Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Câmara discute revitalização da avenida Rio Branco

O Plenário da Câmara Municipal de Vereadores promoveu uma audiência pública para discutir a Revitalização da Avenida Rio Branco e de outras ruas em Santa Maria. Foi na tarde dessa quarta-feira,  28 de abril.


Os assuntos em debate foram as construções inacabadas, a fiscalização de prédios inabitados, a reforma de prédios públicos e leis de incentivo para revitalizar o comércio. Foi apresentado um novo projeto de arquitetura e urbanismo para o centro da cidade.

"Temos problemas nas estruturas das paradas de ônibus na avenida Rio Branco e no trânsito na rua Andradas que pára quando os ônibus param. Temos a questão dos camelódromos. Precisamos pensar nos carrinhos de lanche, nos churrasquinhos do centro da cidade que alimentam o consumo dos estudantes, como será?", questiona o vice-presidente da Câmara, João Carlos Maciel, preocupado com a ausência do público para debater.

Os demais vereadores que integraram a Comissão foram Sérgio Cechin (presidente), Admar Pozzobom, Jorge Trindade e Helen Cabral. Contou ainda com a participação das vereadoras Sandra Rebelato, Maria de Lourdes Castro e do vereador Werner Rempel.

O projeto que terá um gasto estimado em R$ 1,3 milhão, proveniente de emenda parlamentar de R$ 1,2milhão e o restante do município, tem previsão para o início em junho deste ano. Segundo o presidente do Escritório da Cidade, engenheiro Júlio Rasquin, trata-se de um projeto ousado, com a reconstituição dos passeios e canteiros com maior durabilidade e da valorização dos monumentos históricos. Reorganização do imobiliário urbano, com a recolocação de bancos novos, iluminação, canteiros centrais e nas vias laterais. Haverá a requalificação paisagística em que será retirada a vegetação plantada indiscriminadamente e que acabou causando poluição visual. As calçadas existentes serão fiscalizadas e as novas calçadas terão somente um padrão. "Vamos pensar também em um padrão de comunicação visual para as empresas adequarem suas placas conforme suas fachadas", explica Júlio.

 "Essa é a hora de debater. Cadê os moradores e os empresários dessa cidade? Onde está a Cacism?", reclama João Carlos Maciel, sobre o público escasso e a pouca participação da comunidade no encontro.

O presidente do Clube dos Dirigentes Lojistas (CDL), Cezar Ghen, comentou sobre o incentivo que será dado às micro e pequenas empresas e aos trabalhadores informais, que deverão sair da avenida Rio Branco, conforme o projeto. A vereadora Maria de Lourdes Castro salientou a importância do projeto e a certeza de que os camelôs terão ganhos de qualidade de vida e de trabalho no Shopping Popular.

As ruas que farão parte dessas implantações e modificações serão: Venâncio Aires, Andradas, Vale Machado, Silva Jardim, Daudt, Treze de Maio, avenida Rio Branco e Acampamento.

 

Fotos: Daiane Costa (Agência CentralSul)


LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Plenário da Câmara Municipal de Vereadores promoveu uma audiência pública para discutir a Revitalização da Avenida Rio Branco e de outras ruas em Santa Maria. Foi na tarde dessa quarta-feira,  28 de abril.


Os assuntos em debate foram as construções inacabadas, a fiscalização de prédios inabitados, a reforma de prédios públicos e leis de incentivo para revitalizar o comércio. Foi apresentado um novo projeto de arquitetura e urbanismo para o centro da cidade.

"Temos problemas nas estruturas das paradas de ônibus na avenida Rio Branco e no trânsito na rua Andradas que pára quando os ônibus param. Temos a questão dos camelódromos. Precisamos pensar nos carrinhos de lanche, nos churrasquinhos do centro da cidade que alimentam o consumo dos estudantes, como será?", questiona o vice-presidente da Câmara, João Carlos Maciel, preocupado com a ausência do público para debater.

Os demais vereadores que integraram a Comissão foram Sérgio Cechin (presidente), Admar Pozzobom, Jorge Trindade e Helen Cabral. Contou ainda com a participação das vereadoras Sandra Rebelato, Maria de Lourdes Castro e do vereador Werner Rempel.

O projeto que terá um gasto estimado em R$ 1,3 milhão, proveniente de emenda parlamentar de R$ 1,2milhão e o restante do município, tem previsão para o início em junho deste ano. Segundo o presidente do Escritório da Cidade, engenheiro Júlio Rasquin, trata-se de um projeto ousado, com a reconstituição dos passeios e canteiros com maior durabilidade e da valorização dos monumentos históricos. Reorganização do imobiliário urbano, com a recolocação de bancos novos, iluminação, canteiros centrais e nas vias laterais. Haverá a requalificação paisagística em que será retirada a vegetação plantada indiscriminadamente e que acabou causando poluição visual. As calçadas existentes serão fiscalizadas e as novas calçadas terão somente um padrão. "Vamos pensar também em um padrão de comunicação visual para as empresas adequarem suas placas conforme suas fachadas", explica Júlio.

 "Essa é a hora de debater. Cadê os moradores e os empresários dessa cidade? Onde está a Cacism?", reclama João Carlos Maciel, sobre o público escasso e a pouca participação da comunidade no encontro.

O presidente do Clube dos Dirigentes Lojistas (CDL), Cezar Ghen, comentou sobre o incentivo que será dado às micro e pequenas empresas e aos trabalhadores informais, que deverão sair da avenida Rio Branco, conforme o projeto. A vereadora Maria de Lourdes Castro salientou a importância do projeto e a certeza de que os camelôs terão ganhos de qualidade de vida e de trabalho no Shopping Popular.

As ruas que farão parte dessas implantações e modificações serão: Venâncio Aires, Andradas, Vale Machado, Silva Jardim, Daudt, Treze de Maio, avenida Rio Branco e Acampamento.

 

Fotos: Daiane Costa (Agência CentralSul)