Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

7 de abril, dia do jornalista

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Nesta
quarta comemora-se o dia do jornalista. Os profissionais da notícia celebram
essa data por seu trabalho, dedicação de coletar, redigir, editar, publicar
suas matérias, buscar informações e transmitir a verdade à sociedade. Porém não
deixam de pensar no passado recente, no qual a obrigatoriedade do diploma do curso superior de Jornalismo
foi extinta por determinação do Supremo Tribunal Federal.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Quem mais reflete por essa
decisão são os estudantes de Jornalismo, que algumas vezes ficam inseguros.
Mas, nem sempre são esses os pensamentos, alguns acreditam que independente do
que ocorreu, o profissional será valorizado por sua formação e isso fará a
diferença.

É o caso da estudante Carolina
Brum Correa, 20 anos. Ela acredita que quem tem uma formação profissional terá um
diferencial a mais para conquistar uma vaga no mercado de trabalho, já que
cursou o ensino superior. “No final vai ser valorizado quem tem a faculdade”,
diz Carolina.

Concorda o estudante Fabiano
Bohrer, 24 anos. “É fundamental o diploma, muito importante para os cursos”.
Diz ainda que a formação na área traz muito mais conhecimento e embasamentos
para formar um bom profissional.

 

O professor de Jornalismo do
Centro Universitário Franciscano, Gilson Piber, salienta que o trabalho na
faculdade continua o mesmo. “Sou a favor do diploma, mas ele não é garantia de
emprego”. Para a profª Daniela Hinerasky "a data é importante para refletir que a profissão de jornalista é um trabalho árduo de construção de conhecimento, de aprendizado de práticas, de reflexão crítica. A gente se torna jornalista no dia a dia."

 

A aluna Gabriela Medeiros Perufo,
20 anos, que é integrante do Núcleo de Estudantes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, diz que o diploma é merecido para os
jornalistas, por que valoriza a profissão como qualquer outra. “O Jornalismo
não é só a técnica, mas um conjunto de coisas como a teoria e a ética”,
ressalta Gabriela.

 

No dia 17 de junho de 2009, por decisão do
Supremo Tribunal Federal, o diploma de Jornalismo não é obrigatório para o
exercício da profissão. Desde então, manifestações em todo país vem sendo
realizadas para reverter essa situação.
 
Fotos: Camilla Guterres (Laboratório de Fotografia e Memória)

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Nesta
quarta comemora-se o dia do jornalista. Os profissionais da notícia celebram
essa data por seu trabalho, dedicação de coletar, redigir, editar, publicar
suas matérias, buscar informações e transmitir a verdade à sociedade. Porém não
deixam de pensar no passado recente, no qual a obrigatoriedade do diploma do curso superior de Jornalismo
foi extinta por determinação do Supremo Tribunal Federal.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Quem mais reflete por essa
decisão são os estudantes de Jornalismo, que algumas vezes ficam inseguros.
Mas, nem sempre são esses os pensamentos, alguns acreditam que independente do
que ocorreu, o profissional será valorizado por sua formação e isso fará a
diferença.

É o caso da estudante Carolina
Brum Correa, 20 anos. Ela acredita que quem tem uma formação profissional terá um
diferencial a mais para conquistar uma vaga no mercado de trabalho, já que
cursou o ensino superior. “No final vai ser valorizado quem tem a faculdade”,
diz Carolina.

Concorda o estudante Fabiano
Bohrer, 24 anos. “É fundamental o diploma, muito importante para os cursos”.
Diz ainda que a formação na área traz muito mais conhecimento e embasamentos
para formar um bom profissional.

 

O professor de Jornalismo do
Centro Universitário Franciscano, Gilson Piber, salienta que o trabalho na
faculdade continua o mesmo. “Sou a favor do diploma, mas ele não é garantia de
emprego”. Para a profª Daniela Hinerasky "a data é importante para refletir que a profissão de jornalista é um trabalho árduo de construção de conhecimento, de aprendizado de práticas, de reflexão crítica. A gente se torna jornalista no dia a dia."

 

A aluna Gabriela Medeiros Perufo,
20 anos, que é integrante do Núcleo de Estudantes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, diz que o diploma é merecido para os
jornalistas, por que valoriza a profissão como qualquer outra. “O Jornalismo
não é só a técnica, mas um conjunto de coisas como a teoria e a ética”,
ressalta Gabriela.

 

No dia 17 de junho de 2009, por decisão do
Supremo Tribunal Federal, o diploma de Jornalismo não é obrigatório para o
exercício da profissão. Desde então, manifestações em todo país vem sendo
realizadas para reverter essa situação.
 
Fotos: Camilla Guterres (Laboratório de Fotografia e Memória)

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4