Rodrigues Jorge
Estratégias Discursivas Utilizadas Pelo Locutor Pedro Ernesto Denardin, Nas  Aberturas  Das jornadas Esportivas Da Rádio Gaúcha”Samuel Estevão Pretto Dos Santos
Dia 03/06/2008 – terça-feira
18h30min às 20h – Temáticas: Televisão e cinema
Mediação: profª Carla Torres
“A Mídia e o Meio-Ambiente: A Inserção do Tema nos Telejornais de Santa Maria” – Bárbara Marranquiel Henriques
“Televisão e interesse Público: As notícias do Jornal do Almoço” – Pabla Pereira da Silva
“A Circulação Das Notícias Televisivas Em Seus Diferentes Horários” – Norton Guedes de Ávila
O adolescente e a televisão: um estudo de recepção da telenovela Malhação” – Sacha Rochele da Silva Nuñez
“Márcia Goldschmid: Atriz do Espetáculo Sensacionalista” – Maria Luiza Guerra
“Transmissão e comentários de esportes “alternativos” por atletas versus transmissão de esportes “alternativos” por jornalistas” – Mauricio Barbosa Pereira
“Cinema e Ditadura Militar no Brasil: suas relações no processo de produção audiovisual” – Julio Castagna Mota
“A Construção da Imagem dos Homossexuais no Cinema” – Pedro Henrique de Andrade Antunes
20h30min às 22h – Temáticas: Novas tecnologias
Mediação: profª Viviane Borelli
“Tropa de Elite e o agendamento nos jornais online Folha de São Paulo e O Globo” – Priscila Costa Vidotto
“O leitor como pauteiro virtual nas redações dos jornais Diário de Santa Maria e A Razão” – Marcelo Silva Barcelos
“A Produção de Informação no Site www.futebolnarede.com Como Exemplo de Webjornalismo Esportivo” – Ricardo Soares Lopes
“Fresno – do underground ao mainstream: uma análise da Internet como espaço para divulgação de bandas independentes” – Renata Celidonio
“Detonando” o Jornalismo de Games: estudo de uma mídia especializada em jogos eletrônicos” – Guilherme S. Bicca
Dia 04/06/2008 – quarta-feira
18h30min às 20h – Temáticas: Mídia impressa: jornal e revista
Mediação: profª Sibila Rocha
“Jornalismo opinativo: uma análise da liberdade de imprensa no Jornal A Razão” – Laura Flain Piffero
“A Moda no Caderno Donna/ZH: A construção de uma identidade regional” – Rosana Silva De Oliveira
“Rubens Barrichello na Mídia”: A tentativa de construção de um ídolo pelo jornal Folha de São Paulo” – Fabricio Lazzarini Carbonel
“Jornalismo especializado: estudo da revista Auto Power” – Anderson Rangel Puiatti
“Revista da Graça Show da Fé: uma análise das diferentes temáticas sociais
construídas através do discurso religioso” – Camila Klein Severo
“O Jornalismo de Moda para Jovens e Mulheres: As Tendências em Vogue” – Grazieli Grazzioli De Lopes
Adolescentes e moda: um estudo de recepção das revistas Capricho e Atrevida” – Carla Aparecida Londero
“Veja, o Novo Zé” – Caroline Kleinubing
20h15min às 22h – Temáticas: Jornalismo empresarial e Rádio
Mediação: prof. Maicon Kroth
“Jornalismo Empresarial: Estratégias de comunicação utilizadas nas redes de supermercados locais com a chegada do hipermercado Carrefour em Santa Maria” – Dayane Cristina Eckhartt
“A Utilização Do Rádio Pela Assembléia De Deus Como Meio De Evangelização Em Santa Maria, RS “ – Sandro Luis Wodzik Verone
“Nova Formatação do Correspondente Ipiranga da Rádio Gaúcha” – Regina Ines Vogt
“As interações entre cidadania e política na Voz do Brasil” – Adriana Domingues Garcia
 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Produzir o Trabalho Final de Graduação (TFG) não é tarefa fácil. Em meio às expectativas sobre a vida profissional e o mercado de trabalho que se aproximam, estão ainda as preocupações em discorrer sobre um tema que corresponda aos interesses pessoais e acadêmicos de quem vai se formar. Com o objetivo de facilitar este processo começa, na próxima segunda-feira, dia 2 de junho, a II Jornada Científica do Curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra).
O projeto, que teve início no ano passado, surgiu a partir de uma reunião de professores do curso. A discussão sobre a riqueza das monografias e as temáticas interessantes que estavam sendo produzidas, levou à elaboração desta idéia que propõe uma nova forma de interação e de troca de conhecimento entre os alunos. “Esse exercício é importante porque busca outras possibilidades de diálogo e favorece tanto aqueles que devem concluir os trabalhos, quanto os que são ouvintes e já pensam em propostas futuras”, enfatiza a professora Viviane Borelli.
Diferente da edição anterior, a Jornada anual vai contar, desta vez, com a participação dos acadêmicos que cursam a disciplina de TFG I. De acordo com Viviane, a inclusão de quem está em processo de definição e delimitação do problema não sugere uma mostra de questões resolvidas, mas a oportunidade de trazer dúvidas, conseguir explicar o que se pretende construir e fazer uma reflexão disto. Já os alunos de TFG II, que estão concluindo os trabalhos, estarão expostos ao desafio de expor os projetos e sofrer críticas, de maneira que a apresentação sirva como uma pré-defesa da monografia.
Os trabalhos trazem grande diversidade de temas, dentro das práticas que o jornalismo possibilita. Apesar de se equilibrarem dentro do conceito de mídia, cada um constrói de forma diferente, conforme suas curiosidades, abordagens, metodologias, objetos e enfoques. O estudante do 7º semestre, Fabrício Carbonel, vai analisar de que maneira a mídia ajuda na construção dos ídolos ou na desconstrução, no caso do piloto Rubens Barrichello. Para ele, a Jornada é válida no sentido de entender melhor o processo, falando e visualizando os objetivos de forma mais clara. “A gente consegue encontrar alguns aspectos que faltam com a apresentação dos outros, mesmo que o assunto não esteja na mesma área”, aponta ele.
A acadêmica do 8º semestre, Kellen Hoehr, fez seu estudo com base na comunicação interacional dos apresentadores do Fantástico.  Através de uma pesquisa intencional, na qual Kellen não analisou determinados espaços de tempo, mas sim as edições em que encontrou formas de encenação, ela buscou encontrar respostas na maneira como as pessoas agem, os papéis que são desenvolvidos e no que tudo isso implica. “Pensei em um programa de entretenimento porque poderia observar melhor as estratégias e os indícios que são usados durante as falas dos apresentadores e assim, fui delineando meu tema”, explica Kellen. Ela ainda conta que a saída de Glória Maria e a substituição por Patrícia Poeta serviu de base para a comparação das duas. Com relação à Jornada, a acadêmica acredita que é uma boa hora para esclarecer o que está sendo finalizado, acrescentar novas idéias ou corrigir alguns pontos.
A Jornada ocorre no Salão Acústico, no térreo do prédio 14 até o dia 4 de junho. Os alunos que estão, pelo menos, no 3º semestre podem participar como ouvintes. As inscrições vão até amanhã e podem ser feitas na Secretaria do Curso, no 4º andar do prédio 14.
 
Confira a programação completa:
Dia 02/06/2008 – segunda-feira:
18h30 às 20h – Temáticas: Mídia impressa: jornal e revista
Mediação: profª Sione Gomes
“A Construção Jornalística Sobre a Mulher na Política: Estudo de Caso de Cristina Kirchner nos Jornais Zero Hora e O Sul” – Manuela Vasconcellos de Carvalho Nunes
“A abordagem dos jornais impressos de Santa Maria, no caso ‘esquartejadora’” – Luciane  Amaral
“Jornalismo de Fronteira: estudo comparativo da mídia impressa jornalística nas cidades de Sant’Ana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai)” – Bruna Postiglione Wetternick
“Critérios de Noticiabilidade da Editoria de Esportes de Zero Hora: Cobertura do Grêmio na Libertadores de 2007” – Luis Henrique Kittel
“A construção da imagem do jovem de Zero Hora em seus cadernos especiais: Zerou, Patrola e Kzuka”- Francisco Antonio Elias Junior
20h30 às 22h –  Temáticas: Novas tecnologias, televisão e rádio
Mediação: profª Liliane Dutra Brignol
“A ruptura do processo clássico da produção interferida pelas novas tecnologias: um estudo de caso das imagens nas capas do jornal Diário de Santa Maria” – Charles Willian Santos Guerra
“Jornalismo de Moda em Websites no Brasil” – Ana Marta Moreira Flores
“Tele Revista Fantástico: um estudo da comunicação interacional dos apresentadores” – Kellen Mendes Hoehr
“Televisão e Modos de Interação: Um Estudo do Quadro SOS” – Vivian Rodrigues Jorge
Estratégias Discursivas Utilizadas Pelo Locutor Pedro Ernesto Denardin, Nas  Aberturas  Das jornadas Esportivas Da Rádio Gaúcha”Samuel Estevão Pretto Dos Santos
Dia 03/06/2008 – terça-feira
18h30min às 20h – Temáticas: Televisão e cinema
Mediação: profª Carla Torres
“A Mídia e o Meio-Ambiente: A Inserção do Tema nos Telejornais de Santa Maria” – Bárbara Marranquiel Henriques
“Televisão e interesse Público: As notícias do Jornal do Almoço” – Pabla Pereira da Silva
“A Circulação Das Notícias Televisivas Em Seus Diferentes Horários” – Norton Guedes de Ávila
O adolescente e a televisão: um estudo de recepção da telenovela Malhação” – Sacha Rochele da Silva Nuñez
“Márcia Goldschmid: Atriz do Espetáculo Sensacionalista” – Maria Luiza Guerra
“Transmissão e comentários de esportes “alternativos” por atletas versus transmissão de esportes “alternativos” por jornalistas” – Mauricio Barbosa Pereira
“Cinema e Ditadura Militar no Brasil: suas relações no processo de produção audiovisual” – Julio Castagna Mota
“A Construção da Imagem dos Homossexuais no Cinema” – Pedro Henrique de Andrade Antunes
20h30min às 22h – Temáticas: Novas tecnologias
Mediação: profª Viviane Borelli
“Tropa de Elite e o agendamento nos jornais online Folha de São Paulo e O Globo” – Priscila Costa Vidotto
“O leitor como pauteiro virtual nas redações dos jornais Diário de Santa Maria e A Razão” – Marcelo Silva Barcelos
“A Produção de Informação no Site www.futebolnarede.com Como Exemplo de Webjornalismo Esportivo” – Ricardo Soares Lopes
“Fresno – do underground ao mainstream: uma análise da Internet como espaço para divulgação de bandas independentes” – Renata Celidonio
“Detonando” o Jornalismo de Games: estudo de uma mídia especializada em jogos eletrônicos” – Guilherme S. Bicca
Dia 04/06/2008 – quarta-feira
18h30min às 20h – Temáticas: Mídia impressa: jornal e revista
Mediação: profª Sibila Rocha
“Jornalismo opinativo: uma análise da liberdade de imprensa no Jornal A Razão” – Laura Flain Piffero
“A Moda no Caderno Donna/ZH: A construção de uma identidade regional” – Rosana Silva De Oliveira
“Rubens Barrichello na Mídia”: A tentativa de construção de um ídolo pelo jornal Folha de São Paulo” – Fabricio Lazzarini Carbonel
“Jornalismo especializado: estudo da revista Auto Power” – Anderson Rangel Puiatti
“Revista da Graça Show da Fé: uma análise das diferentes temáticas sociais
construídas através do discurso religioso” – Camila Klein Severo
“O Jornalismo de Moda para Jovens e Mulheres: As Tendências em Vogue” – Grazieli Grazzioli De Lopes
Adolescentes e moda: um estudo de recepção das revistas Capricho e Atrevida” – Carla Aparecida Londero
“Veja, o Novo Zé” – Caroline Kleinubing
20h15min às 22h – Temáticas: Jornalismo empresarial e Rádio
Mediação: prof. Maicon Kroth
“Jornalismo Empresarial: Estratégias de comunicação utilizadas nas redes de supermercados locais com a chegada do hipermercado Carrefour em Santa Maria” – Dayane Cristina Eckhartt
“A Utilização Do Rádio Pela Assembléia De Deus Como Meio De Evangelização Em Santa Maria, RS “ – Sandro Luis Wodzik Verone
“Nova Formatação do Correspondente Ipiranga da Rádio Gaúcha” – Regina Ines Vogt
“As interações entre cidadania e política na Voz do Brasil” – Adriana Domingues Garcia