Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Procura por fitoterápicos diminuiu depois da polêmica na imprensa?

Depois da veiculação da série para o Fantástico, da Rede Globo, onde o Dr.
Dráuzio Varella falou dos contras dessa medicina natural, a procura por medicamentos fitoterápicos poderia diminuir, mas não foi bem o que aconteceu.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

“A procura até
aumentou depois dessa reportagem, as pessoas têm uma fé muito grande nesse tipo
de medicamento, vem de família, dos antigos que utilizavam só fitoterápicos”,
comenta a responsável da Farmácia Homeopática Cruz Vermelha de Santa Maria,
Marlise Braga Simonetty. 

Fitoterapia vem do idioma grego e quer dizer
"tratamento vegetal”. O uso de plantas medicinais na fitoterapia vai desde
as formas mais empíricas e tradicionais até as científicas. A fitoterapia acompanha a humanidade desde os povos
primitivos, que já utilizavam plantas medicinais para curar doenças e, hoje em
dia, vem ganhando cada vez mais popularidade no mundo todo. 

A
Fitoterapia já era conhecida e praticada pelas antigas civilizações. “É uma
cultura, não apenas uma moda”, comenta a farmacêutica responsável da farmácia
Drogacentro de Santa Maria, Narla Fontoura.

No
Brasil, desde março de 2004,
a Anvisa estabeleceu regulamentação para garantia da
qualidade dos medicamentos fitoterápicos para o consumidor. Para isso, exige a
reprodutibilidade dos fitoterápicos fabricados com os lotes desses medicamentos
produzidos com a mesma quantidade de um conjunto de moléculas denominado
marcador. “Outro critério obrigatório é a comprovação da eficácia e segurança
dos medicamentos fitoterápicos”, acrescenta Narla Fontoura.

Como qualquer medicamento, o mau uso de fitoterápicos pode
ocasionar problemas à saúde, como por exemplo: alterações na pressão arterial,
problemas no sistema nervoso central, fígado e rins e até mesmo morte.

Os cuidados também são os mesmos, como por exemplo: buscar informações com os profissionais de
saúde, seguir as orientações da bula e rotulagem e seguir corretamente os
cuidados de armazenamento.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Depois da veiculação da série para o Fantástico, da Rede Globo, onde o Dr.
Dráuzio Varella falou dos contras dessa medicina natural, a procura por medicamentos fitoterápicos poderia diminuir, mas não foi bem o que aconteceu.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

“A procura até
aumentou depois dessa reportagem, as pessoas têm uma fé muito grande nesse tipo
de medicamento, vem de família, dos antigos que utilizavam só fitoterápicos”,
comenta a responsável da Farmácia Homeopática Cruz Vermelha de Santa Maria,
Marlise Braga Simonetty. 

Fitoterapia vem do idioma grego e quer dizer
"tratamento vegetal”. O uso de plantas medicinais na fitoterapia vai desde
as formas mais empíricas e tradicionais até as científicas. A fitoterapia acompanha a humanidade desde os povos
primitivos, que já utilizavam plantas medicinais para curar doenças e, hoje em
dia, vem ganhando cada vez mais popularidade no mundo todo. 

A
Fitoterapia já era conhecida e praticada pelas antigas civilizações. “É uma
cultura, não apenas uma moda”, comenta a farmacêutica responsável da farmácia
Drogacentro de Santa Maria, Narla Fontoura.

No
Brasil, desde março de 2004,
a Anvisa estabeleceu regulamentação para garantia da
qualidade dos medicamentos fitoterápicos para o consumidor. Para isso, exige a
reprodutibilidade dos fitoterápicos fabricados com os lotes desses medicamentos
produzidos com a mesma quantidade de um conjunto de moléculas denominado
marcador. “Outro critério obrigatório é a comprovação da eficácia e segurança
dos medicamentos fitoterápicos”, acrescenta Narla Fontoura.

Como qualquer medicamento, o mau uso de fitoterápicos pode
ocasionar problemas à saúde, como por exemplo: alterações na pressão arterial,
problemas no sistema nervoso central, fígado e rins e até mesmo morte.

Os cuidados também são os mesmos, como por exemplo: buscar informações com os profissionais de
saúde, seguir as orientações da bula e rotulagem e seguir corretamente os
cuidados de armazenamento.