Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Formando cidadãos através da educação

"Fica decretado que, a partir deste instante,

haverá honestidade em todas as instituições,

que os cidadãos terão direito a exigir,

que as verbas devem suprir, o ano inteiro,

necessidades justas para que se cultive a esperança no país.

 

Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar
do político.

Que o homem confiará em seu representante

como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar,

como o ar confia no campo azul do céu.

O eleitor confiará no político

como um
menino confia em outro menino"

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

O ‘Estatuto
do Homem Público’ é obra de Thiago de Mello, aluno da Escola Municipal de
Ensino Fundamental Rejane Garcia Gervini. Paródia resultante do projeto ‘Cid Legal, Canta e Dança’, o trabalho é
um dos temas apresentados no estande da Educação Fiscal na Feisma.

feisma2011_edc_fiscal_rodrigo.jpgO Programa de Educação
Fiscal tem por missão conscientizar a sociedade quanto à função socioeconômica
do tributo. O projeto que ocorre em escolas e universidades ensina a estudantes
administração pública, alocação e controle dos gastos públicos.

Segundo Helaine Rosa
Simon, professora e coordenadora adjunta do programa, o trabalho é uma
iniciativa para que a população saiba por que paga impostos e para onde vai o
seu dinheiro. Helaine diz que “assim como o cidadão tem o dever de pagar suas
contribuições, ele tem o direito de fiscalizar o destino delas”.

Professora da
Universidade Federal de Santa Maria, Zélia Mocelin é colaboradora da educação
fiscal. Em abordagem do projeto, Zélia frisa a importância da educação fiscal
na vida acadêmica. De acordo com ela, a fiscalização ensina que o tributo é
dinheiro público e, portanto, tem que ser valorizado. “Quando alguém estraga um
patrimônio público, não está atingindo ao outro e sim a algo que é seu”,
justifica.

Sem expressar vínculos
partidários, alunos praticam patrulhamento financeiro, ambiental, de trânsito,
entre outros. Conscientizadores, eles desenvolvem jornais, filmes e campanhas
para divulgar o aprendizado adquirido. Para a professora da Escola Municipal de
1º grau Padre Nóbrega, Maria Cristina Iop, “o projeto deste ano foi sobre a
sustentabilidade, eles quiseram levar as crianças a se preocuparem com o resto
do mundo, não apenas com eles”.  

 

Foto: Rodrigo Gonçalves (acadêmico de Jornalismo / Laboratório de Fotografia e Memória – Unifra)

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

"Fica decretado que, a partir deste instante,

haverá honestidade em todas as instituições,

que os cidadãos terão direito a exigir,

que as verbas devem suprir, o ano inteiro,

necessidades justas para que se cultive a esperança no país.

 

Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar
do político.

Que o homem confiará em seu representante

como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar,

como o ar confia no campo azul do céu.

O eleitor confiará no político

como um
menino confia em outro menino"

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

O ‘Estatuto
do Homem Público’ é obra de Thiago de Mello, aluno da Escola Municipal de
Ensino Fundamental Rejane Garcia Gervini. Paródia resultante do projeto ‘Cid Legal, Canta e Dança’, o trabalho é
um dos temas apresentados no estande da Educação Fiscal na Feisma.

feisma2011_edc_fiscal_rodrigo.jpgO Programa de Educação
Fiscal tem por missão conscientizar a sociedade quanto à função socioeconômica
do tributo. O projeto que ocorre em escolas e universidades ensina a estudantes
administração pública, alocação e controle dos gastos públicos.

Segundo Helaine Rosa
Simon, professora e coordenadora adjunta do programa, o trabalho é uma
iniciativa para que a população saiba por que paga impostos e para onde vai o
seu dinheiro. Helaine diz que “assim como o cidadão tem o dever de pagar suas
contribuições, ele tem o direito de fiscalizar o destino delas”.

Professora da
Universidade Federal de Santa Maria, Zélia Mocelin é colaboradora da educação
fiscal. Em abordagem do projeto, Zélia frisa a importância da educação fiscal
na vida acadêmica. De acordo com ela, a fiscalização ensina que o tributo é
dinheiro público e, portanto, tem que ser valorizado. “Quando alguém estraga um
patrimônio público, não está atingindo ao outro e sim a algo que é seu”,
justifica.

Sem expressar vínculos
partidários, alunos praticam patrulhamento financeiro, ambiental, de trânsito,
entre outros. Conscientizadores, eles desenvolvem jornais, filmes e campanhas
para divulgar o aprendizado adquirido. Para a professora da Escola Municipal de
1º grau Padre Nóbrega, Maria Cristina Iop, “o projeto deste ano foi sobre a
sustentabilidade, eles quiseram levar as crianças a se preocuparem com o resto
do mundo, não apenas com eles”.  

 

Foto: Rodrigo Gonçalves (acadêmico de Jornalismo / Laboratório de Fotografia e Memória – Unifra)