Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Encontro de Rancho rememora uma tradição

Bode, Remendo, Compasso, Banana. Os apelidos são de adolescentes, mas as aparências denunciam pais, avôs e profissionais com alguns anos de carreira. São técnicos agrícolas formados na Escola Técnica de Agricultura João Simplício Alves de Carvalho (ETA), de Viamão/RS, que se reencontraram neste final de semana em Santa Cruz do Sul ,sob os mesmos codinomes que atendiam há décadas atrás, para celebrar os 44 anos de história do Rancho Fronteira, uma espécie de clube que acolhia os alunos internos vindos de todas as regiões do Estado.

RanchoA comemoração reuniu cerca de 15 ex-componentes do rancho, de diferentes períodos. Porém, um sentimento era comum a todos: nostalgia. Em 1999 uma decisão da Secretaria Estadual de Educação ordenou o fechamento dos ranchos devido à incidência de trotes. Por causa disso, a festa anual, cuja data era fixada no primeiro fim de semana de maio e, até 1998, foi realizada no próprio rancho, deixou de acontecer, o que dificultou o contato entre os ex-membros. Motivado pela curiosidade sobre por onde andariam os colegas, o técnico agrícola Milton Machado, o “Remendo”, conseguiu localizar amigos por meio de um site de relacionamentos e também pela lista telefônica. Assim, em 2008, 10 anos após o fechamento dos ranchos, foi possível organizar um novo encontro fora das dependências da ETA, desta vez, na cidade de Novo Hamburgo.

Além dos ex-componentes e seus familiares, histórias, lembranças e muitas fotografias compõem o cenário da festa. Para o anfitrião Ernani Aloísio Weiss, a repetição deste evento é importante, pois reforça os vínculos criados a partir da convivência dentro do Rancho Fronteira. “As pessoas ali dentro encontravam uma parte da sua família que deixavam em casa. O ambiente era muito sadio. (…) Tu tomava o teu chimarrão, fazia uma comida rápida, estudava, ouvia música, cantava quando tinha violão e também pensava no que podia fazer para melhorar o rancho”, relembra.

Rancho

 

Uma curiosidade é que embora nem todos os membros tenham participado das atividades do rancho no mesmo período devido aos anos que permaneceram na escola, mesmo assim possuem uma ligação muito forte entre si. “Bastava voltar para uma reunião, uma festa do rancho que tu já assimilava as outras pessoas e passava a entendê-las e conviver com elas como se contemporâneos tivessem sido”, explica Weiss.

Para 2010 a idéia é dar seguimento ao encontro que provavelmente será em Garibaldi.

 

Entenda a ETA e os Ranchos:

  • Localizada em Viamão/RS, a Escola Técnica de Agricultura Dr. João Simplício Alves de Carvalho foi fundada em 1910.
  • Os alunos estudam em regime de internato ou semi-internato.
  • Os ranchos eram espécies de clubes que surgiram como uma alternativa de entretenimento nos horários inversos às aulas.
  • As instalações dos ranchos lembravam galpões nativistas e CTGs.
  • A cada início de ano os calouros eram convidados a participar de algum rancho por afinidade com os demais componentes.
  • Os membros do rancho tinham a oportunidade de personalizar o ambiente com placas, quadros e móveis artesanais, além de participarem de rodas de violão.
  • Os ranchos foram fechados em 1999 por ordem da Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul.
  • Os Ranchos são considerados patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul devido à sua importância na formação de milhares de alunos.

    Fotos: Gabriela Machado

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bode, Remendo, Compasso, Banana. Os apelidos são de adolescentes, mas as aparências denunciam pais, avôs e profissionais com alguns anos de carreira. São técnicos agrícolas formados na Escola Técnica de Agricultura João Simplício Alves de Carvalho (ETA), de Viamão/RS, que se reencontraram neste final de semana em Santa Cruz do Sul ,sob os mesmos codinomes que atendiam há décadas atrás, para celebrar os 44 anos de história do Rancho Fronteira, uma espécie de clube que acolhia os alunos internos vindos de todas as regiões do Estado.

RanchoA comemoração reuniu cerca de 15 ex-componentes do rancho, de diferentes períodos. Porém, um sentimento era comum a todos: nostalgia. Em 1999 uma decisão da Secretaria Estadual de Educação ordenou o fechamento dos ranchos devido à incidência de trotes. Por causa disso, a festa anual, cuja data era fixada no primeiro fim de semana de maio e, até 1998, foi realizada no próprio rancho, deixou de acontecer, o que dificultou o contato entre os ex-membros. Motivado pela curiosidade sobre por onde andariam os colegas, o técnico agrícola Milton Machado, o “Remendo”, conseguiu localizar amigos por meio de um site de relacionamentos e também pela lista telefônica. Assim, em 2008, 10 anos após o fechamento dos ranchos, foi possível organizar um novo encontro fora das dependências da ETA, desta vez, na cidade de Novo Hamburgo.

Além dos ex-componentes e seus familiares, histórias, lembranças e muitas fotografias compõem o cenário da festa. Para o anfitrião Ernani Aloísio Weiss, a repetição deste evento é importante, pois reforça os vínculos criados a partir da convivência dentro do Rancho Fronteira. “As pessoas ali dentro encontravam uma parte da sua família que deixavam em casa. O ambiente era muito sadio. (…) Tu tomava o teu chimarrão, fazia uma comida rápida, estudava, ouvia música, cantava quando tinha violão e também pensava no que podia fazer para melhorar o rancho”, relembra.

Rancho

 

Uma curiosidade é que embora nem todos os membros tenham participado das atividades do rancho no mesmo período devido aos anos que permaneceram na escola, mesmo assim possuem uma ligação muito forte entre si. “Bastava voltar para uma reunião, uma festa do rancho que tu já assimilava as outras pessoas e passava a entendê-las e conviver com elas como se contemporâneos tivessem sido”, explica Weiss.

Para 2010 a idéia é dar seguimento ao encontro que provavelmente será em Garibaldi.

 

Entenda a ETA e os Ranchos:

  • Localizada em Viamão/RS, a Escola Técnica de Agricultura Dr. João Simplício Alves de Carvalho foi fundada em 1910.
  • Os alunos estudam em regime de internato ou semi-internato.
  • Os ranchos eram espécies de clubes que surgiram como uma alternativa de entretenimento nos horários inversos às aulas.
  • As instalações dos ranchos lembravam galpões nativistas e CTGs.
  • A cada início de ano os calouros eram convidados a participar de algum rancho por afinidade com os demais componentes.
  • Os membros do rancho tinham a oportunidade de personalizar o ambiente com placas, quadros e móveis artesanais, além de participarem de rodas de violão.
  • Os ranchos foram fechados em 1999 por ordem da Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul.
  • Os Ranchos são considerados patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul devido à sua importância na formação de milhares de alunos.

    Fotos: Gabriela Machado