Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

O frio chegou para ficar

Não são só os cariocas que quando vêm visitar  o sul no inverno, vestindo apenas moletons, sentem a diferença de temperatura em relação ao resto do país e reclamam do frio. Segundo o metereologista Daniel Caetano, na região sul o clima de inverno possui um frio mais intenso, devido a frequentes entradas de massas de ar polar que proporcionam as condições para ocorrer, por exemplo, geadas, nevoeiros e quedas de temperatura.

 

 

 

 

 

 

O inverno começou oficialmente dia 21 de junho, às 20h59min e, aqui em Santa Maria, no primeiro dia já fez frio com uma mínima de 3.8 °C e máxima de 16.9 °C. As temperaturas médias no sul variam de 5°C a 6°C – as mínimas – e de 15°C a 20°C as máximas.

Este inverno será sem El niño e sem La niña, segundo o metereologista Vagner Anabor, do Grupo de Modelagem Atmosférica de Santa Maria (GRUMA), que funciona no Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais (CRSPE –
INPE) localizado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O El niño e La niña são condições oceânicas que refletem na atmosfera e, segundo o metereologista, periodos com La niña, como no ano passado, são com menos chuvas e frio mais rigoroso. "Neste inverno temos uma situação dentro da normalidade, pois as temperaturas ficarão dentro da média, as chuvas ficarão levemente abaixo da média, mas não se pode descartar eventos extremos de frio e até com neve ou o acontecimento de um veranico", explica.

A ocorrência de neve costuma encantar as pessoas e chamar a atenção, inclusive da mídia, quando ocorre aqui no sul.  Vagner Anabor explica que a formação de neve é um fenômeno metereológico muito delicado e é preciso a sincronia de vários fatores.  A entrada de ar frio intensa, ou seja, que baixe a temperatura a pontos negativos, inclusive as próximas do solo, combinada com chuva do tipo garoa.

Na opinião do metereologista, os nevoeiros são o que mais marcam o inverno santa-mariense. “O ar frio acaba se acumulando na região baixa fazendo com que às 10 ou 11 horas tudo esteja coberto de nevoeiro”, diz.

 

 

 

 

Doe roupas neste inverno

O curso de Publicidade e Propaganda da Unifra está realizando uma campanha para arrecadação de roupas para o brechó do Centro de Educação Infantil Casa da Criança. O Centro ajuda e acolhe crianças de 6 meses a 6 anos e, para custear as alimentações, utiliza-se de um brechó, onde vende roupas a um valor simbólico. Quem tiver roupas que não usa mais é só procurar os pontos de arrecadações localizados no campus I e II da Unifra, no Totem Vestibulares e na Casa da Criança, e fazer a sua doação.
 
 
Fotos: Rômulo D’Avila (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não são só os cariocas que quando vêm visitar  o sul no inverno, vestindo apenas moletons, sentem a diferença de temperatura em relação ao resto do país e reclamam do frio. Segundo o metereologista Daniel Caetano, na região sul o clima de inverno possui um frio mais intenso, devido a frequentes entradas de massas de ar polar que proporcionam as condições para ocorrer, por exemplo, geadas, nevoeiros e quedas de temperatura.

 

 

 

 

 

 

O inverno começou oficialmente dia 21 de junho, às 20h59min e, aqui em Santa Maria, no primeiro dia já fez frio com uma mínima de 3.8 °C e máxima de 16.9 °C. As temperaturas médias no sul variam de 5°C a 6°C – as mínimas – e de 15°C a 20°C as máximas.

Este inverno será sem El niño e sem La niña, segundo o metereologista Vagner Anabor, do Grupo de Modelagem Atmosférica de Santa Maria (GRUMA), que funciona no Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais (CRSPE –
INPE) localizado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O El niño e La niña são condições oceânicas que refletem na atmosfera e, segundo o metereologista, periodos com La niña, como no ano passado, são com menos chuvas e frio mais rigoroso. "Neste inverno temos uma situação dentro da normalidade, pois as temperaturas ficarão dentro da média, as chuvas ficarão levemente abaixo da média, mas não se pode descartar eventos extremos de frio e até com neve ou o acontecimento de um veranico", explica.

A ocorrência de neve costuma encantar as pessoas e chamar a atenção, inclusive da mídia, quando ocorre aqui no sul.  Vagner Anabor explica que a formação de neve é um fenômeno metereológico muito delicado e é preciso a sincronia de vários fatores.  A entrada de ar frio intensa, ou seja, que baixe a temperatura a pontos negativos, inclusive as próximas do solo, combinada com chuva do tipo garoa.

Na opinião do metereologista, os nevoeiros são o que mais marcam o inverno santa-mariense. “O ar frio acaba se acumulando na região baixa fazendo com que às 10 ou 11 horas tudo esteja coberto de nevoeiro”, diz.

 

 

 

 

Doe roupas neste inverno

O curso de Publicidade e Propaganda da Unifra está realizando uma campanha para arrecadação de roupas para o brechó do Centro de Educação Infantil Casa da Criança. O Centro ajuda e acolhe crianças de 6 meses a 6 anos e, para custear as alimentações, utiliza-se de um brechó, onde vende roupas a um valor simbólico. Quem tiver roupas que não usa mais é só procurar os pontos de arrecadações localizados no campus I e II da Unifra, no Totem Vestibulares e na Casa da Criança, e fazer a sua doação.
 
 
Fotos: Rômulo D’Avila (Laboratório de Fotografia e Memória)