Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

O resultado de esforços e pesquisas no SEPE

Uma das atrações da edição 2009
do SEPE é a exposição de trabalhos dos acadêmicos da Unifra. Durante os dias do
simpósio, pode-se apreciar a mostra de pôsteres dos alunos, que ocorre no pátio do
conjunto I da instituição.
“Esse tipo de atividade estimula os alunos em
relação à pesquisa”, afirma a professora do curso de Design, Ceres Zago, que
orientou um dos trabalhos que compõem a exposição, intitulado As Cores e os Restaurantes. A pesquisa
teve como foco a abordagem psicológica das cores nos restaurantes de Santa
Maria. “O resultado foi muito positivo. Os alunos ficaram entusiasmados em
expor o trabalho”, analisa.

 
 

Para o professor e físico Eduardo
Blando, a pesquisa científica foi fundamental em sua formação. “Apresentar uma
pesquisa é algo muito importante”, diz. “A pesquisa faz com que o aluno
sinta-se incorporado ao curso”, completa Eduardo, orientador de um complexo
trabalho acerca do desenvolvimento de um material capaz de dobrar ondas
eletromagnéticas, o que, em teoria, é considerado impossível.

 
 

Quem produz os trabalhos também
sente-se gratificado. Acadêmicas do oitavo semestre de arquitetura,
Maria Celeste Martinez e Clarissa Garcia apresentaram um projeto que
propõe a substituição de concreto e aço na construção de prédios por um
material feito de madeira cortada em encaixes. “É uma técnica pouco conhecida e
originária do Japão”, explica Maria Celeste, ressaltando a facilidade e rapidez
com que se pode montar e desmontar uma casa, por exemplo. “Nunca havíamos
exposto um trabalho assim, e isso mostra que estamos pesquisando e
trabalhando”, afirma Clarissa. 

 

Fotos: Iara Menezes (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma das atrações da edição 2009
do SEPE é a exposição de trabalhos dos acadêmicos da Unifra. Durante os dias do
simpósio, pode-se apreciar a mostra de pôsteres dos alunos, que ocorre no pátio do
conjunto I da instituição.
“Esse tipo de atividade estimula os alunos em
relação à pesquisa”, afirma a professora do curso de Design, Ceres Zago, que
orientou um dos trabalhos que compõem a exposição, intitulado As Cores e os Restaurantes. A pesquisa
teve como foco a abordagem psicológica das cores nos restaurantes de Santa
Maria. “O resultado foi muito positivo. Os alunos ficaram entusiasmados em
expor o trabalho”, analisa.

 
 

Para o professor e físico Eduardo
Blando, a pesquisa científica foi fundamental em sua formação. “Apresentar uma
pesquisa é algo muito importante”, diz. “A pesquisa faz com que o aluno
sinta-se incorporado ao curso”, completa Eduardo, orientador de um complexo
trabalho acerca do desenvolvimento de um material capaz de dobrar ondas
eletromagnéticas, o que, em teoria, é considerado impossível.

 
 

Quem produz os trabalhos também
sente-se gratificado. Acadêmicas do oitavo semestre de arquitetura,
Maria Celeste Martinez e Clarissa Garcia apresentaram um projeto que
propõe a substituição de concreto e aço na construção de prédios por um
material feito de madeira cortada em encaixes. “É uma técnica pouco conhecida e
originária do Japão”, explica Maria Celeste, ressaltando a facilidade e rapidez
com que se pode montar e desmontar uma casa, por exemplo. “Nunca havíamos
exposto um trabalho assim, e isso mostra que estamos pesquisando e
trabalhando”, afirma Clarissa. 

 

Fotos: Iara Menezes (Laboratório de Fotografia e Memória)