Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Hoje é dia do historiador

Hoje é o dia Nacional do Historiador. Este personagem estratégico ao registro e recuperação dos acontecimentos é pouco reconhecido. Discutir a relevância do seu papel é a alternativa apontada por Roselaine Casanova Correa, coordenadora do curso de História da Unifra.  

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

De acordo com Roselaine o dia do historiador deve ser
comemorado todos os dias. Para ela, a história hoje tem auxiliado a entender o
passado e o presente. “Para estudiosos da história, o viés do entendimento
do presente está nos tempos pretéritos. Exemplificando, quando pensamos o
desenvolvimento econômico e social da América Latina, logo procuramos
refletir acerca do passado, para identificarmos a situação precária em que
hoje vivemos
”, afirma.

Questionada sobre dois fatos históricos mais importantes à humanidade, ela destaca: Em âmbito mundial, a destruição de Hiroshima e Nagazaki, por duas bombas atômicas, em agosto de 1945. Ou seja, porque as bombas nucleares inauguraram uma nova e terrível capacidade de destruição, capaz de alterar os confrontos político-militares no planeta. E veja que isso foi determinado por um país historicamente democrático, os EUA, que auxiliou os países aliados, na II Grande Guerra, a combater Hitler, um genocida por excelência. Em nível brasileiro, a instauração do AI-5, em dezembro de 1968, que configurou efetivamente um estado ditatorial, qualificado como "Anos de Chumbo", certamente um dos piores momentos na história do país”.
 
Nesse aspecto ela ressalta que o fato do Brasil ser governado por uma mulher é algo novo na política e certamente entrará para a história brasileira, embora já tenha havido países latino-americanos presididos por mulheres, como o Chile. No entanto, ela destaca que a presidente Dilma Roussef não irá entrar para a história somente por ser mulher, mas, sobretudo, se qualificar-se como uma governante competente e ética.  

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Hoje é o dia Nacional do Historiador. Este personagem estratégico ao registro e recuperação dos acontecimentos é pouco reconhecido. Discutir a relevância do seu papel é a alternativa apontada por Roselaine Casanova Correa, coordenadora do curso de História da Unifra.  

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

De acordo com Roselaine o dia do historiador deve ser
comemorado todos os dias. Para ela, a história hoje tem auxiliado a entender o
passado e o presente. “Para estudiosos da história, o viés do entendimento
do presente está nos tempos pretéritos. Exemplificando, quando pensamos o
desenvolvimento econômico e social da América Latina, logo procuramos
refletir acerca do passado, para identificarmos a situação precária em que
hoje vivemos
”, afirma.

Questionada sobre dois fatos históricos mais importantes à humanidade, ela destaca: Em âmbito mundial, a destruição de Hiroshima e Nagazaki, por duas bombas atômicas, em agosto de 1945. Ou seja, porque as bombas nucleares inauguraram uma nova e terrível capacidade de destruição, capaz de alterar os confrontos político-militares no planeta. E veja que isso foi determinado por um país historicamente democrático, os EUA, que auxiliou os países aliados, na II Grande Guerra, a combater Hitler, um genocida por excelência. Em nível brasileiro, a instauração do AI-5, em dezembro de 1968, que configurou efetivamente um estado ditatorial, qualificado como "Anos de Chumbo", certamente um dos piores momentos na história do país”.
 
Nesse aspecto ela ressalta que o fato do Brasil ser governado por uma mulher é algo novo na política e certamente entrará para a história brasileira, embora já tenha havido países latino-americanos presididos por mulheres, como o Chile. No entanto, ela destaca que a presidente Dilma Roussef não irá entrar para a história somente por ser mulher, mas, sobretudo, se qualificar-se como uma governante competente e ética.