Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

São Braz promove sensibilização junto às escolas

Preservação ambiental, respeito
aos animais e consciência ecológica são palavras chaves quando se
fala do Criadouro Conservacionista São Braz . Localizado em Santa Maria,
o criadouro abriga aproximadamente 600 animais de 162 espécies. O São
Braz é fechado a visitações públicas, aceitando somente escolas
da região. A diversidade, a beleza e o monumento à liberdade feito
de gaiolas, chama a atenção dos visitantes.

O projeto do criadouro iniciou
em 1995, apenas com aves. Mas, em 2000, o ambientalista e idealizador Santos
de Jesus Braz da Silva, conhecido como Braz, viu que precisava salvar
outras espécies dos abusos cometidos pelos homens: “Eu acredito na
lei do retorno. Quando “piá” também matei animais e achei
importante né, vendo o sofrimento dos bichos, o que esses humanos são
capazes de fazer. Passei então a preservar eles e tratar deles como
ente da nossa família“, comenta Braz.


Os animais que vêm para o
criadouro são vítimas de maus tratos, posse ilegal ou tráfico de
animais silvestres. Um dos casos mais tristes é do leão Rambo, que chegou
esse ano ao criadouro. “O Rambo veio esse ano, sem unhas, sem dentes
e está cego por causa da roda de fogo do circo em que ele estava. Ele
está com 21 anos, é um vovô que se não fosse recolhido por nós
iria ser sacrificado”, salienta o ambientalista.

A professora Viviane Costa,
do Colégio Franciscano Santana, levou os alunos ao São Braz para que
eles adquiram uma consciência ecológica desde novos: “Essas visitas
são de suma importância porque as crianças aprendem enxergando essa
natureza bonita e o quanto ela está sendo maltratada e prejudicada
nesses tempos em que a gente está vivendo. Então, as crianças aqui
têm a oportunidade de ver de perto essa natureza abundante e o quanto
ela está sendo maltratada e, o que nós podemos fazer, principalmente,
para evitar essa destruição, esse mau trato, contra os animais e contra
a natureza”, argumenta a professora.


Mas o respeito à natureza
e aos animais não para por aí. Braz diz que vários projetos e campanhas
ecológicas são realizados para a sensibilização das pessoas:
“A gente tem vários projetos ecológicos aqui dentro. A gente fez
um trabalho ano passado com o IBAMA juntamente com a Receita Federal,
que foi a retirada de materiais predatórios da mão das crianças, onde
a gente dava em contrapartida brinquedos. Mas o projeto mesmo é a sensibilização
junto às escolas, não tem como você conscientizar sem sensibilizar
eles”, cometa Braz.

Para apadrinhar um animal entre
em contato com o Criadouro Conservacionista São Braz pelo telefone:
(0
55) 9967-7707.

Fotos: Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preservação ambiental, respeito
aos animais e consciência ecológica são palavras chaves quando se
fala do Criadouro Conservacionista São Braz . Localizado em Santa Maria,
o criadouro abriga aproximadamente 600 animais de 162 espécies. O São
Braz é fechado a visitações públicas, aceitando somente escolas
da região. A diversidade, a beleza e o monumento à liberdade feito
de gaiolas, chama a atenção dos visitantes.

O projeto do criadouro iniciou
em 1995, apenas com aves. Mas, em 2000, o ambientalista e idealizador Santos
de Jesus Braz da Silva, conhecido como Braz, viu que precisava salvar
outras espécies dos abusos cometidos pelos homens: “Eu acredito na
lei do retorno. Quando “piá” também matei animais e achei
importante né, vendo o sofrimento dos bichos, o que esses humanos são
capazes de fazer. Passei então a preservar eles e tratar deles como
ente da nossa família“, comenta Braz.


Os animais que vêm para o
criadouro são vítimas de maus tratos, posse ilegal ou tráfico de
animais silvestres. Um dos casos mais tristes é do leão Rambo, que chegou
esse ano ao criadouro. “O Rambo veio esse ano, sem unhas, sem dentes
e está cego por causa da roda de fogo do circo em que ele estava. Ele
está com 21 anos, é um vovô que se não fosse recolhido por nós
iria ser sacrificado”, salienta o ambientalista.

A professora Viviane Costa,
do Colégio Franciscano Santana, levou os alunos ao São Braz para que
eles adquiram uma consciência ecológica desde novos: “Essas visitas
são de suma importância porque as crianças aprendem enxergando essa
natureza bonita e o quanto ela está sendo maltratada e prejudicada
nesses tempos em que a gente está vivendo. Então, as crianças aqui
têm a oportunidade de ver de perto essa natureza abundante e o quanto
ela está sendo maltratada e, o que nós podemos fazer, principalmente,
para evitar essa destruição, esse mau trato, contra os animais e contra
a natureza”, argumenta a professora.


Mas o respeito à natureza
e aos animais não para por aí. Braz diz que vários projetos e campanhas
ecológicas são realizados para a sensibilização das pessoas:
“A gente tem vários projetos ecológicos aqui dentro. A gente fez
um trabalho ano passado com o IBAMA juntamente com a Receita Federal,
que foi a retirada de materiais predatórios da mão das crianças, onde
a gente dava em contrapartida brinquedos. Mas o projeto mesmo é a sensibilização
junto às escolas, não tem como você conscientizar sem sensibilizar
eles”, cometa Braz.

Para apadrinhar um animal entre
em contato com o Criadouro Conservacionista São Braz pelo telefone:
(0
55) 9967-7707.

Fotos: Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)