Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Jornalista no Serviço Público gaúcho só com diploma

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 236/2009, que torna obrigatório o diploma de Jornalismo para servidores estaduais.
Agora, o PL de autoria do deputado Sandro Boka (PMDB) deverá ir para sanção da governadora Yeda Crusius (PSBD).

Sobre o resultado unânime, Sandro ficou surpreso, mas esperava uma
posição favorável da maioria dos deputados. “Confesso que fiquei
surpreso com a unanimidade, mas esperava uma certa aprovação porque
quando o STF derrubou o diploma, muitos deputados repudiaram a
decisão”, explica.

Para ele, com a aprovação do projeto, a Assembleia gaúcha “valoriza
a profissão”. O deputado também disse que pretende conversar com
municípios do estado para que a medida seja aplicada em todos os órgãos
públicos do estado.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio
Grande do Sul, José Maria Rodrigues Nunes, disse que a decisão da
Assembleia deve ser copiada por outros estados. “O Legislativo do Rio
Grande do Sul deu um exemplo que deve ser seguido por todo o País. Foi
uma resposta ao STF. Agora só precisamos fiscalizar para que essa lei
seja cumprida”.

Em contrapartida, PL do deputado estadual Sabá Reis (PR), que
propunha a mesma exigência para os órgãos públicos do Amazonas, foi
vetado pela Assembleia do Estado.

 
 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 236/2009, que torna obrigatório o diploma de Jornalismo para servidores estaduais.
Agora, o PL de autoria do deputado Sandro Boka (PMDB) deverá ir para sanção da governadora Yeda Crusius (PSBD).

Sobre o resultado unânime, Sandro ficou surpreso, mas esperava uma
posição favorável da maioria dos deputados. “Confesso que fiquei
surpreso com a unanimidade, mas esperava uma certa aprovação porque
quando o STF derrubou o diploma, muitos deputados repudiaram a
decisão”, explica.

Para ele, com a aprovação do projeto, a Assembleia gaúcha “valoriza
a profissão”. O deputado também disse que pretende conversar com
municípios do estado para que a medida seja aplicada em todos os órgãos
públicos do estado.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio
Grande do Sul, José Maria Rodrigues Nunes, disse que a decisão da
Assembleia deve ser copiada por outros estados. “O Legislativo do Rio
Grande do Sul deu um exemplo que deve ser seguido por todo o País. Foi
uma resposta ao STF. Agora só precisamos fiscalizar para que essa lei
seja cumprida”.

Em contrapartida, PL do deputado estadual Sabá Reis (PR), que
propunha a mesma exigência para os órgãos públicos do Amazonas, foi
vetado pela Assembleia do Estado.