Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Pimenta protesta contra desregulamentação do Jornalismo

Deputado pretende apresentar PEC para que a exigência do diploma seja indispensável ao exercício da profissão.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) foi o único parlamentar a participar do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde desta quarta-feira (17), que analisou a obrigatoriedade do diploma de Jornalismo para o exercício da profissão. Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Pimenta classificou como “vergonhosa” a decisão que derrubou a obrigatorieadade do diploma, por 8 votos a 1.

Ao sair do STF, o petista dirigiu-se imediatamente à Câmara dos Deputados para, da tribuna, protestar contra a decisão absurda que estava sendo tomada na Suprema Corte do país. Pimenta criticou a omissão da imprensa brasileira, que em momento algum tratou o julgamento da regulamentação da profissão de jornalista como pauta de seus trabalhos. Para o deputado gaúcho, o silêncio dos meios de comunicação é a demonstração do que ocorrerá com a imprensa brasileira, a partir da desregulamentação da profissão.

Pimenta informou que vai buscar a direção da FENAJ para discutir ações a serem tomadas e solicitar uma consultoria jurídica para verificar a viabilidade na tentativa de consolidar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a fim de que a exigência do diploma seja indispensável ao exercício da profissão de jornalista. O deputado também pretende realizar reuniões em faculdades de jornalismo, na tentativa de mobilizar a sociedade e quebrar o bloqueio da grande imprensa, de modo que seja retomada a discussão sobre a regulamentação desses profissionais da comunicação.  

Confira a manifestação do deputado na Câmara, em Brasília: 

{youtube}eCqktndzHUw{/youtube}

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deputado pretende apresentar PEC para que a exigência do diploma seja indispensável ao exercício da profissão.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) foi o único parlamentar a participar do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde desta quarta-feira (17), que analisou a obrigatoriedade do diploma de Jornalismo para o exercício da profissão. Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Pimenta classificou como “vergonhosa” a decisão que derrubou a obrigatorieadade do diploma, por 8 votos a 1.

Ao sair do STF, o petista dirigiu-se imediatamente à Câmara dos Deputados para, da tribuna, protestar contra a decisão absurda que estava sendo tomada na Suprema Corte do país. Pimenta criticou a omissão da imprensa brasileira, que em momento algum tratou o julgamento da regulamentação da profissão de jornalista como pauta de seus trabalhos. Para o deputado gaúcho, o silêncio dos meios de comunicação é a demonstração do que ocorrerá com a imprensa brasileira, a partir da desregulamentação da profissão.

Pimenta informou que vai buscar a direção da FENAJ para discutir ações a serem tomadas e solicitar uma consultoria jurídica para verificar a viabilidade na tentativa de consolidar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a fim de que a exigência do diploma seja indispensável ao exercício da profissão de jornalista. O deputado também pretende realizar reuniões em faculdades de jornalismo, na tentativa de mobilizar a sociedade e quebrar o bloqueio da grande imprensa, de modo que seja retomada a discussão sobre a regulamentação desses profissionais da comunicação.  

Confira a manifestação do deputado na Câmara, em Brasília: 

{youtube}eCqktndzHUw{/youtube}