Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Oportunidades estudantis no exterior

aiesec_gelson2_carolina.jpgA
Aiesec Santa Maria promove durante nesta semana um ciclo de palestras explicativas
sobre intercâmbio social de férias.

Na
segunda-feira (31), na sede do Challenger Brasil, ocorreu uma das atrações
previstas na programação. No Global Village, os estudantes que participaram de
algum intercâmbio compartilham suas experiências com o público presente. Eles viajaram
para diversos destinos, como Argentina, Romênia, Panamá e Costa Rica.

aiesec_suzana_carolina.jpgSusana
Tebaldi, membro da Assessoria de Comunicação da Aiesec, explica: “O Global
Village é uma espécie de feira onde cada intercambista, membros da Aiesec ou
que já viajaram para outro país, dividem com o público suas experiências. Alguns
deles expõem coisas que trouxeram do país, como bandeirinhas, chaveiro ou até
mesmo comida. A intenção do evento é divulgar nosso intercâmbio de férias que
está com as inscrições abertas. O intercâmbio social é dividido em três
programas: Cidadão Global Cultura, Gestão e Saúde”. Ela complementa que essa
experiência propicia ao jovem adquirir mais conhecimento e ser mais flexível. E
que a Aiesec proporciona o desenvolvimento de liderança.

aiesec_gelson_carolina.jpgGelson
Bronzatti Junior, estudante do 4° semestre de Relações Internacionais da
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), entrou na Aiesec em 2010 como
membro interessado em liderança de intercâmbio. No início de 2011 o estudante
viajou através do programa Cidadão Global para o Panamá.

“No
Panamá realizei um trabalho de organização de evento em uma universidade, o
evento era direcionado a jovens universitários, com uma temática voltada para a
liderança e diversidade cultural. Fiquei lá dois meses e durante duas semanas
viajei pela Costa Rica, a turismo. Eu tinha muita curiosidade em conhecer o
lugar, a América Central sempre me despertou isso. A experiência foi válida
porque pude aprender muito, além do espanhol, a cultura do Panamá e da Costa
Rica, assim desmistificar coisas da América Central que a gente não conhece”,
comenta. Gelson enfatiza que o Panamá se destaca como ponto estratégico na
América em função do canal. O que mais chamou sua atenção foi o preço dos
produtos por ser "absurdamente barato".

Para
participar do programa Cidadão Global o intercambista tem que estar vinculado a alguma instituição de ensino superior ou ser graduado há, no máximo, dois anos
e ter até 30 anos de idade.

Mais informações no blog http://www.cidadaoglobalaiesec.blogspot.com/

 

Fotos: Carolina Santana (acadêmica de Jornalismo – Redação ACS)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

aiesec_gelson2_carolina.jpgA
Aiesec Santa Maria promove durante nesta semana um ciclo de palestras explicativas
sobre intercâmbio social de férias.

Na
segunda-feira (31), na sede do Challenger Brasil, ocorreu uma das atrações
previstas na programação. No Global Village, os estudantes que participaram de
algum intercâmbio compartilham suas experiências com o público presente. Eles viajaram
para diversos destinos, como Argentina, Romênia, Panamá e Costa Rica.

aiesec_suzana_carolina.jpgSusana
Tebaldi, membro da Assessoria de Comunicação da Aiesec, explica: “O Global
Village é uma espécie de feira onde cada intercambista, membros da Aiesec ou
que já viajaram para outro país, dividem com o público suas experiências. Alguns
deles expõem coisas que trouxeram do país, como bandeirinhas, chaveiro ou até
mesmo comida. A intenção do evento é divulgar nosso intercâmbio de férias que
está com as inscrições abertas. O intercâmbio social é dividido em três
programas: Cidadão Global Cultura, Gestão e Saúde”. Ela complementa que essa
experiência propicia ao jovem adquirir mais conhecimento e ser mais flexível. E
que a Aiesec proporciona o desenvolvimento de liderança.

aiesec_gelson_carolina.jpgGelson
Bronzatti Junior, estudante do 4° semestre de Relações Internacionais da
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), entrou na Aiesec em 2010 como
membro interessado em liderança de intercâmbio. No início de 2011 o estudante
viajou através do programa Cidadão Global para o Panamá.

“No
Panamá realizei um trabalho de organização de evento em uma universidade, o
evento era direcionado a jovens universitários, com uma temática voltada para a
liderança e diversidade cultural. Fiquei lá dois meses e durante duas semanas
viajei pela Costa Rica, a turismo. Eu tinha muita curiosidade em conhecer o
lugar, a América Central sempre me despertou isso. A experiência foi válida
porque pude aprender muito, além do espanhol, a cultura do Panamá e da Costa
Rica, assim desmistificar coisas da América Central que a gente não conhece”,
comenta. Gelson enfatiza que o Panamá se destaca como ponto estratégico na
América em função do canal. O que mais chamou sua atenção foi o preço dos
produtos por ser "absurdamente barato".

Para
participar do programa Cidadão Global o intercambista tem que estar vinculado a alguma instituição de ensino superior ou ser graduado há, no máximo, dois anos
e ter até 30 anos de idade.

Mais informações no blog http://www.cidadaoglobalaiesec.blogspot.com/

 

Fotos: Carolina Santana (acadêmica de Jornalismo – Redação ACS)