Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Por dentro dos Correios

 A história de troca de correspondências no Brasil se confunde com a própria história do país. Os primeiros registros datam do período colonial, onde Pero Vaz de Caminha relatava experiências da terra recém descoberta ao rei de Portugal. Hoje, mais de 500 anos depois da primeira carta, assistimos a adaptação dos serviços postais a um cenário que exige cada vez mais agilidade. Para celebrar o Dia dos Correios*, comemorado em 8 de abril, a Agência CentralSul foi conferir como funciona o trabalho dentro de uma Agência dos Correios em Santa Maria.

 As portas da Agência dos Correios da rua Venâncio Aires abrem às 9 horas para o atendimento ao público, mas a rotina de trabalho da carteira Débora Raubach começa mais cedo, às 7h30min, horário em que chega ao Centro de Distribuição Domiciliária (CDD) de Santa Maria. É lá que ela tem a missão de fazer a triagem das cartas e ordená-las para a entrega.

 

 Mas o trabalho no CDD começa ainda na madrugada, quando uma equipe de seis pessoas recebe as cargas com aproximadamente 33 mil cartas simples e 1.500 registradas. De Porto Alegre vem o material que é classificado como carta, e de Passo Fundo o que é considerado impresso.  É preciso separar tudo e encaminhar às unidades realizam a distribuição, o CDD Dores ou CDD Santa Maria. Cada uma dessas unidades é responsável por cinco grupamentos por faixas-Cep. Por exemplo: no CDD Santa Maria, as cartas são agrupadas de acordo com o Cep. 97010, 97015, 97020, 97030, 97040.  Após, cabe aos carteiros realizarem uma nova triagem de acordo com o distrito e a sequência numérica das casas, isto é, a região de abrangência da cada um deles, composta por ruas pré-determinadas por um sistema.

 

Em torno das 10h30min, Débora começa a percorrer os 5 quilômetros entre as ruas do bairro Rosário e tem como desafio diário a numeração desordenada das casas. Além disso, precisa enfrentar o inimigo número 1 do carteiro: os cachorros. “São três a quatro horas na rua. Quando vem muita coisa chega a cinco horas. Depois a gente retorna e trabalha aproximadamente mais uma hora dentro da agência para prestar contas”, diz.

 

 Para aqueles que apostam no fim das correspondências tradicionais diante das novas tecnologias de comunicação, a notícia é que os Correios não param de crescer. É o que verifica o gerente do Centro de Distribuição Domiciliária de Santa Maria, Eliseu de Oliveira, que possui 23 anos de experiência no ramo. “A questão de cartas pessoais, com certeza esses objetos são cada vez menores dentro do nosso fluxo, mas em compensação todos os objetos oriundos de empresas garantem um crescimento anual”, explica.  Isso se deve às facilidades proporcionadas por sites que comercializam produtos de todos os gêneros. As pessoas realizam as compras e recebem a encomenda nas suas casas através dos Correios.

* 8 de abril – Dia do Correio

O decreto que instituiu a Nova Regulação do Correio foi proclamado em 8 de abril de 1805, em Lisboa, Portugal. É por isso que a data foi escolhida para comemorar o Dia do Correio. O sistema de correios terrestres no Brasil começou a ser organizado em 1798, assim como a correspondência marítima entre Rio de Janeiro e Lisboa e, mais tarde, entre outras cidades do Brasil e Portugal. A primeira agência postal brasileira foi criada no mesmo ano, na cidade de Campos (RJ).

Fonte:Livro: A origem de Datas e Festas
               Autor: Marcelo Duarte


Fotos: Giuliano Olivar (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 A história de troca de correspondências no Brasil se confunde com a própria história do país. Os primeiros registros datam do período colonial, onde Pero Vaz de Caminha relatava experiências da terra recém descoberta ao rei de Portugal. Hoje, mais de 500 anos depois da primeira carta, assistimos a adaptação dos serviços postais a um cenário que exige cada vez mais agilidade. Para celebrar o Dia dos Correios*, comemorado em 8 de abril, a Agência CentralSul foi conferir como funciona o trabalho dentro de uma Agência dos Correios em Santa Maria.

 As portas da Agência dos Correios da rua Venâncio Aires abrem às 9 horas para o atendimento ao público, mas a rotina de trabalho da carteira Débora Raubach começa mais cedo, às 7h30min, horário em que chega ao Centro de Distribuição Domiciliária (CDD) de Santa Maria. É lá que ela tem a missão de fazer a triagem das cartas e ordená-las para a entrega.

 

 Mas o trabalho no CDD começa ainda na madrugada, quando uma equipe de seis pessoas recebe as cargas com aproximadamente 33 mil cartas simples e 1.500 registradas. De Porto Alegre vem o material que é classificado como carta, e de Passo Fundo o que é considerado impresso.  É preciso separar tudo e encaminhar às unidades realizam a distribuição, o CDD Dores ou CDD Santa Maria. Cada uma dessas unidades é responsável por cinco grupamentos por faixas-Cep. Por exemplo: no CDD Santa Maria, as cartas são agrupadas de acordo com o Cep. 97010, 97015, 97020, 97030, 97040.  Após, cabe aos carteiros realizarem uma nova triagem de acordo com o distrito e a sequência numérica das casas, isto é, a região de abrangência da cada um deles, composta por ruas pré-determinadas por um sistema.

 

Em torno das 10h30min, Débora começa a percorrer os 5 quilômetros entre as ruas do bairro Rosário e tem como desafio diário a numeração desordenada das casas. Além disso, precisa enfrentar o inimigo número 1 do carteiro: os cachorros. “São três a quatro horas na rua. Quando vem muita coisa chega a cinco horas. Depois a gente retorna e trabalha aproximadamente mais uma hora dentro da agência para prestar contas”, diz.

 

 Para aqueles que apostam no fim das correspondências tradicionais diante das novas tecnologias de comunicação, a notícia é que os Correios não param de crescer. É o que verifica o gerente do Centro de Distribuição Domiciliária de Santa Maria, Eliseu de Oliveira, que possui 23 anos de experiência no ramo. “A questão de cartas pessoais, com certeza esses objetos são cada vez menores dentro do nosso fluxo, mas em compensação todos os objetos oriundos de empresas garantem um crescimento anual”, explica.  Isso se deve às facilidades proporcionadas por sites que comercializam produtos de todos os gêneros. As pessoas realizam as compras e recebem a encomenda nas suas casas através dos Correios.

* 8 de abril – Dia do Correio

O decreto que instituiu a Nova Regulação do Correio foi proclamado em 8 de abril de 1805, em Lisboa, Portugal. É por isso que a data foi escolhida para comemorar o Dia do Correio. O sistema de correios terrestres no Brasil começou a ser organizado em 1798, assim como a correspondência marítima entre Rio de Janeiro e Lisboa e, mais tarde, entre outras cidades do Brasil e Portugal. A primeira agência postal brasileira foi criada no mesmo ano, na cidade de Campos (RJ).

Fonte:Livro: A origem de Datas e Festas
               Autor: Marcelo Duarte


Fotos: Giuliano Olivar (Laboratório de Fotografia e Memória)