Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Pôsteres mostram pesquisas na área de Ciências Humanas

Nesta quarta-feira, ocorreu a apresentação de 61 pôsteres da
área de Ciências Humanas, no 15° SEPE. Pesquisadores esclareceram dúvidas e
explicaram os seus projetos.

A ditadura em São Borja e Itaqui

sepe2011_diossana_carlos.jpg“Os reflexos da ditadura militar em São Borja e Itaqui” foi
um dos trabalhos apresentados pela mestre em História e professora da Urcamp,
Diossana Vargas da Silva. O trabalho,
que é desenvolvido por alunos do 6 ° semestre 
do curso de História da Universidade Regional da Campanha, tem por objetivo
pesquisar os reflexos da ditadura militar em São Borja, município que sofreu as consequências  da repressão por
ser a terra natal do ex-presidente João
Goulart. A pesquisa é baseada em relatos
de pessoas que vivenciaram a época, como por exemplo, os peões, as lavadeiras,
pessoas que conviviam no dia-a-dia com o ex-presidente. A ideia é trazer os
relatos de pessoas que têm uma outra versão da história para revelar, o que
muitas vezes ficou encoberto. “Enquanto pesquisadores e estudantes de História,
cabe a nós registrar essa outra versão dos fatos e acontecimentos”, enfatiza Diossana
da Silva.

 

A história dos antigos hotéis

A pesquisa “Resgate Histórico do Setor Hoteleiro localizado
na Avenida Rio Branco de Santa Maria/RS”
foi desenvolvida na disciplina de Geografia Urbana,
do curso de Geografia da Unifra. Começou com levantamentos bibliográficos e
históricos da cidade, destacando a avenida em função da ferrovia e sua importância
para trajetos, além da localização central. O estudo se direcionou aos hotéis
antigos –  Itália, que depois da segunda
guerra passou a se chamar Tupy, Jantzen – realizando uma linha histórica desde o auge
até a decadência decorrente da paralisação da ferrovia. Outro hotel pesquisado
é o Dom Rafael Executivo que funciona no antigo edifício Brilmann, uma das
primeiras edificações da cidade. Foi aplicado um questionário aos donos de
hotéis avaliando a percepção deles a respeito da revitalização que está sendo feita
pelo poder público na avenida . 

Lazie
Lopes, acadêmico de Geografia da Unifra, diz que a pesquisa teve alguns pontos
polêmicos, como remoção dos camelôs, embelezamensepe2011_lasie_carlos.jpgto, iluminação pública,
segurança, investimentos comerciais na avenida, espaços utilizados para a
prostituição.  “A gente considera que é importante
discutir esses temas porque a revitalização não pode ser pensada só de um ponto
de vista econômico, tem que levar em conta a questão social”, declara o aluno.
A ideia é discutir o assunto com a comunidade e contribuir no planejamento do
que vai ser feito na avenida . Um exemplo importante citado por Lazie Lopes é
como a Unifra pensa a questão da Rio Branco. O Centro Universitário Franciscano
adquiriu o hotel Glória, um prédio histórico que não está sendo utilizado como
hotel, mas para diversos serviços comunitários, “o que dá vida ao prédio”, diz
o pesquisador.

 

Projetos no papel

“Mobilidade e Transporte Urbano no Município de Santa Maria/
RS”
. O estudo da aluna do curso de Geografia da UFSM, Patricia Trindade, esclarece sobre os projetos relativos ao transporte
urbano da cidade. Dos seis projetos do plano diretor, que é de
2005, até agora só foi executado um, os outros cincos estão só no papel, explica a estudante. Sua
fonte de pesquisa foi o Escritório da Cidade. Entre os projetos estão o entorno viário da Estação Rodoviária, projeto de transporte ferroviário urbano, projeto da BR 287,
projeto da ligação rodoviária das BRs 158 
e 287 e projeto da
estruturação da BR 287.

sepe2011_patricia_carlos.jpg"A partir desses projetos eu fui escutar o Escritório da Cidade, verificar quais já tinham sido executados. O plano diretor é do ano de
2005, são 6 anos . A pesquisa era basicamente com o objetivo de ver os projetos e já está
pronta.  A princípio, pode ser utilizada para mostrar aos responsáveis e perguntar por que esses
projetos não foram feitos e, talvez, até
fazer uma audiência com a população sobre o que está sendo feito ou não. São projetos importantes
para todo mundo", reforça Patrícia.

 

Cobertura jornalística  

Confira mais matérias sobre o SEPE no Noticiência

Toda a programação do Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão é
acompanhada pelos alunos do curso de Jornalismo da Unifra. Até
sexta-feira, das 14h às 17h, os alunos de Radiojornalismo fazem a
cobertura ao vivo, direto do Conjunto I do Centro Universitário
Franciscano, para a Rádio Unifra. Confira também as matérias produzidas pela Agência Central Sul.
 

No próximo sábado, dia 8, as equipes permanecem com a cobertura ao vivo e online durante a 1ª Mostra das Profissões, das 9h às 17h.

  

Fotos: Carlos  Coletto (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nesta quarta-feira, ocorreu a apresentação de 61 pôsteres da
área de Ciências Humanas, no 15° SEPE. Pesquisadores esclareceram dúvidas e
explicaram os seus projetos.

A ditadura em São Borja e Itaqui

sepe2011_diossana_carlos.jpg“Os reflexos da ditadura militar em São Borja e Itaqui” foi
um dos trabalhos apresentados pela mestre em História e professora da Urcamp,
Diossana Vargas da Silva. O trabalho,
que é desenvolvido por alunos do 6 ° semestre 
do curso de História da Universidade Regional da Campanha, tem por objetivo
pesquisar os reflexos da ditadura militar em São Borja, município que sofreu as consequências  da repressão por
ser a terra natal do ex-presidente João
Goulart. A pesquisa é baseada em relatos
de pessoas que vivenciaram a época, como por exemplo, os peões, as lavadeiras,
pessoas que conviviam no dia-a-dia com o ex-presidente. A ideia é trazer os
relatos de pessoas que têm uma outra versão da história para revelar, o que
muitas vezes ficou encoberto. “Enquanto pesquisadores e estudantes de História,
cabe a nós registrar essa outra versão dos fatos e acontecimentos”, enfatiza Diossana
da Silva.

 

A história dos antigos hotéis

A pesquisa “Resgate Histórico do Setor Hoteleiro localizado
na Avenida Rio Branco de Santa Maria/RS”
foi desenvolvida na disciplina de Geografia Urbana,
do curso de Geografia da Unifra. Começou com levantamentos bibliográficos e
históricos da cidade, destacando a avenida em função da ferrovia e sua importância
para trajetos, além da localização central. O estudo se direcionou aos hotéis
antigos –  Itália, que depois da segunda
guerra passou a se chamar Tupy, Jantzen – realizando uma linha histórica desde o auge
até a decadência decorrente da paralisação da ferrovia. Outro hotel pesquisado
é o Dom Rafael Executivo que funciona no antigo edifício Brilmann, uma das
primeiras edificações da cidade. Foi aplicado um questionário aos donos de
hotéis avaliando a percepção deles a respeito da revitalização que está sendo feita
pelo poder público na avenida . 

Lazie
Lopes, acadêmico de Geografia da Unifra, diz que a pesquisa teve alguns pontos
polêmicos, como remoção dos camelôs, embelezamensepe2011_lasie_carlos.jpgto, iluminação pública,
segurança, investimentos comerciais na avenida, espaços utilizados para a
prostituição.  “A gente considera que é importante
discutir esses temas porque a revitalização não pode ser pensada só de um ponto
de vista econômico, tem que levar em conta a questão social”, declara o aluno.
A ideia é discutir o assunto com a comunidade e contribuir no planejamento do
que vai ser feito na avenida . Um exemplo importante citado por Lazie Lopes é
como a Unifra pensa a questão da Rio Branco. O Centro Universitário Franciscano
adquiriu o hotel Glória, um prédio histórico que não está sendo utilizado como
hotel, mas para diversos serviços comunitários, “o que dá vida ao prédio”, diz
o pesquisador.

 

Projetos no papel

“Mobilidade e Transporte Urbano no Município de Santa Maria/
RS”
. O estudo da aluna do curso de Geografia da UFSM, Patricia Trindade, esclarece sobre os projetos relativos ao transporte
urbano da cidade. Dos seis projetos do plano diretor, que é de
2005, até agora só foi executado um, os outros cincos estão só no papel, explica a estudante. Sua
fonte de pesquisa foi o Escritório da Cidade. Entre os projetos estão o entorno viário da Estação Rodoviária, projeto de transporte ferroviário urbano, projeto da BR 287,
projeto da ligação rodoviária das BRs 158 
e 287 e projeto da
estruturação da BR 287.

sepe2011_patricia_carlos.jpg"A partir desses projetos eu fui escutar o Escritório da Cidade, verificar quais já tinham sido executados. O plano diretor é do ano de
2005, são 6 anos . A pesquisa era basicamente com o objetivo de ver os projetos e já está
pronta.  A princípio, pode ser utilizada para mostrar aos responsáveis e perguntar por que esses
projetos não foram feitos e, talvez, até
fazer uma audiência com a população sobre o que está sendo feito ou não. São projetos importantes
para todo mundo", reforça Patrícia.

 

Cobertura jornalística  

Confira mais matérias sobre o SEPE no Noticiência

Toda a programação do Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão é
acompanhada pelos alunos do curso de Jornalismo da Unifra. Até
sexta-feira, das 14h às 17h, os alunos de Radiojornalismo fazem a
cobertura ao vivo, direto do Conjunto I do Centro Universitário
Franciscano, para a Rádio Unifra. Confira também as matérias produzidas pela Agência Central Sul.
 

No próximo sábado, dia 8, as equipes permanecem com a cobertura ao vivo e online durante a 1ª Mostra das Profissões, das 9h às 17h.

  

Fotos: Carlos  Coletto (Laboratório de Fotografia e Memória)