Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Ecotelhado é tema de palestra na Engenharia Ambiental

Uma das palestras realizadas ontem à tarde no simpósio do curso de Engenharia Ambiental foi com empresas do ramo ambiental que atuam na cidade. A empresa porto-alegrense Ecotelhado foi uma das participantes, pois segue os princípios da sustentabilidade, desenvolvendo produtos que ajudam a diminuir os danos causados pelo aquecimento global e o crescimento populacional nas grandes cidades.
 
 
 

Ecotelhado  é referência em infra-estrutura verde urbana no país. O produto que dá nome à empresa está presente em diversas e importantes construções no Brasil, como o sistema alveolar ecotelhado no Multi Palco – Theatro São Pedro na capital do Estado. Um dos benefícios do telhado verde é o conforto térmico e acústico para o interior do imóvel.

Além do telhado ecológico, a empresa conta também com outros produtos como o ecopavimento, ecoparede e o ecodreno. O material usado para a confecção desses produtos é reciclado. O engenheiro agrônomo representante da empresa Ecotelhado, João Manuel Link Feijó, ainda falou sobre uma pesquisa  realizada pelo Ibope onde os resultados demonstram que os brasileiros estão preocupados com os problemas ambientais.

“O tipo de planta usado é o cedro e outras gramíneas. Qualquer superfície que esteja em bom estado, exceto os telhados antigos que necessitam de reforma, podem receber o ecotelhado. Santa Maria tem potencial para esse tipo de obra”, afirma Feijó.

Recóleo

Logo em seguida foi a vez da Recóleo – que desenvolve um programa de recolhimento de óleo usado de cozinha – falar sobre sua atividade. O foco da empresa é a coleta e reciclagem do óleo de cozinha. Os proprietários conversaram sobre os três programas que a empresa realiza na cidade, sendo um deles na área comercial, que envolve bares, clubes, padarias, restaurantes e hotéis; o outro, na área de condomínios, que foca os grandes prédios da cidade; e o programa Bairros de Santa Maria onde já foram mapeados 45 bairros da cidade.

A empresa é privada e conta com o apoio da prefeitura. Os empresários também explicaram sobra a legislação que obriga estabelecimentos comercias a dar um destino “ambientalmente correto” ao óleo vegetal utilizado nesses estabelecimentos. Os representantes falaram sobre a vantagem da utilização do biodiesel, uma fonte renovável, com baixo risco de explosão e que colabora para a diminuição da poluição e efeito estufa.

 

Fotos: Jéssica Martini (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uma das palestras realizadas ontem à tarde no simpósio do curso de Engenharia Ambiental foi com empresas do ramo ambiental que atuam na cidade. A empresa porto-alegrense Ecotelhado foi uma das participantes, pois segue os princípios da sustentabilidade, desenvolvendo produtos que ajudam a diminuir os danos causados pelo aquecimento global e o crescimento populacional nas grandes cidades.
 
 
 

Ecotelhado  é referência em infra-estrutura verde urbana no país. O produto que dá nome à empresa está presente em diversas e importantes construções no Brasil, como o sistema alveolar ecotelhado no Multi Palco – Theatro São Pedro na capital do Estado. Um dos benefícios do telhado verde é o conforto térmico e acústico para o interior do imóvel.

Além do telhado ecológico, a empresa conta também com outros produtos como o ecopavimento, ecoparede e o ecodreno. O material usado para a confecção desses produtos é reciclado. O engenheiro agrônomo representante da empresa Ecotelhado, João Manuel Link Feijó, ainda falou sobre uma pesquisa  realizada pelo Ibope onde os resultados demonstram que os brasileiros estão preocupados com os problemas ambientais.

“O tipo de planta usado é o cedro e outras gramíneas. Qualquer superfície que esteja em bom estado, exceto os telhados antigos que necessitam de reforma, podem receber o ecotelhado. Santa Maria tem potencial para esse tipo de obra”, afirma Feijó.

Recóleo

Logo em seguida foi a vez da Recóleo – que desenvolve um programa de recolhimento de óleo usado de cozinha – falar sobre sua atividade. O foco da empresa é a coleta e reciclagem do óleo de cozinha. Os proprietários conversaram sobre os três programas que a empresa realiza na cidade, sendo um deles na área comercial, que envolve bares, clubes, padarias, restaurantes e hotéis; o outro, na área de condomínios, que foca os grandes prédios da cidade; e o programa Bairros de Santa Maria onde já foram mapeados 45 bairros da cidade.

A empresa é privada e conta com o apoio da prefeitura. Os empresários também explicaram sobra a legislação que obriga estabelecimentos comercias a dar um destino “ambientalmente correto” ao óleo vegetal utilizado nesses estabelecimentos. Os representantes falaram sobre a vantagem da utilização do biodiesel, uma fonte renovável, com baixo risco de explosão e que colabora para a diminuição da poluição e efeito estufa.

 

Fotos: Jéssica Martini (Laboratório de Fotografia e Memória)