Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Vestibular de Verão 2009: tranqüilidade no início do processo seletivo

 Dada a largada! Minutos antes das 7h da manhã de hoje, chegavam ao Campus I do Centro Universitário Franciscano (Unifra) os primeiros concorrentes ao Vestibular de Verão 2009. Os 2.398 candidatos inscritos disputam as 1.330 vagas oferecidas pela instituição. São 33 cursos, este ano com a inclusão de uma nova opção: Engenharia de Materiais.

 

O primeiro dia do Vestibular inclui as provas de Língua Portuguesa (16 questões), Física (12 questões), Biologia (12 questões), Língua Estrangeira (10 questões) e a Redação. Os portões, abertos às 7h40min, fecharam pouco depois das 8h, horário limite para a chegada dos concorrentes atrasados. Uma estudante chegou 26 minutos atrasada e não pôde mais entrar na sala.

 

As amigas Angélica Vieira, Andriéli Lombardi e Natiéli Rodrigues chegaram cedo e esperavam  ansiosas o sinal para o início das provas em frente ao Campus I. Angélica, inscrita no curso mais concorrido do vestibular, Odontologia, estava nervosa. Já as outras meninas demonstravam tranqüilidade.

 

Quem também estava apreensiva era Aline Langner. Diferente de Angélica ela não concorre, mas tem outra tarefa: acompanhar a filha Ariane em seu primeiro Vestibular. Ela, que se inscreveu para o curso de Direito parecia calma. “Estou mais nervosa que minha filha, por  isso, vim apoiá-la”, explica Aline.

Candidato ao curso de Arquitetura e Urbanismo, o vestibulando Bruno Soares está no segundo Vestibular. Apesar de estar tranqüilo, Bruno comentou que espera apenas que a prova de Redação seja fácil: “A redação sempre assusta um pouco”.

 

Os irmãos Jonathan e Juliano Rangel também aguardavam o sinal para o começo das provas em clima de descontração. Eles, que vieram de Brasília, concorrem ao curso de Arquitetura e Urbanismo. Na capital federal Jonathan cursava Direito e Juliano, Sistemas de Informação. “Resolvemos mudar juntos”, contam .

A candidata ao curso de Fisioterapia, Cheila França, chegou bem acompanhada. A amiga Lauren Silveira, acadêmica do curso de Farmácia na Unifra, veio apoiar Cheila com seu bebê. “Estou nervosa, elas estão me dando uma força”, declara.

 

 O estudante Bruno Carazzo, 18 anos, espera para fazer seu segundo vestibular, mas não estava nervoso; "Quero fazer para o curso de Direito", conta.

 

 

 

 A estudante CLarissa Dornelles, 20 anos, diz que ja cursou Psicologia mas quer trocar de curso: "Estou nervosa porque quero Odontologia, o curso mais concorrido".

 

 

 

 

 A estudante Letícia Marques, 18 anos, candidata a Odontologia, estava na expectativa para fazer a prova: "Estou um pouco nervosa. Não tem como não ficar nervosa", afirma.

 

 

 

 Mães acompanharam seus filhos, nesse primeiro dia de prova. Simone Fagundes, veio de Rosário do Sul para dar apoio à filha em seu primeiro vestibular.  Ela deseja cursar Fisioterapia: "Estava nervosa. É importante estar junto para passar segurança", diz. A mãe Fernanda Garcia Potter veio de Dom Pedrito trazer a filha de 16 anos: "Estamos desde ontem na cidade. É tudo desconhecido para ela é bom estar por perto", conta.

 

 Duas mães que vieram esperar as filhas, sentadas lado a lado se reconheceram. Há 20 anos não se viam: "Fomos colegas de trabalho, trabalhamos juntas em um banco aqui em Santa Maria. Quando a vi sabia que já conhecia", revela Maria Inês Adaime. Ao conversarem, outra coincidência: "Nossos filhos mais velhos cursam Medicina e as filhas agora vão fazer vestibular para Arquitetura",  ressalta Sandra Helena Motta Sperotto.

 

Fotos: Carolina Moro e Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Dada a largada! Minutos antes das 7h da manhã de hoje, chegavam ao Campus I do Centro Universitário Franciscano (Unifra) os primeiros concorrentes ao Vestibular de Verão 2009. Os 2.398 candidatos inscritos disputam as 1.330 vagas oferecidas pela instituição. São 33 cursos, este ano com a inclusão de uma nova opção: Engenharia de Materiais.

 

O primeiro dia do Vestibular inclui as provas de Língua Portuguesa (16 questões), Física (12 questões), Biologia (12 questões), Língua Estrangeira (10 questões) e a Redação. Os portões, abertos às 7h40min, fecharam pouco depois das 8h, horário limite para a chegada dos concorrentes atrasados. Uma estudante chegou 26 minutos atrasada e não pôde mais entrar na sala.

 

As amigas Angélica Vieira, Andriéli Lombardi e Natiéli Rodrigues chegaram cedo e esperavam  ansiosas o sinal para o início das provas em frente ao Campus I. Angélica, inscrita no curso mais concorrido do vestibular, Odontologia, estava nervosa. Já as outras meninas demonstravam tranqüilidade.

 

Quem também estava apreensiva era Aline Langner. Diferente de Angélica ela não concorre, mas tem outra tarefa: acompanhar a filha Ariane em seu primeiro Vestibular. Ela, que se inscreveu para o curso de Direito parecia calma. “Estou mais nervosa que minha filha, por  isso, vim apoiá-la”, explica Aline.

Candidato ao curso de Arquitetura e Urbanismo, o vestibulando Bruno Soares está no segundo Vestibular. Apesar de estar tranqüilo, Bruno comentou que espera apenas que a prova de Redação seja fácil: “A redação sempre assusta um pouco”.

 

Os irmãos Jonathan e Juliano Rangel também aguardavam o sinal para o começo das provas em clima de descontração. Eles, que vieram de Brasília, concorrem ao curso de Arquitetura e Urbanismo. Na capital federal Jonathan cursava Direito e Juliano, Sistemas de Informação. “Resolvemos mudar juntos”, contam .

A candidata ao curso de Fisioterapia, Cheila França, chegou bem acompanhada. A amiga Lauren Silveira, acadêmica do curso de Farmácia na Unifra, veio apoiar Cheila com seu bebê. “Estou nervosa, elas estão me dando uma força”, declara.

 

 O estudante Bruno Carazzo, 18 anos, espera para fazer seu segundo vestibular, mas não estava nervoso; "Quero fazer para o curso de Direito", conta.

 

 

 

 A estudante CLarissa Dornelles, 20 anos, diz que ja cursou Psicologia mas quer trocar de curso: "Estou nervosa porque quero Odontologia, o curso mais concorrido".

 

 

 

 

 A estudante Letícia Marques, 18 anos, candidata a Odontologia, estava na expectativa para fazer a prova: "Estou um pouco nervosa. Não tem como não ficar nervosa", afirma.

 

 

 

 Mães acompanharam seus filhos, nesse primeiro dia de prova. Simone Fagundes, veio de Rosário do Sul para dar apoio à filha em seu primeiro vestibular.  Ela deseja cursar Fisioterapia: "Estava nervosa. É importante estar junto para passar segurança", diz. A mãe Fernanda Garcia Potter veio de Dom Pedrito trazer a filha de 16 anos: "Estamos desde ontem na cidade. É tudo desconhecido para ela é bom estar por perto", conta.

 

 Duas mães que vieram esperar as filhas, sentadas lado a lado se reconheceram. Há 20 anos não se viam: "Fomos colegas de trabalho, trabalhamos juntas em um banco aqui em Santa Maria. Quando a vi sabia que já conhecia", revela Maria Inês Adaime. Ao conversarem, outra coincidência: "Nossos filhos mais velhos cursam Medicina e as filhas agora vão fazer vestibular para Arquitetura",  ressalta Sandra Helena Motta Sperotto.

 

Fotos: Carolina Moro e Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)