Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Oportunidades para formandos e formados

Diversos órgãos da grande imprensa disponibilizam oportunidades a estudantes  de Jornalismo ou recém formados na área. Confira:

 

Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado

Estudantes de jornalismo que concluam o curso este ano e jornalistas formados em 2007 e 2008 podem se inscrever para o 20º Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado do Estado. O curso será realizado, em São Paulo, entre 1º de setembro e 4 de dezembro.  São 30 vagas oferecidas a brasileiros. As fichas de inscrição publicadas pelo Estado e pelo Jornal da Tarde podem ser encontradas também na Internet: http://www.estadao.com.br/talentos 

O programa é o primeiro do gênero reconhecido como extensão universitária em jornalismo impresso pela Universidade de Navarra/Espanha. Durante três meses, os jovens aprovados no processo de seleção têm aulas pela manhã e passam o resto do dia nas diversas áreas da empresa, principalmente a Redação. No final do curso, os novos profissionais integram o Banco Estado de Talentos, colocado à disposição do mercado.
 

A prova escrita de seleção será aplicada dia 2 de agosto, às 9 horas, para a prova escrita no campus Vergueiro da Unip (rua Apeninos, 267, São Paulo). A prova, elaborada pelos editores do Estado, consta de questões de conhecimentos gerais e atualidades e de um texto jornalístico, que deve ser redigido a partir de informações fornecidas pela prova. O exame seleciona 60 pré-classificados que serão convocados para entrevistas pessoais nos dias 18, 19 e 20 de agosto. A entrevista indica os 30 aprovados para o curso.

Dividido em três blocos (informação prática, informação técnica e informação geral), o Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado agrega, desde o seu início, profissionais do Brasil e do Exterior. Já participaram dele, como professores visitantes, mestres de universidades da Europa e dos Estados Unidos e jornalistas do New York Times, Los Angeles Times, USA Today, Ansa e Reuters.

No bloco de informação prática, os novos profissionais simulam todas as etapas da produção jornalística, sempre acompanhados por editores do Estado. Na área de informação técnica,  têm contato com profissionais da área e, no bloco de informação geral, além de aulas de Ética, Economia, Política e Filosofia, voltadas especificamente para o jornalismo, recebem detalhes sobre as operações de uma grande empresa de comunicações, desde a produção gráfica até a administração geral e o mercado. Também participam de um seminário sobre o planejamento de carreiras profissionais.

 

 Folha seleciona projetos de pesquisa sobre história do jornalismo

O jornal Folha de São Paulo abriu um concurso para incentivar pesquisas sobre a história do jornalismo brasileiro. Chamado de Folha Memória, o programa selecionará três projetos de pesquisa e premiará seus autores com uma bolsa de R$ 2.300 mensais – mediante reembolso de despesas. Nos seis meses em que receberem essa ajuda de custo, os candidatos selecionados deverão conduzir sua pesquisa com rigor acadêmico e transformá-la em um texto de interesse geral e caráter jornalístico. Eles serão orientados por um jornalista da Folha.

 

O melhor dos três trabalhos será publicado em livro editado pela Publifolha, e seu autor ganhará um laptop.

No concurso, a história do jornalismo deve ser entendida em sentido amplo – ou seja, podem ser investigados fenômenos de qualquer época do jornalismo do país. Os projetos também não precisam se restringir ao estudo de nenhum meio jornalístico específico – podem ser estudados veículos impressos, on-line etc.

Poderá inscrever seu projeto quem estiver concluindo ou tenha concluído graduação em qualquer universidade brasileira. Só será aceita a inscrição de um projeto por pessoa e as pesquisas devem ser individuais.

A inscrição deve ser feita no site http://folhamemoria.folha.com.br, até o dia 28 de junho. Ao se inscrever o candidato preenche uma ficha à qual anexará o projeto de pesquisa. No site está também regulamento detalhado do concurso.

A seleção passa por três fases. Na primeira, 30 projetos finalistas serão selecionados pela Folha e encaminhados para uma banca que escolherá os três contemplados com as bolsas, cujos nomes serão divulgados em 9 de agosto. A partir do dia 10 de agosto, os três bolsistas devem começar a trabalhar na pesquisa, cujo resultado final deverá ser entregue seis meses mais tarde a uma outra banca que vai escolher o trabalho vencedor, que será divulgado no mês de fevereiro de 2010.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos órgãos da grande imprensa disponibilizam oportunidades a estudantes  de Jornalismo ou recém formados na área. Confira:

 

Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado

Estudantes de jornalismo que concluam o curso este ano e jornalistas formados em 2007 e 2008 podem se inscrever para o 20º Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado do Estado. O curso será realizado, em São Paulo, entre 1º de setembro e 4 de dezembro.  São 30 vagas oferecidas a brasileiros. As fichas de inscrição publicadas pelo Estado e pelo Jornal da Tarde podem ser encontradas também na Internet: http://www.estadao.com.br/talentos 

O programa é o primeiro do gênero reconhecido como extensão universitária em jornalismo impresso pela Universidade de Navarra/Espanha. Durante três meses, os jovens aprovados no processo de seleção têm aulas pela manhã e passam o resto do dia nas diversas áreas da empresa, principalmente a Redação. No final do curso, os novos profissionais integram o Banco Estado de Talentos, colocado à disposição do mercado.
 

A prova escrita de seleção será aplicada dia 2 de agosto, às 9 horas, para a prova escrita no campus Vergueiro da Unip (rua Apeninos, 267, São Paulo). A prova, elaborada pelos editores do Estado, consta de questões de conhecimentos gerais e atualidades e de um texto jornalístico, que deve ser redigido a partir de informações fornecidas pela prova. O exame seleciona 60 pré-classificados que serão convocados para entrevistas pessoais nos dias 18, 19 e 20 de agosto. A entrevista indica os 30 aprovados para o curso.

Dividido em três blocos (informação prática, informação técnica e informação geral), o Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado agrega, desde o seu início, profissionais do Brasil e do Exterior. Já participaram dele, como professores visitantes, mestres de universidades da Europa e dos Estados Unidos e jornalistas do New York Times, Los Angeles Times, USA Today, Ansa e Reuters.

No bloco de informação prática, os novos profissionais simulam todas as etapas da produção jornalística, sempre acompanhados por editores do Estado. Na área de informação técnica,  têm contato com profissionais da área e, no bloco de informação geral, além de aulas de Ética, Economia, Política e Filosofia, voltadas especificamente para o jornalismo, recebem detalhes sobre as operações de uma grande empresa de comunicações, desde a produção gráfica até a administração geral e o mercado. Também participam de um seminário sobre o planejamento de carreiras profissionais.

 

 Folha seleciona projetos de pesquisa sobre história do jornalismo

O jornal Folha de São Paulo abriu um concurso para incentivar pesquisas sobre a história do jornalismo brasileiro. Chamado de Folha Memória, o programa selecionará três projetos de pesquisa e premiará seus autores com uma bolsa de R$ 2.300 mensais – mediante reembolso de despesas. Nos seis meses em que receberem essa ajuda de custo, os candidatos selecionados deverão conduzir sua pesquisa com rigor acadêmico e transformá-la em um texto de interesse geral e caráter jornalístico. Eles serão orientados por um jornalista da Folha.

 

O melhor dos três trabalhos será publicado em livro editado pela Publifolha, e seu autor ganhará um laptop.

No concurso, a história do jornalismo deve ser entendida em sentido amplo – ou seja, podem ser investigados fenômenos de qualquer época do jornalismo do país. Os projetos também não precisam se restringir ao estudo de nenhum meio jornalístico específico – podem ser estudados veículos impressos, on-line etc.

Poderá inscrever seu projeto quem estiver concluindo ou tenha concluído graduação em qualquer universidade brasileira. Só será aceita a inscrição de um projeto por pessoa e as pesquisas devem ser individuais.

A inscrição deve ser feita no site http://folhamemoria.folha.com.br, até o dia 28 de junho. Ao se inscrever o candidato preenche uma ficha à qual anexará o projeto de pesquisa. No site está também regulamento detalhado do concurso.

A seleção passa por três fases. Na primeira, 30 projetos finalistas serão selecionados pela Folha e encaminhados para uma banca que escolherá os três contemplados com as bolsas, cujos nomes serão divulgados em 9 de agosto. A partir do dia 10 de agosto, os três bolsistas devem começar a trabalhar na pesquisa, cujo resultado final deverá ser entregue seis meses mais tarde a uma outra banca que vai escolher o trabalho vencedor, que será divulgado no mês de fevereiro de 2010.