Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Santa Maria Vídeo e Cinema: festival começa hoje

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

A oitava edição do Santa Maria Vídeo e Cinema (SMVC)
ocorre de hoje, 23, a
28 de novembro. Este ano, com o tema “Da película ao pixel”, mais de 390
produções foram inscritas para as Mostras Competitivas: um recorde na história
do festival. O homenageado nacional desta edição é o cineasta Silvio Tendler. A
escolha da homenageada local, a atriz Manuela do Monte, busca
valorizar e incentivar mais talentos da cidade.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Com participantes do Brasil,
Argentina, Paraguai e Uruguai, o Fórum Entre Fronteiras, existente há dois anos
paralelo ao evento, tornou-se um dos principais encontros de debate sobre a
produção audiovisual na América do Sul. Luiz Alberto Cassol, coordenador geral
do SMVC, afirma que são iniciativas colaborativas como esta que fazem o
festival crescer a cada ano. “A ideia do Entre Fronteiras é muito bonita. Tem
tudo a ver com a proposta do SMVC. São iniciativas colaborativas, cooperativas,
associativas, que pensam muito no coletivo. E isso é a cara do festival”,
comenta.

Com
a proposta de democratização do acesso do público ao audiovisual, o SMVC tem
como tema desta edição as mudanças nas produções audiovisuais com as novas
tecnologias digitais. O acesso fácil a câmeras digitais, celulares e programas
de edição de vídeo consolida a descentralização da produção cinematográfica no
país. Mas essa transformação não é vista com maus olhos. Pelo contrário, é tida
como um ponto positivo dentro da proposta de democratização do festival. “Hoje,
tu podes produzir com câmeras fotográficas, de celular, de vídeo, câmeras de
cinema e tantas outras possibilidades. Então, o festival quer fazer essa
discussão. Quer reforçar o quanto é importante as múltiplas
possibilidades  na realização. Tendo a dimensão certa do que continua
valendo é uma boa ideia, um bom argumento, um roteiro
bem desenvolvido”, reforça Cassol.                                                                                                                                 

É com esta ideia que a
Mostra na Internet do 8º Santa Maria Vídeo e Cinema é vista como uma
oportunidade para “diretores” de qualquer parte do mundo serem vistos durante o
festival. Os trabalhos, que serão postados no YouTube, devem ter no máximo 2
minutos. Os 10 melhores vídeos serão divulgados no site http://www.smvc.org.br e o grande vencedor
será escolhido por um júri formado por integrantes da Coordenação e produção do
Festival.

 

Troféu Vento Norte: reconhecimento profissional e de talento local

 

A
entrega do Troféu Vento Norte à homenageada local desta edição, a atriz Manuela
do Monte tem um significado especial. Manuela foi a protagonista do primeiro
longa-metragem produzido em
Santa Maria, com uma equipe local. O filme “Manhã
Transfigurada
” de direção do cineasta Sérgio de Assis Brasil, foi um desafio
para a atriz, que estreava sua carreira profissional. “A Manuela receber o
Troféu Vento Norte é uma honra para ela e para nós que organizamos o festival.
Também queremos com essa homenagem reverenciar toda a equipe do ‘Manhã
Transfigurada’. O filme é uma conquista de toda a cidade. O festival
quer valorizar ainda mais essa produção”, conta Luiz Alberto Cassol,
coordenador do SMVC.

Com
apenas 16 anos, na época, Manuela do Monte entrou para a história do cinema
santa-mariense como a primeira mulher protagonista de um filme da cidade. “Foi
um desafio e uma grande oportunidade de vivenciar e sentir o gostinho desta
profissão. Acompanhar o lançamento nacional de ‘Manhã’ é uma vitória e esta
homenagem do festival é para mim a comemoração. Junto comigo estão sendo
homenageados todos que de alguma forma colaboraram para esta realização”,
confessa a atriz, que estará presente numa sessão especial do filme com
exibição gratuita no 8º SMVC.

Por levar o nome de Santa Maria
pelo país, através de trabalhos e dedicação, Manuela será homenageada durante a
abertura oficial do evento, nesta segunda-feira, 23, no Theatro Treze de Maio. A
entrega do troféu à jovem atriz busca incentivar muitos outros talentos de
Santa Maria.

A santa-mariense conta que sempre
esteve envolvida com produções artísticas na cidade, até ter sido descoberta no
Instituto Municipal de Artes Eduardo Trevisan (IMAET) por Sérgio e convidada
para fazer o teste para o papel de Camila no “Manhã”. “Acho importante falar
desta escola de artes mantida pelo município, ela atua de maneira muito
positiva na formação dos jovens, estimula a criação e a autoconfiança, além de
poder proporcionar oportunidades como foi o meu caso”, diz.

Agora Manuela está no quarto
semestre da faculdade de Teatro e também faz parte de um grupo de teatro
chamado ‘Adondevamos?’. “Estreamos nossa primeira peça há dois meses e agora
estou me aventurando no ramo da produção para tentar levá-la adiante”, conta.

Mais 

A sessão especial do filme Manhã Transfigurada será exibida no Arcoplex Cinema, no Royal Plaza
Shopping, no sábado (28), às 17h.
A lotação máxima da sessão será de 150 pessoas, portanto, quem não quiser
perder essa oportunidade deve retirar sua senha na Sala de Produção do 8º SMVC,
nº 6 do Hotel Itaimbé, a partir de quinta-feira (26).

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

A oitava edição do Santa Maria Vídeo e Cinema (SMVC)
ocorre de hoje, 23, a
28 de novembro. Este ano, com o tema “Da película ao pixel”, mais de 390
produções foram inscritas para as Mostras Competitivas: um recorde na história
do festival. O homenageado nacional desta edição é o cineasta Silvio Tendler. A
escolha da homenageada local, a atriz Manuela do Monte, busca
valorizar e incentivar mais talentos da cidade.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Com participantes do Brasil,
Argentina, Paraguai e Uruguai, o Fórum Entre Fronteiras, existente há dois anos
paralelo ao evento, tornou-se um dos principais encontros de debate sobre a
produção audiovisual na América do Sul. Luiz Alberto Cassol, coordenador geral
do SMVC, afirma que são iniciativas colaborativas como esta que fazem o
festival crescer a cada ano. “A ideia do Entre Fronteiras é muito bonita. Tem
tudo a ver com a proposta do SMVC. São iniciativas colaborativas, cooperativas,
associativas, que pensam muito no coletivo. E isso é a cara do festival”,
comenta.

Com
a proposta de democratização do acesso do público ao audiovisual, o SMVC tem
como tema desta edição as mudanças nas produções audiovisuais com as novas
tecnologias digitais. O acesso fácil a câmeras digitais, celulares e programas
de edição de vídeo consolida a descentralização da produção cinematográfica no
país. Mas essa transformação não é vista com maus olhos. Pelo contrário, é tida
como um ponto positivo dentro da proposta de democratização do festival. “Hoje,
tu podes produzir com câmeras fotográficas, de celular, de vídeo, câmeras de
cinema e tantas outras possibilidades. Então, o festival quer fazer essa
discussão. Quer reforçar o quanto é importante as múltiplas
possibilidades  na realização. Tendo a dimensão certa do que continua
valendo é uma boa ideia, um bom argumento, um roteiro
bem desenvolvido”, reforça Cassol.                                                                                                                                 

É com esta ideia que a
Mostra na Internet do 8º Santa Maria Vídeo e Cinema é vista como uma
oportunidade para “diretores” de qualquer parte do mundo serem vistos durante o
festival. Os trabalhos, que serão postados no YouTube, devem ter no máximo 2
minutos. Os 10 melhores vídeos serão divulgados no site http://www.smvc.org.br e o grande vencedor
será escolhido por um júri formado por integrantes da Coordenação e produção do
Festival.

 

Troféu Vento Norte: reconhecimento profissional e de talento local

 

A
entrega do Troféu Vento Norte à homenageada local desta edição, a atriz Manuela
do Monte tem um significado especial. Manuela foi a protagonista do primeiro
longa-metragem produzido em
Santa Maria, com uma equipe local. O filme “Manhã
Transfigurada
” de direção do cineasta Sérgio de Assis Brasil, foi um desafio
para a atriz, que estreava sua carreira profissional. “A Manuela receber o
Troféu Vento Norte é uma honra para ela e para nós que organizamos o festival.
Também queremos com essa homenagem reverenciar toda a equipe do ‘Manhã
Transfigurada’. O filme é uma conquista de toda a cidade. O festival
quer valorizar ainda mais essa produção”, conta Luiz Alberto Cassol,
coordenador do SMVC.

Com
apenas 16 anos, na época, Manuela do Monte entrou para a história do cinema
santa-mariense como a primeira mulher protagonista de um filme da cidade. “Foi
um desafio e uma grande oportunidade de vivenciar e sentir o gostinho desta
profissão. Acompanhar o lançamento nacional de ‘Manhã’ é uma vitória e esta
homenagem do festival é para mim a comemoração. Junto comigo estão sendo
homenageados todos que de alguma forma colaboraram para esta realização”,
confessa a atriz, que estará presente numa sessão especial do filme com
exibição gratuita no 8º SMVC.

Por levar o nome de Santa Maria
pelo país, através de trabalhos e dedicação, Manuela será homenageada durante a
abertura oficial do evento, nesta segunda-feira, 23, no Theatro Treze de Maio. A
entrega do troféu à jovem atriz busca incentivar muitos outros talentos de
Santa Maria.

A santa-mariense conta que sempre
esteve envolvida com produções artísticas na cidade, até ter sido descoberta no
Instituto Municipal de Artes Eduardo Trevisan (IMAET) por Sérgio e convidada
para fazer o teste para o papel de Camila no “Manhã”. “Acho importante falar
desta escola de artes mantida pelo município, ela atua de maneira muito
positiva na formação dos jovens, estimula a criação e a autoconfiança, além de
poder proporcionar oportunidades como foi o meu caso”, diz.

Agora Manuela está no quarto
semestre da faculdade de Teatro e também faz parte de um grupo de teatro
chamado ‘Adondevamos?’. “Estreamos nossa primeira peça há dois meses e agora
estou me aventurando no ramo da produção para tentar levá-la adiante”, conta.

Mais 

A sessão especial do filme Manhã Transfigurada será exibida no Arcoplex Cinema, no Royal Plaza
Shopping, no sábado (28), às 17h.
A lotação máxima da sessão será de 150 pessoas, portanto, quem não quiser
perder essa oportunidade deve retirar sua senha na Sala de Produção do 8º SMVC,
nº 6 do Hotel Itaimbé, a partir de quinta-feira (26).