Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Livro Livre apresenta Márcia Tiburi

Neste sábado, 1° de maio, quem
conversou com o público no Livro Livre da Feira do Livro de Santa Maria foi uma das apresentadoras do programa
Saia Justa, do canal GNT. A filósofa Márcia Tiburi, falou sobre seus livros, as
intenção de novos lançamentos, televisão e questões polêmicas como o aborto.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Bastante simpática com a
platéia, Márcia sentiu-se à vontade no bate-papo que levantou perguntas sobre
feminismo e educação, entre outras. Colocou seu ponto de vista sobre a leitura,
e ainda ressaltou a importância de escrever. Disse que é uma boa maneira
de ocupar o tempo e ao mesmo tempo se torna interessante. “Escrever é muito
bom, até mesmo na solidão”.

Sobre educação, expôs sua
indignação com a remuneração paga aos professores, e foi muito aplaudida.  “Educação não dá dinheiro, então por que eles
vão investir?”. Quando foi perguntada se era preocupada com sua imagem,
respondeu que sim, pois é uma pessoa pública e existem pessoas que não gostam
das outras de graça, sem motivos algum.

Mas a questão mais
polêmica da noite foi sobre o aborto. Ao ser questionada se era a favor ou
contra, Márcia disse que esse era um assunto bastante delicado, que deve ser
discutido, e revelou ser a favor da legalização. “Não sou a favor do aborto,
mas da legalização dele”, disse.

A filósofa contou também que
troca muitos conhecimentos com sua filha, de 13 anos. “A gente tem que trocar
idéia com essa garotada, eles têm bastante informação”. E falou que a única
televisão que tem em casa fica no quarto da filha, pois ela não costuma ver,
prefere ler livros.

No final do bate-papo foi
anunciado que Márcia faria uma sessão de autógrafos, e rapidamente formou-se
uma fila do lado do palco. As pessoas demonstraram carinho, pediam para tirar
fotos, o que era atendido pela convidada.

Márcia Tiburi é graduada em Filosofia e Artes e mestre e doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Publicou livros como
O Corpo Torturado e Mulheres, Filosofia ou Coisas do Gênero. É professora da
Universidade Mackenzie. 

 

 Fotos: Maiara Bersch (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Neste sábado, 1° de maio, quem
conversou com o público no Livro Livre da Feira do Livro de Santa Maria foi uma das apresentadoras do programa
Saia Justa, do canal GNT. A filósofa Márcia Tiburi, falou sobre seus livros, as
intenção de novos lançamentos, televisão e questões polêmicas como o aborto.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Bastante simpática com a
platéia, Márcia sentiu-se à vontade no bate-papo que levantou perguntas sobre
feminismo e educação, entre outras. Colocou seu ponto de vista sobre a leitura,
e ainda ressaltou a importância de escrever. Disse que é uma boa maneira
de ocupar o tempo e ao mesmo tempo se torna interessante. “Escrever é muito
bom, até mesmo na solidão”.

Sobre educação, expôs sua
indignação com a remuneração paga aos professores, e foi muito aplaudida.  “Educação não dá dinheiro, então por que eles
vão investir?”. Quando foi perguntada se era preocupada com sua imagem,
respondeu que sim, pois é uma pessoa pública e existem pessoas que não gostam
das outras de graça, sem motivos algum.

Mas a questão mais
polêmica da noite foi sobre o aborto. Ao ser questionada se era a favor ou
contra, Márcia disse que esse era um assunto bastante delicado, que deve ser
discutido, e revelou ser a favor da legalização. “Não sou a favor do aborto,
mas da legalização dele”, disse.

A filósofa contou também que
troca muitos conhecimentos com sua filha, de 13 anos. “A gente tem que trocar
idéia com essa garotada, eles têm bastante informação”. E falou que a única
televisão que tem em casa fica no quarto da filha, pois ela não costuma ver,
prefere ler livros.

No final do bate-papo foi
anunciado que Márcia faria uma sessão de autógrafos, e rapidamente formou-se
uma fila do lado do palco. As pessoas demonstraram carinho, pediam para tirar
fotos, o que era atendido pela convidada.

Márcia Tiburi é graduada em Filosofia e Artes e mestre e doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Publicou livros como
O Corpo Torturado e Mulheres, Filosofia ou Coisas do Gênero. É professora da
Universidade Mackenzie. 

 

 Fotos: Maiara Bersch (Laboratório de Fotografia e Memória)