Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Candidatos contam com apoio da família

As 7h da manhã, os candidatos se encontravam na esquina da rua Silva Jardim. Era o início da disputa por uma das vagas oferecidas pela Unifra.

vest11_bibiane.jpg
A estudante Bibiana Camillo falou de suas expectativas para a prova. “É o meu primeiro vestibular na Unifra, estou confiante. Em relação à prova fiz uma revisão no curso pré-vestibular”, afirma a candidata a uma vaga no curso de Enfermagem. 

 

 

 

 

vest10_vera_mae.jpg

 

Alguns candidatos contaram com o apoio da família para amenizar o nervosismo. “É o primeiro vestibular da Mariana, ela está terminando o ensino médio e recebeu incentivo da professora para fazer a prova seletiva na instituição, porque o curso de Jornalismo daqui é muito bom.  Apesar do nervosismo ela está controlada, estudou muito, é esforçada. Estou esperançosa”, comenta Vera Lucia Pedrozzo da Silva.

 

vest11_marcia.jpg

 

”Minha filha vai tentar uma vaga no curso de Terapia Ocupacional. Vim apoiar ela nessa hora, estamos sempre juntos. A Patrícia está preparada, estudou muito para a prova espero que ela passe”, afirma Márcia Maidana.

 

 vest11_claudio.jpg

 

Também há candidatos que não são de primeira viagem e disputam uma vaga para complementar os conhecimentos de sua área. É o caso do dentista Claudio Capoeira, que tenta uma vaga no curso de Biomedicina. “O curso vai complementar o meu trabalho. Se conseguir entrar na instituição, pretendo ser professor. Não me preparei, vim com o conhecimento de provas passadas. Em História e Geografia vou ir pelo tato, Redação depende do tema. A prova seletiva precisa de preparação e o emocional tem que estar controlado. A cobrança de familiares e amigos atrapalha o desempenho do candidato. Fiz especialização, mestrado e alguns concursos e notei isso nos candidatos”, comenta o dentista.

Fotos: Laura Fabrício e Rômulo D’Avila (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As 7h da manhã, os candidatos se encontravam na esquina da rua Silva Jardim. Era o início da disputa por uma das vagas oferecidas pela Unifra.

vest11_bibiane.jpg
A estudante Bibiana Camillo falou de suas expectativas para a prova. “É o meu primeiro vestibular na Unifra, estou confiante. Em relação à prova fiz uma revisão no curso pré-vestibular”, afirma a candidata a uma vaga no curso de Enfermagem. 

 

 

 

 

vest10_vera_mae.jpg

 

Alguns candidatos contaram com o apoio da família para amenizar o nervosismo. “É o primeiro vestibular da Mariana, ela está terminando o ensino médio e recebeu incentivo da professora para fazer a prova seletiva na instituição, porque o curso de Jornalismo daqui é muito bom.  Apesar do nervosismo ela está controlada, estudou muito, é esforçada. Estou esperançosa”, comenta Vera Lucia Pedrozzo da Silva.

 

vest11_marcia.jpg

 

”Minha filha vai tentar uma vaga no curso de Terapia Ocupacional. Vim apoiar ela nessa hora, estamos sempre juntos. A Patrícia está preparada, estudou muito para a prova espero que ela passe”, afirma Márcia Maidana.

 

 vest11_claudio.jpg

 

Também há candidatos que não são de primeira viagem e disputam uma vaga para complementar os conhecimentos de sua área. É o caso do dentista Claudio Capoeira, que tenta uma vaga no curso de Biomedicina. “O curso vai complementar o meu trabalho. Se conseguir entrar na instituição, pretendo ser professor. Não me preparei, vim com o conhecimento de provas passadas. Em História e Geografia vou ir pelo tato, Redação depende do tema. A prova seletiva precisa de preparação e o emocional tem que estar controlado. A cobrança de familiares e amigos atrapalha o desempenho do candidato. Fiz especialização, mestrado e alguns concursos e notei isso nos candidatos”, comenta o dentista.

Fotos: Laura Fabrício e Rômulo D’Avila (Laboratório de Fotografia e Memória)