Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Professora de Jornalismo em Congresso Internacional sobre América Latina

No ano em que as atenções ao Brasil estavam voltadas apenas para definir as locações da sede para a Copa do Mundo de 2014, o país recebe pela primeira vez um Congresso Internacional que “estuda” a América Latina. É o XXVIII Congresso Internacional da Associação de Estudos Latino-Americanos da Lasa– Latino American Studies Association.

 O congresso será realizado nesta semana, dias 11 a 14 de junho, no Rio de Janeiro. A professora de Jornalismo da Unifra, Liliane Dutra Brignol, participa de uma mesa e fala sobre "Redes sociais de migrantes latino-americanos em Barcelona: construindo identidades", assunto de sua tese de doutorado.

A pesquisadora estuda os usos da internet por migrantes latino-americanos, desenvolvido pelo Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos. Liliane explica que é “o papel da internet na vida dos latino- americanos que moram em outros lugares, como na Espanha e região metropolitana de Porto Alegre”. Lugares que tem realidades diferentes, política, econômica e de migração, e ressalta que a intenção não é comparar.

Além disso, Liliane analisa as questões de identidade, o que se reflete em como as pessoas usam a internet. “Que latino-americanos são esses?”. Ela conta que existem sites nos quais os migrantes contam suas experiências sobre as formas de migração: “Existem associações reunidas na internet, em Barcelona, na Espanha, é forte a tendência a formar comunidades não só de convívio social, como lista de discussões, vantagens e desvantagens da migração, a convivência”. 

Hoje se percebe as diferenças na migração. A professora explica que “o trabalho de convivência com diferentes migrações, algo que é próprio da história humana, ganha impacto. Maior facilidade de informação e facilidades de migração. Busco que maneira a internet participa e tem influência na migração”.

Surgiram as comunidades transnacionais. “As pessoas, hoje, não perdem mais o vínculo com a comunidade que deixaram, como os italianos faziam, ao embarcar nos navios”, exemplifica Liliane. São os usos básicos da comunicação, as pessoas mantêm o vínculo, é unanimidade a influência da internet. “Muitos migrantes utilizam blogs, além dos sites de relacionamento e de redes sociais”, complementa.

 

A mesa de discussões da qual a pesquisadora participa – Ethnicity/race, gender and class in migration contexts: Europe & North América (“Etnicidade, raça, gênero e classe no contexto da migração: Europa e América do Norte”) –  reflete as migrações contemporâneas, implicações políticas, econômicas e culturais em todo o mundo. Definição sobre os estudos da mesa: “O que são os americanos latinos? Os americanos latinos, latinos e sud-americanos são o mesmo e em que contextos? Brasileiros são os americanos latinos para sociedades anfitriãs e para eles? Como a imigração americana latina para a Europa aumentou, a mesa propoe comparar identidades relacionadas a esses assuntos em ambos os continentes.

 

O congresso da Lasa reúne os pesquisadores de diferentes areas que estudam a América Latina. A maioria dos encontros foram realizados nos Estados Unidos, país sede da Associação. O primeiro congresso foi realizado em 1968, em New York City. No ano passado o congresso foi realizado em Montreal, no Canadá.

 

Foto: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)  

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No ano em que as atenções ao Brasil estavam voltadas apenas para definir as locações da sede para a Copa do Mundo de 2014, o país recebe pela primeira vez um Congresso Internacional que “estuda” a América Latina. É o XXVIII Congresso Internacional da Associação de Estudos Latino-Americanos da Lasa– Latino American Studies Association.

 O congresso será realizado nesta semana, dias 11 a 14 de junho, no Rio de Janeiro. A professora de Jornalismo da Unifra, Liliane Dutra Brignol, participa de uma mesa e fala sobre "Redes sociais de migrantes latino-americanos em Barcelona: construindo identidades", assunto de sua tese de doutorado.

A pesquisadora estuda os usos da internet por migrantes latino-americanos, desenvolvido pelo Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos. Liliane explica que é “o papel da internet na vida dos latino- americanos que moram em outros lugares, como na Espanha e região metropolitana de Porto Alegre”. Lugares que tem realidades diferentes, política, econômica e de migração, e ressalta que a intenção não é comparar.

Além disso, Liliane analisa as questões de identidade, o que se reflete em como as pessoas usam a internet. “Que latino-americanos são esses?”. Ela conta que existem sites nos quais os migrantes contam suas experiências sobre as formas de migração: “Existem associações reunidas na internet, em Barcelona, na Espanha, é forte a tendência a formar comunidades não só de convívio social, como lista de discussões, vantagens e desvantagens da migração, a convivência”. 

Hoje se percebe as diferenças na migração. A professora explica que “o trabalho de convivência com diferentes migrações, algo que é próprio da história humana, ganha impacto. Maior facilidade de informação e facilidades de migração. Busco que maneira a internet participa e tem influência na migração”.

Surgiram as comunidades transnacionais. “As pessoas, hoje, não perdem mais o vínculo com a comunidade que deixaram, como os italianos faziam, ao embarcar nos navios”, exemplifica Liliane. São os usos básicos da comunicação, as pessoas mantêm o vínculo, é unanimidade a influência da internet. “Muitos migrantes utilizam blogs, além dos sites de relacionamento e de redes sociais”, complementa.

 

A mesa de discussões da qual a pesquisadora participa – Ethnicity/race, gender and class in migration contexts: Europe & North América (“Etnicidade, raça, gênero e classe no contexto da migração: Europa e América do Norte”) –  reflete as migrações contemporâneas, implicações políticas, econômicas e culturais em todo o mundo. Definição sobre os estudos da mesa: “O que são os americanos latinos? Os americanos latinos, latinos e sud-americanos são o mesmo e em que contextos? Brasileiros são os americanos latinos para sociedades anfitriãs e para eles? Como a imigração americana latina para a Europa aumentou, a mesa propoe comparar identidades relacionadas a esses assuntos em ambos os continentes.

 

O congresso da Lasa reúne os pesquisadores de diferentes areas que estudam a América Latina. A maioria dos encontros foram realizados nos Estados Unidos, país sede da Associação. O primeiro congresso foi realizado em 1968, em New York City. No ano passado o congresso foi realizado em Montreal, no Canadá.

 

Foto: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)