Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Os desafios e conquistas do psicólogo na atualidade

Os desafios e conquistas do psicólogo na atualidade  foi o tema de umas das palestras que
abriram o Simpósio Comemorativo aos 10 anos da Psicologia na
segunda-feira, na Unifra.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

A profissão do psicólogo surgiu no ano de 1962
entre diversos percalços, como o início da ditadura. Esse é um dos temas abordados em um documentário que conta a
história do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul-CRPRS, exibido
aos espectadores da palestra.

Uma das diferenciações que norteiam a
profissão é entre a história e a
memória. Segundo a professora e doutora Helena Scarparo, da PUC-RS, a história é
um local de narrativas, de experiências e horizontes de expectativas enquanto na
memória não existem rupturas, pois está encharcada de sentimentos afetivos.

Entre os desafios enfrentados pelos psicólogos
nos dias de hoje está  o de olhar para o
contexto onde ela está inserida e dar-se conta das transformações, é o que
comenta Helena. “A Psicologia trabalha com o sentimento, associa contexto e
sentimento e diz que a subjetividade está se produzindo, e a partir daí é um
desafio diário”.

Já as conquistas se baseiam no tipo de
subjetividade que é produzido, e no dia a dia do trabalho é que vai se ter o
retorno, explica a psicóloga.

Dentre muitos fatores que influenciam o
cotidiano está a mídia e, para a professora Helena, ela influi no
sentimento,
pois a partir de um determinado acontecimento nos constituímos como
pessoas.
“Acho que a Psicologia tem a função de incentivar o poder de refletir
criticamente sobre a realidade onde estamos inseridos, assim como a
mídia”.

Alguns casos que foram elucidados pela
psicóloga foi de que na época da ditadura os adolescentes eram tratados
como
subversivos, mas que era algo considerado comum que era apenas uma fase
que
depois que a adolescência passasse ele voltaria ao normal.

Para Helena,
é a partir das relações sociais que existem as inclusões e exclusões e
é do psicólogo o desafio da criação da possibilidade da relação.

 

 

 

 

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Os desafios e conquistas do psicólogo na atualidade  foi o tema de umas das palestras que
abriram o Simpósio Comemorativo aos 10 anos da Psicologia na
segunda-feira, na Unifra.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

A profissão do psicólogo surgiu no ano de 1962
entre diversos percalços, como o início da ditadura. Esse é um dos temas abordados em um documentário que conta a
história do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul-CRPRS, exibido
aos espectadores da palestra.

Uma das diferenciações que norteiam a
profissão é entre a história e a
memória. Segundo a professora e doutora Helena Scarparo, da PUC-RS, a história é
um local de narrativas, de experiências e horizontes de expectativas enquanto na
memória não existem rupturas, pois está encharcada de sentimentos afetivos.

Entre os desafios enfrentados pelos psicólogos
nos dias de hoje está  o de olhar para o
contexto onde ela está inserida e dar-se conta das transformações, é o que
comenta Helena. “A Psicologia trabalha com o sentimento, associa contexto e
sentimento e diz que a subjetividade está se produzindo, e a partir daí é um
desafio diário”.

Já as conquistas se baseiam no tipo de
subjetividade que é produzido, e no dia a dia do trabalho é que vai se ter o
retorno, explica a psicóloga.

Dentre muitos fatores que influenciam o
cotidiano está a mídia e, para a professora Helena, ela influi no
sentimento,
pois a partir de um determinado acontecimento nos constituímos como
pessoas.
“Acho que a Psicologia tem a função de incentivar o poder de refletir
criticamente sobre a realidade onde estamos inseridos, assim como a
mídia”.

Alguns casos que foram elucidados pela
psicóloga foi de que na época da ditadura os adolescentes eram tratados
como
subversivos, mas que era algo considerado comum que era apenas uma fase
que
depois que a adolescência passasse ele voltaria ao normal.

Para Helena,
é a partir das relações sociais que existem as inclusões e exclusões e
é do psicólogo o desafio da criação da possibilidade da relação.