Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Cinema e literatura com Tabajara Ruas no Seminário de Letras

 
Na
manhã desta quinta-feira, o escritor e
cineasta gaúcho, Tabajara Ruas, ministrou o curso “Diálogo entre Literatura e Cinema” no IX Seminário Internacional em Letras da Unifra. A exposição teve como mote a união entre as duas
artes, explorada frequentemente em adaptações literárias para a película.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

“A
literatura e o cinema se completam”, afirma Tabajara. Para o diretor do filme Netto Perde Sua Alma, não há grande
diferença entre as duas ciências, apesar de uma ser mais “experiente” do que a
outra. “A literatura é datada desde muito, enquanto o cinema tem apenas 100
anos”, analisa.

 

Em
relação às adaptações cinematográficas de obras literárias, Tabajara acredita
que a evolução da tecnologia e da estética no cinema possibilitou uma demanda
maior de roteiros gerados a partir de livros. “O cinema e a literatura progrediram
demais nos últimos anos”, explica. Segundo o cineasta, movimentos como o Cinema
Novo (Brasil), Nouvelle Vague
(França) e Dogma 95 (Dinamarca) ajudaram a remodelar a sétima arte.

 

Tabajara
atualmente trabalha em um roteiro baseado no livro “Senhores da Guerra”, de
José Antonio Severo, sobre a vida de Júlio Raphael Aragão Bozano, combatente
das forças revolucionárias de Luís Carlos Prestes e que dá nome a uma rua do
centro de Santa Maria. Sobre a complicada tarefa de transformar as 500 páginas
do romance em 100 de roteiro, o escritor é sucinto: “Não é fácil”.
 
   
Fotos: Augusto Coelho (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 
Na
manhã desta quinta-feira, o escritor e
cineasta gaúcho, Tabajara Ruas, ministrou o curso “Diálogo entre Literatura e Cinema” no IX Seminário Internacional em Letras da Unifra. A exposição teve como mote a união entre as duas
artes, explorada frequentemente em adaptações literárias para a película.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

“A
literatura e o cinema se completam”, afirma Tabajara. Para o diretor do filme Netto Perde Sua Alma, não há grande
diferença entre as duas ciências, apesar de uma ser mais “experiente” do que a
outra. “A literatura é datada desde muito, enquanto o cinema tem apenas 100
anos”, analisa.

 

Em
relação às adaptações cinematográficas de obras literárias, Tabajara acredita
que a evolução da tecnologia e da estética no cinema possibilitou uma demanda
maior de roteiros gerados a partir de livros. “O cinema e a literatura progrediram
demais nos últimos anos”, explica. Segundo o cineasta, movimentos como o Cinema
Novo (Brasil), Nouvelle Vague
(França) e Dogma 95 (Dinamarca) ajudaram a remodelar a sétima arte.

 

Tabajara
atualmente trabalha em um roteiro baseado no livro “Senhores da Guerra”, de
José Antonio Severo, sobre a vida de Júlio Raphael Aragão Bozano, combatente
das forças revolucionárias de Luís Carlos Prestes e que dá nome a uma rua do
centro de Santa Maria. Sobre a complicada tarefa de transformar as 500 páginas
do romance em 100 de roteiro, o escritor é sucinto: “Não é fácil”.
 
   
Fotos: Augusto Coelho (Laboratório de Fotografia e Memória)