Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Cigarro, bah!

Neste Dia Mundial da Saúde, que coincide com o Dia do Jornalista, a jornalista Sione Gomes escreve esta crônica sobre saúde:

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Cigarro, bah!

No meio de um assunto qualquer,
veio a manifestação. Naquele repente, as palavras pareceram agressivas. “Quando
eu deixar de ser imbecil…”. Como? Mas ele logo completou: “… e parar de
fumar…”. Ah! Entendi!

Foi um desabafo. Um depoimento,
100% espontâneo, de quem ainda está apegado ao cigarro. Ainda, porque pretende
largá-lo. Pretende se livrar de um hábito – ou melhor, vício – que é farto em
malefícios e desconfortos. Os danos vão do desagradável cheiro nas mãos à
ingestão de substâncias tóxicas. São mais de 4.720 componentes que põem a saúde
em risco, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca): “Além das mais
conhecidas, como nicotina, alcatrão e monóxido de carbono, a fumaça contém
também substâncias radioativas, como polônio 210 e cádmio (encontrado em
baterias de carros)”.

Além dos danos pessoais, o fumante
é um alardeador de problemas. A lista de
manifestações clínicas em
não-fumantes (aqueles que não
fumam, mas que estão expostos à
fumaça produzida pelos que fumam)
também é extensa. Sintomas
respiratórios em pessoas sadias,
exacerbação de efeitos irritativos
em alérgicos, aumento da taxa de
mortalidade por doenças cardiovasculares
(25% a 35%) ou câncer são alguns dos
itens.

A reação forte também se
justifica pela consciência dos ganhos
possíveis a quem bane o fumo de sua vida.
Uma cartilha do Inca, preparada especialmente
para quem quer abandonar o cigarro,
evidencia a rapidez com que o organismo sadio se
apropria dos benefícios. “Após
20 minutos, a pressão sanguínea e a
pulsação voltam ao normal;
após 2 horas, não há mais
nicotina circulando no seu sangue; após 8
horas, o nível de oxigênio no sangue
se normaliza; após 12 a 24 horas, seus
pulmões já funcionam
melhor.”
 
Cada dia sem fumar repercute em saúde.
“Após dois dias, seu olfato já
percebe melhor os cheiros e seu paladar já
degusta melhor a comida; após três
semanas, você vai notar que sua
respiração se torna mais
fácil e a circulação
melhora.” E contabilizar anos longe do
vício significa vitória.
Vitória e vida, com redução
do risco de morte por infarto do
miocárdio. Ou seja, está esperando
o que mesmo?

Sione Gomes é jornalista e publicou esta crônica no Diário de Santa Maria desta quinta-feira.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Neste Dia Mundial da Saúde, que coincide com o Dia do Jornalista, a jornalista Sione Gomes escreve esta crônica sobre saúde:

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Cigarro, bah!

No meio de um assunto qualquer,
veio a manifestação. Naquele repente, as palavras pareceram agressivas. “Quando
eu deixar de ser imbecil…”. Como? Mas ele logo completou: “… e parar de
fumar…”. Ah! Entendi!

Foi um desabafo. Um depoimento,
100% espontâneo, de quem ainda está apegado ao cigarro. Ainda, porque pretende
largá-lo. Pretende se livrar de um hábito – ou melhor, vício – que é farto em
malefícios e desconfortos. Os danos vão do desagradável cheiro nas mãos à
ingestão de substâncias tóxicas. São mais de 4.720 componentes que põem a saúde
em risco, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca): “Além das mais
conhecidas, como nicotina, alcatrão e monóxido de carbono, a fumaça contém
também substâncias radioativas, como polônio 210 e cádmio (encontrado em
baterias de carros)”.

Além dos danos pessoais, o fumante
é um alardeador de problemas. A lista de
manifestações clínicas em
não-fumantes (aqueles que não
fumam, mas que estão expostos à
fumaça produzida pelos que fumam)
também é extensa. Sintomas
respiratórios em pessoas sadias,
exacerbação de efeitos irritativos
em alérgicos, aumento da taxa de
mortalidade por doenças cardiovasculares
(25% a 35%) ou câncer são alguns dos
itens.

A reação forte também se
justifica pela consciência dos ganhos
possíveis a quem bane o fumo de sua vida.
Uma cartilha do Inca, preparada especialmente
para quem quer abandonar o cigarro,
evidencia a rapidez com que o organismo sadio se
apropria dos benefícios. “Após
20 minutos, a pressão sanguínea e a
pulsação voltam ao normal;
após 2 horas, não há mais
nicotina circulando no seu sangue; após 8
horas, o nível de oxigênio no sangue
se normaliza; após 12 a 24 horas, seus
pulmões já funcionam
melhor.”
 
Cada dia sem fumar repercute em saúde.
“Após dois dias, seu olfato já
percebe melhor os cheiros e seu paladar já
degusta melhor a comida; após três
semanas, você vai notar que sua
respiração se torna mais
fácil e a circulação
melhora.” E contabilizar anos longe do
vício significa vitória.
Vitória e vida, com redução
do risco de morte por infarto do
miocárdio. Ou seja, está esperando
o que mesmo?

Sione Gomes é jornalista e publicou esta crônica no Diário de Santa Maria desta quinta-feira.