Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Socióloga discute políticas de enfrentamento à violência sexual

"Políticas públicas no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes" é o tema da palestra que será proferida pela socióloga e pesquisadora baiana Marlene Vaz, amanhã, 24, às 19h no Salão de Atos  do conjunto I  da Unifra.

Há 34 anos Marlene Vaz trabalha na erradicação da exploração infantil. A socióloga é conhecida mundialmente pelos seus trabalhos contra a exploração infantil e está em Santa Maria para participar, na Unifra, do curso de especialização que se volta à criança e adolescente em situação de risco.

Vaz já desenvolveu e publicou várias pesquisas sobre a exploração de meninas e, recentemente, sobre o perfil dos caminhoneiros. Ao falar sobre o trabalho de campo, refere meninas em cárceres privados em fazendas, turismo sexual “ecológico”, em hotéis de luxo na selva brasileira, e os leilões de virgens entre Brasília e Goiânia. Defensora de propostas não-assistencialistas para o problema da prostituição infanto-juvenil, Marlene Vaz alerta serem necessárias políticas públicas e uma rede eficaz de atendimento, uma vez que nenhuma adolescente que faça programas irá trocar seu trabalho e sua remuneração por propostas que não contemplem retorno financeiro e interesse.

Marlene Vaz aposentou-se como socióloga do IBGE, passando a fazer consultorias. Foi consultora do UNICEF, por oito anos, e hoje atende ao Instituto WCF – presidido mundialmente pela Rainha Sílvia, da Suécia –, à ANDI – Agência Nacional dos Direitos da Infância –, ao CRIA – Centro de Referência do Adolescente –, entre outras instituições, além de organizações governamentais.

O evento é aberto ao público.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

"Políticas públicas no enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes" é o tema da palestra que será proferida pela socióloga e pesquisadora baiana Marlene Vaz, amanhã, 24, às 19h no Salão de Atos  do conjunto I  da Unifra.

Há 34 anos Marlene Vaz trabalha na erradicação da exploração infantil. A socióloga é conhecida mundialmente pelos seus trabalhos contra a exploração infantil e está em Santa Maria para participar, na Unifra, do curso de especialização que se volta à criança e adolescente em situação de risco.

Vaz já desenvolveu e publicou várias pesquisas sobre a exploração de meninas e, recentemente, sobre o perfil dos caminhoneiros. Ao falar sobre o trabalho de campo, refere meninas em cárceres privados em fazendas, turismo sexual “ecológico”, em hotéis de luxo na selva brasileira, e os leilões de virgens entre Brasília e Goiânia. Defensora de propostas não-assistencialistas para o problema da prostituição infanto-juvenil, Marlene Vaz alerta serem necessárias políticas públicas e uma rede eficaz de atendimento, uma vez que nenhuma adolescente que faça programas irá trocar seu trabalho e sua remuneração por propostas que não contemplem retorno financeiro e interesse.

Marlene Vaz aposentou-se como socióloga do IBGE, passando a fazer consultorias. Foi consultora do UNICEF, por oito anos, e hoje atende ao Instituto WCF – presidido mundialmente pela Rainha Sílvia, da Suécia –, à ANDI – Agência Nacional dos Direitos da Infância –, ao CRIA – Centro de Referência do Adolescente –, entre outras instituições, além de organizações governamentais.

O evento é aberto ao público.